Moonrise Kingdom, o novo filme de Wes Anderson

Eu não sei porque eu tenho a impressão que todos os filmes do Wes Anderson são o mesmo… E isso não é propriamente uma crítica, porque eles não me comovem nem ao ponto de desgostar e sempre funcionam bem, ainda que apenas esteticamente. Parece que estamos vendo a formação de um autor clássico, que vai passar o resto da vida remoendo certos tons e temas em sua obra, mas que não tem propriamente uma obra-prima. Olha o trailer do filme novo dele:

Você pode gostar...

12 Resultados

  1. Carol disse:

    Talvez não seja exatamente uma obra-prima, mas e os Tenenbaums? Acho que é um filme que se sobrepõe a todos os outros dele, aquela angústia da família desfeita e desestruturada pegou muita gente, de uma forma que os outros filmes não pegaram. Ou talvez tenha sido só comigo & amigos, vai saber…

  2. Carol disse:

    (de qualquer forma, achei o trailer de Moonrise doce, dá vontade de ver)

  3. entrei só para dizer que Tenenbaums era a obra-prima dele. 🙂

  4. Daniel Araujo disse:

    Esse menino Wes é supervalorizado. Os filmes dele são muito bons, mas não tanto quanto dizem por aí.

    Porém devo a ele ter conhecido melhor os Kinks, por causa das muitas músicas deles na trilha do Darjeeling.

  5. Guilherme disse:

    Eu vou discordar, acho a obra da Sofia mais aberta e a dele mais hermética. Não enxergo ela querendo ser ele. Isso rende um bom papo de boteco.

  6. Paulo disse:

    pois, é já que alguns escreveram aqui, também acho Tenenbaums, uma pequena obra-prima.

  7. piangers disse:

    Hotel Chevalier é a obra prima 😉

    to contigo, curto mais o visual que os filmes, é tipo uma instalação de arte com uma historinha deprê por baixo.

    o trailer desse me lembrou um filme que eu gostei bem: SUBMARINE.

  8. piangers disse:

    falando nisso:

    http://youtu.be/Bq-OBmIWbeQ

  1. 24/02/2012

    […] a Sinead O’Connor é outra dessas artistas desse mesmo naipe – não decepciona, mas não surpreende. Tweet Comente por: Alexandre Matias […]