Por Alexandre Matias - Jornalismo arte desde 1995.

Jornalismo-Arte, com Alexandre Matias, Roberta Martinelli, Marcelo Costa, Cleber Facchi e Pérola Mathias

Estou saindo de férias e deixo o site parado até o início de novembro, não sem antes transformar o meu programa Jornalismo-Arte em um curso para discutir os rumos do jornalismo que cobre música. Em seis encontros que acontecem às segundas-feiras, sempre às 19h, através do Zoom, entre os dias 8 de novembro e 20 de dezembro, discuto as transformações nesta área ao lado de convidados ilustres.

Na primeira segunda, dia 8, conto sobre a importância deste jornalismo para um país tão musical e falo sobre as transformações que aconteceram no meio nas últimas décadas para, nas semanas seguintes, conversar com alguns dos principais nomes que trabalham nesta área. Dia 22 recebo a Roberta Martinelli, do Cultura Livre, dia 29 é a vez da Pérola Mathias, do Poro Aberto, dia 6 de dezembro vem o Marcelo Costa, do Scream & Yell, e dia 13 converso com Cleber Facchi, do Música Instantânea (ex-Miojo Indie). Finalmente, dia 20, resumo a discussão apontando perspectivas de futuro para uma atividade que está entre duas das mais combalidas no Brasil hoje – jornalismo e música. As inscrições podem ser feitas aqui.

Todo o disco 2021: Legião Urbana, Stevie Wonder, Elis & Tom e Primal Scream

Em 2015, criei uma sessão de conversas chamada Todo o Disco, que primeiro foram realizadas no Espaço Cult, na Unibes Cultural e depois no Lab Mundo Pensante (sempre em Sâo Paulo), em que convidava grandes nomes da música brasileira para conversar sobre discos recém-lançados. Assim, reuni nomes como Siba, Ava Rocha, Anelis Assumpção, Cidadão Instigado, Tulipa Ruiz, Karina Buhr, Ana Cañas, Edgar, Luiza Lian, Instituto, Rodrigo Ogi, Maurício Pereira, entre outros, para contar a história de seus discos e acompanhar sua execução ao lado deles.

Nesta nova versão online do curso, resolvi abrir a área de atuação e mergulhar em discos clássicos sem contar com a presença dos artistas. Por isso, convido para audições comentadas destes álbuns em mais um curso da Universidade Trabalho Sujo. Este curso não é seriado e suas aulas podem ser assistidas isoladamente, embora se você optar por assistir às quatro aulas deste ano, tem um desconto maior do que simplesmente o desconto que você pode ter ao se tornar colaborador do meu apoia.se/trabalhosujo.

As aulas acontecerão sempre às quartas-feiras, às 19h, pelo zoom, e esses serão os quatro primeiros discos dissecados:

3.11 – Dois, do Legião Urbana
17.11 – Screamadelica, do Primal Scream
1.12 – Elis & Tom, de Elis Regina e Tom Jobim
17.12 – Songs In The Key Of Life, do Stevie Wonder

Para fazer sua inscrição, clique aqui.

Vida Fodona #745: Semana puxada adiante

Vai ser bom demais.

Ouça aqui.  

Vida Fodona #744: Primavera inconstante

Muitas emoções, vamos lá…

Ouça aqui.  

Vida Fodona #743: Semana começou ensolarada

Vamos lá…

Ouça aqui.  

Vida Fodona #742: A primavera tá vindo

Tentando deixar tudo mais leve…

Ouça aqui.  

Vida Fodona #741: Mais calminho

Bem na buena…

Ouça aqui.  

Vida Fodona #740: Loucaço

Que nem o clima.

Ouça aqui.  

Universidade Trabalho Sujo: Beatlelogia

Salve! Eis mais um curso online da Universidade Trabalho Sujo. Beatlelogia é um mergulho na história dos Beatles para mostrar porque o quarteto de Liverpool é um dos maiores movimentos culturais do século passado e porque ainda são importantes meio século depois. O curso terá uma aula por semana e durará o mês inteiro. As datas do curso serão os dias 9, 16, 23 e 30 de setembro, às quintas-feiras, das 20h às 21h. O valor do curso é de 200 reais e você também pode optar por aulas avulsas, ao preço de 60 reais cada aula. Eis as aulas oferecidas:

Aula 1, dia 9 de setembro: Os primórdios em Liverpool
Na primeira aula falo sobre a Inglaterra do pós-guerra, a importância da cidade portuária que viu o grupo nascer, como John Lennon conheceu Paul McCartney e como George Harrison e Ringo Starr se juntaram aos Beatles, que começou a criar sua reputação na adolescência, tornando-se profissionais na marra graças a temporadas em Hamburgo, na Alemanha.

Aula 2, dia 16 de setembro: Beatlemania!
Depois que o empresário Brian Epstein toma as rédeas do quarteto, primeiro a Inglaterra, depois os Estados Unidos e, finalmente, o mundo, se apaixonam pelo grupo, que torna-se o maior fenômeno cultural de massas de seu tempo. Esse sucesso gigantesco formou as bases para a indústria do entretenimento como a conhecemos hoje, além de instigar os Beatles para evoluir artisticamente.

Aula 3, dia 23 de setembro: Fora dos palcos
O grupo para de fazer shows e passa a dedicar-se ao estúdio, gravando obras-primas que seriam impossíveis de serem executadas ao vivo. Isso também faz o grupo desenvolver interesses paralelos à música e começar a experimentar suas carreiras solo, enquanto os atritos internos começavam.

Aula 4, dia 30 de setembro: O fim e o começo de uma nova era
Os anos tensos que por fim fizeram os Beatles encerrar sua carreira são cruciais para entender como, mesmo no fim, eles sabiam da importância de seu legado – pois o rock já não era mais rock’nroll e a cultura pop havia atingido um nível inédito.

As inscrições podem ser feitas neste link.

Vida Fodona #739: Vamo na manha

Agora que o sol saiu…

Ouça aqui.