Conversando sobre o Dinosaur Jr.

O já clássico festival de documentários sobre música In Edit Brasil já começou há uma semana e participo desta edição apresentando Freak Scene, dirigido por Philipp Reichenheim, que conta a história de uma das principais bandas da cena independente norte-americano, o Dinosaur Jr., liderado pelo maior guitar hero dos anos 80, J Mascis. O filme tem entrevistas com J e os outros dois integrantes da banda, o querido Lou Barlow, que depois fundou o Sebadoh, e o carismático Murph, além de papos com grandes nomes da época sobre a importância e história da banda, como Kim Gordon, Thurston Moore, Bob Mould e Henry Rollins. Faço uma introdução de 15 minutos e depois da exibição do filme, que começa às 16h, na Cinemateca, bato um papo sobre o documentário. Mais informações aqui.

Primavera Sounds Barcelona 2022: Dia 1 – Pavement ao vivo

Primeiro dia do Primavera Sound em Barcelona foi fabuloso. Vi a Faye Webster, as Linda Lindas, a MC Carol e a Kacey Musgraves tocando “Dreams” do Fleetwood Mac com a letra passando no telão para o público cantar junto. Não vi a Kim Gordon no Auditório (mor fila), mas teve Dinosaur Jr (que mandou sua versão de “Just Like Heaven”), a Sharonzinha, Yo La Tengo quebrando tudo (Fabio Bianchini surgiu no meio de “Tom Courtenay”) e o Tame Impala no céu (Kevin puxou até “Last Nite”, essa mesma). E, claro, o motivo de eu ter vindo parar aqui: a volta do Pavement, que fez 1h40 do melhor show que já vi deles na vida (já tinha visto 5). A banda tocou cinco músicas de cada disco, Stephen Malkmus é o guitar hero dessa geração e lavou a alma de indies velhos e novos. Nota 10 pra avalanche de shows (já o funcionamento do bar e a má administração daquela quantidade de gente não conseguiu nem nota pra passar de ano). Claro que filmei um monte, seguem os vídeos abaixo:

 

Vida Fodona #379: Que eu puder ver ao vivo nessas últimas duas semanas

vf379

Momento “minhas férias”.

Poolside – “Harvest Moon”
Tame Impala – “Feels Like We Only Go Backwards”
Do Make Say Think – “Do”
Dinosaur Jr. – “Freak Scene”
Bob Mould – “Star Machine”
Postal Service – “Clark Gable”
Deerhunter – “Monomania”
Christopher Owens – “Riviera Rock”
Breeders – “I Just Wanna Get Along”
Tinariwen – “Imidiwan Matanam”
Jesus & Mary Chain – “Reverence”
Wedding Present – “Kennedy”
Blur – “This is a Low”
The Knife – “Raging Lung”
Wu-Tang Clan – “C.R.E.A.M.”
Thee Oh Sees – “Carrion Crawler”
Nick Cave & the Bad Seeds – “The Mercy Seat”
Phosphorescent – “Song for Zula”
My Bloody Valentine – “New You”
Los Lobos – “Chuco’s Cumbia”
Neil Young & Crazy Horse – “Like a Hurricane”

Por aqui.

Dinosaur Jr. em cassete

E essa reedição dos três primeiros discos do Dinosaur Jr. em cassete? Só achei beeeem caro

1991: The Year Punk Broke, finalmente em DVD

Acredite se quiser, mas esse clássico da adolescência de pelo menos uma geração só existia em VHS – e, claro, na internet. Não mais:

For the first time, 1991: The Year Punk Broke will finally make its debut on DVD on September 6, 2011. All footage has been fully restored with audio re-synced and remastered in uncompressed PCM stereo under the supervision of Sonic Youth.

Se você não sabe do que eu tou falando, se liga:

Curtiu? Dá pra ver o filme inteiro aqui:

Soko pela manhã

Grata surpresa acordar e descobrir que foi o Coquetel Molotov quem confirmou a especulação sobre a vinda do Dinosaur Jr. para o Brasil. O festival indie pernambucano também está fechando o Miike Snow e tem na manga o Otto, o Emicida, a Banda de Joseph Tourton, alguns artistas suecos (Taxi Taxi!, Taken By Trees e Anna Von Hausswolff), mas pra mim uma das grandes atrações é a francesinha Soko – já falei dela antes aqui. E se o Dinosaur Jr. vem pra São Paulo, tomara que arrumem um jeito de ela vir também (e de preferência antes do dia 19, hehehe).

Dinosaur Jr. e Queens of the Stone Age no Brasil?

É o Lucio quem canta essa bola.