O velho Mané Garrincha não implodiu

E eu nem sabia que isso ia acontecer, o Fratura que me avisou num comentário (e atentou para o “pinxo” no 1:00 do vídeo): o Mané Garrincha, estádio de minha cidade-natal, foi palco para os primeiros shows da minha juventude. Foi ali que eu vi meu primeiro show internacional (do Sting! :'( Triste! Abertura com o lançamento do disco novo do Capital Inicial, Independência – e o Capital foi melhor que o Sting), o clássico último show do Legião Urbana em Brasília, em que deu tudo errado e rolou o maior quebra-pau (a primeira vez que eu vi clorofórmio e polícia montada na vida), o show do Faith No More, do Information Society e de várias bandas de rock nacional dos anos 80. Tentaram implodir o coitado, mas ele resistiu bravamente – mas virá abaixo de qualquer forma. Mais um passado que se vai.

Você pode gostar...

Sem Resultados

  1. adamastor disse:

    Porrada nos caras que não valem nada !

  2. Fra disse:

    Mesmo que ele venha abaixo….a beleza está na resistência….

    O último olé do mané…..

    http://blogdojuca.uol.com.br/2011/05/o-ultimo-ole-do-mane/