Os indicados às categorias de artista do ano e revelação de 2021 para a APCA

Don L, Caetano Veloso, Duda Beat, Badsista, Gloria Groove, Fabriccio, Jadsa, Marina Sena e Sophia Chablau e Uma Enorme Perda de Tempo estão entre os indicados às categorias artistas do ano e revelação de 2021 de acordo com o júri de música popular da APCA (Associação Paulista dos Críticos de Arte), da qual faço parte ao lado de Adriana de Barros, José Norberto Flesch, Marcelo Costa, Pedro Antunes e Roberta Martinelli. Já havíamos lista os 50 indicados a melhor álbum de 2021 antes do ano terminar e agora, com este nova lista, nos preparamos para a revelação dos premiados do ano, que devem ser divulgados no início do próximo mês. Confira os indicados a seguir:  

A música brasileira de 2021 é mulher

Outra matéria que faço para a CNN Brasil, desta vez destacando dez artistas mulheres que fizeram a cabeça do Brasil em 2021, com Marina Sena, Juçara Marçal, Jadsa, Linn da Quebrada, Duda Beat, Badsista, Tasha & Tracie, Mariá Portugal, Bebé Salvego e In Venus.  

Os 50 melhores discos de 2021, segundo a APCA

É sempre assim: dezembro chega e com ele as listas de melhores do ano, mas a lista com os melhores de 2021, feita pelo júri de música popular da Associação Paulista de Críticas de Arte (APCA, da qual faço parte ao lado da Adriana de Barros, José Norberto Flesch Marcelo Costa, Pedro Antunes e Roberta Martinelli) só será revelada no início de 2022. Por enquanto, antecipamos os 50 indicados à categoria Melhor Disco, mostrando como, mesmo com todas adversidades do caminho, foi intensa a produção de música neste ano que chega ao fim. Confira os indicados a seguir.  

Vida Fodona #742: A primavera tá vindo

Tentando deixar tudo mais leve…

Ouça aqui.  

Vida Fodona #722: A porta tá aberta

Chega mais…

Ouça aqui.  

Tudo Tanto #091: Jadsa

Se você ainda não conhece a Jadsa, a hora é agora, já que a cantora e compositora baiana acaba de lançar seu impressionante Olho de Vidro, seu primeiro álbum, uma celebração à música brasileira de vanguarda, em que ela reúne nomes como Kiko Dinucci, Ana Frango Elétrico, Luiza Lian, entre outros, neste que, por enquanto, é o melhor disco de 2021 até agora. Aproveito para conversar com ela sobre o início de sua trajetória e sobre o momento da cena soteropolitana da qual faz parte.

Assista aqui.  

Vida Fodona #720: As coisas tão mudando

Sente só.  

Os indicados a melhores do ano na APCA em 2020

A comissão de música da Associação Paulista dos Críticos de Arte, da qual faço parte, revelou nesta semana, os indicados às principais categorias da premiação neste ano. Devido ao ano estranho que atravessamos, reduzimos a quantidade de premiados, focando nas categorias Artista do Ano, Revelação, Melhor Live e Disco do Ano. Além de mim, também fazem parte da comissão Adriana de Barros (editora do site da TV Cultura e colunista do Terra), José Norberto Flesch (do canal JoseNorbertoFlesch), Marcelo Costa (Scream & Yell), Pedro Antunes (colunista do UOL e Tem um Gato na Minha Vitrola) e Roberta Martinelli (Radio Eldorado e TV Cultura). A escolha dos vencedores deve acontecer de forma virtual no dia 18 de janeiro. Eis os indicados às quatro principais categorias:

Os 5 artistas do ano
Caetano Veloso
Emicida
Luedji Luna
Mateus Aleluia
Teresa Cristina

Os 5 artistas revelação
Flora – A Emocionante Fraqueza dos Fortes
Gilsons – Várias Queixas
Guilherme Held – Corpo Nós
Jadsa e João Milet Meirelles – Taxidermia vol 1
Jup do Bairro – Corpo sem Juízo

As 5 melhores lives
Arnaldo Antunes e Vitor Araujo (03/10)
Caetano Veloso (07/08)
Emicida (10/05)
Festival Coala – Coala.VRTL 2020 (12 e 13/09)
Teresa Cristina (Todas as Noites)

