Hitchcock / Truffaut: O filme

hitchcock-truffaut-poster

Em 1962, o crítico francês François Truffaut já era reconhecido como um dos principais novos cineastas da nouvelle vague francesa, mas sentou-se para exercer sua antiga vocação ao dar microfone para que Alfred Hitchcock falasse sobre sua obra. O resultado foi o livro Hitchcock/Truffaut, lançado em 1966 e considerado um manual do cinema moderno para cineastas de diferentes gerações e nacionalidades. Na conversa bilíngue, Hitchcock fala como subverte a expectativa do público ao aniquilar todas as regras do cinema tradicional num trabalho singularmente autoral mas ainda percebido, à época, como mero entretenimento. As entrevistas não apenas jogaram luz na importância do velho diretor para a história do cinema como funcionou como manual de instruções para nomes como Wes Anderson, Martin Scorsese, Wes Anderson, David Fincher, Kiyoshi Kurosawa, Richard Linklater, Peter Bogdanovich, Paul Schrader, entre outros. Todos estes participam do documentário Hitchcock/Truffaut, de Kent Jones, que recria a clássica conversação e sua enorme influência no cinema moderno. O filme estreou no festival de Cannes deste ano e chega aos cinemas lá fora em dezembro.

Você pode gostar...