Por Alexandre Matias - Jornalismo arte desde 1995.

Artejornalismo: Guilherme Guedes

Mais um programa sobre jornalismo e música, desta vez convido o grande Guilherme Guedes, que conta como ele saiu da cobertura da política em Brasília para acompanhar artistas, shows e festivais, primeiro no blog Tenho Mais Discos Que Amigos, para depois chegar ao Multishow, onde apresenta o programa Experimente e ainda toca, por conta própria, o podcast Queijo Quente e uma série de entrevistas Quarta às Nove em sua conta pessoal no Instagram.

Assista aqui.  

Cine Ensaio: Sequências melhores que o filme original

Foi-se o tempo em que continuações de filmes bem-sucedidos eram vistas apenas como caça-níqueis sem inspiração e hoje já temos uma série de novos clássicos que permitiu que eu e André Graciotti embarcássemos no nosso primeiro top 10 – que foi mais complexo do que pode parecer. E além de elencarmos nossa dezena favorita, ainda falamos de vários outros que não entraram na lista, mas que são fortes candidatos. E você, concorda ou discorda com a gente?

Assista aqui.  

O Brasil é Isso: Cacá Machado

Em mais um programa sobre identidade cultural brasileira, desta vez converso com o cantor, compositor e músico Cacá Machado, autor de livros sobre Ernesto Nazareth e Tom Jobim e professor do Departamento de Música da Unicamp, discorre sobre a importância do modernismo na criação desta identidade, o papel de Mário de Andrade neste momento, a diáspora africana e a invenção do samba, o colonialismo cultural até os dias de hoje e questões sobre nossa autoestima.

Assista aqui.  

Altos Massa: Você tem raiva de quê?

Essa semana pesada obrigou eu e Pablo Miyazawa a pensar no papel que a raiva vem exercendo neste dia-a-dia pandêmico, que mistura frustração, apatia, medo e tristeza com sentimentos que nem conseguimos nomear. O fato é que a raiva pode ter sua função neste momento tão crítico – embora o mais importante seja saber como lidar com ela de forma a não extravasá-la sobre quem não tem a menor culpa disso.

Assista aqui.  

Aparelho: A CPI da Covid é o nosso Big Brother

A primeira semana da CPI da Covid foi tão agitada que puxamos um Aparelho extra, para discutir a sequência de trapalhadas que tanto depoentes quanto a bancada bolsonarista enfileiraram nestes três primeiros dias, cogitando, na pirraça, um futuro nada tranquilo para o governo federal, cada vez mais raivoso à medida em que é acuado. E pensar que isso está só começando…

Assista aqui.  

Vida Fodona #724: Cassiano (1943-2021)

Obrigado, mestre.

Ouça aqui.  

Vários Artistas: Boris

Mais um papo sobre música, desta vez com o velho compadre Boris, que puxa suas lembranças de discos, shows e canções, tanto nos tempos de sua infância, quando morava no interior da Bahia, quanto em sua ida para Salvador, quando assistiu tanto à ascensão da axé music quanto do underground soteropolitano. E falamos de shows, comprar vinil, metal e outras coisas que pintaram pelo papo.

Assista aqui.  

Tudo Tanto #094: Filipe Catto

A pandemia desfez os planos de todos os artistas no mundo, mas antes mesmo de ela começar, Filipe Catto recebeu as piores notícias que poderia ter imaginado. Entrou em um período de reclusão que lhe fez repensar sua carreira e sua vida e saiu deste em lives esparramadas, completamente entregues à sua emoção, sem se preocupar se ia passar vergonha ou arrasar. Na edição desta semana da minha coluna sobre música brasileira Tudo Tanto, conversamos sobre este ano transformador e como foi lidar com o luto e tirar o melhor de si a partir dele.

Assista aqui.  

Bom Saber #050: Oga Mendonça

No Bom Saber desta semana converso com o compadre Oga Medonça e falamos sobre os trabalhos que ele tem feito durante a pandemia, mas também do impacto que esta vida quarentenada terá em nossa cultura, a partir desta mudança de hábitos que reorganizou completamente nossas rotinas.

Assista aqui.  

Polimatias: Quem são os robôs?

Máquinas conscientes são o gancho deste Polimatias, em que eu e Polly Sjobon nos reencontramos com nossos robôs favoritos, das leis de Isaac Asimov aos shows do Kraftwerk, passando por desenhos animados, filmes e livros clássicos e sempre nos perguntando se os robôs da ficção estão moldando nossa forma automática de viver neste século 21 da não-ficção científica.

Assista aqui.