Os 50 melhores discos
Àiyé – Gratitrevas
André Abujamra – Emidoinã – a Alma de Fogo
André Abujamra e John Ulhoa – ABCYÇWÖK
Arnaldo Antunes – O Real Resiste
Baco Exu do Blues – Não Tem Bacanal na Quarentena
Beto Só – Pra Toda Superquadra Ouvir
BK – O Líder Em Movimento
Bruno Capinam – Leão Alado Sem Juba
Bruno Schiavo – A vida Só Começou
Cadu Tenório – Monument for Nothing
Carabobina – Carabobina
Cícero – Cosmo
Daniela Mercury – Perfume
Deafkids – Ritos do Colapso 1 & 2
Djonga – Histórias da Minha Área
Fabiana Cozza – Dos Santos
Fernanda Takai – Será Que Você Vai Acreditar?
Fran e Chico Chico – Onde?
Giovani Cidreira e Mahau Pita – Manomago
Guilherme Held – Corpo Nós
Hiran – Galinheiro
Hot e Oreia – Crianças Selvagens
Ira! – Ira
Joana Queiroz – Tempo Sem Tempo
Jonathan Tadeu – Intermitências
Josyara e Giovani Cidreira – Estreite
Julico – Ikê Maré
Jup do Bairro – Corpo sem Juízo
Kiko Dinucci – Rastilho
Letrux – Letrux aos Prantos
Luedji Luna – Bom Mesmo É Estar Debaixo D’água
Mahmundi – Mundo Novo
Marcelo Cabral – Naunyn
Marcelo D2 – Assim Tocam Meus Tambores
Marcelo Perdido – Não Tô Aqui Pra Te Influenciar
Mateus Aleluia – Olorum
Negro Leo – Desejo de Lacrar
Orquestra Frevo do Mundo – Orquestra Frevo do Mundo
Pedro Pastoriz – Pingue-Pongue com o Abismo
Rico Dalasam – Dolores Dala Guardião do Alívio
Sepultura – Quadra
Seu Jorge & Rogê – Seu Jorge & Rogê
Silvia Machete – Rhonda
Tagua Tagua – Inteiro Metade
Tantão e os Fita – Piorou
Tatá Aeroplano – Delírios Líricos
Thiago França – KD VCS
Wado – A Beleza que Deriva do Mundo, mas a Ele Escapa
Zé Manoel – Do Meu Coração Nu

Centro do Rock 2019: Jadsa + Gumes

jadsa-gumes-ccsp-

Neste sábado, o Centro do Rock do Centro Cultural São Paulo apresenta duas apostas indie: a baiana Jadsa e os paulistanos Gumes, que se apresentam no mesmo palco a partir das 19h (mais informações aqui).

Centro do Rock 2019

centro-do-rock-2019

Mais um julho, mais um mês com a programação dedicada ao rock numa tradição do Centro Cultural São Paulo que remonta ao século passado. Reinventada como Centro do Rock desde que assumi esta curadoria de música, o foco desta programação agora são bandas deste século, que já circulam bem pelo underground e pelo circuito independente reinventando um gênero que já foi contestador e subversivo e que luta para não se tornar datado. Bandas de todo o Brasil e que vem de diferentes desdobramentos do formato baixo, guitarra e bateria – do hardcore à psicodelia, passando pelo rock progressivo, noise, metal, gótico, surf, indie rock e outros desdobramentos, sempre com duas atrações por dia. A programação do Centro do Rock 2019 começa na próxima quinta-feira, dia 11 e vai até o último domingo do mês, dia 28 (mais informações aqui). Confira as atrações:

11/7 – Glue Trip + Ema Stoned
13/7 – The Mönic + Violet Soda
14/7 – Der Baum + Scarlet Leaves
18/7 – Camarones Orquestra Guitarrística + Huey
20/7 – Jadsa + Gumes
21/7 – Monstro Amigo + Applegate
25/7 – Polara + O Inimigo
27/7 – Ana Frango Elétrico + Sophia Chablau e Uma Enorme Perda de Tempo
28/7 – Menores Atos + Brvnks