De portas fechadas

Maron me cutucou ontem no Gtalk, pasmo, para dizer que a Virgin de Londres tinha sido fechada. Assim, do nada. Ele foi dar uma passada e, quando menos esperou, a loja havia fechado as portas. E não foi só ela, não – além da loja de Piccadilly Circus, outras 21 lojas da empresa, que mudou seu nome para Zavvi, fecharão as portas na Inglaterra. E não é só: até abril, a Virgin da Times Square, em Nova York, também venderá seus últimos discos para fechar logo em seguida. Desculpa é o que não falta: de problemas adminstrativos internos à inevitabilidade digital no consumo de entretenimento, passando pela sempre conveniente crise no mercado financeiro – qualquer coisa pode justificar o simples fato de que o fim das lojas de discos como conhecemos já está em curso.

Mesmo porque não vai ser só a Virgin…

Você pode gostar...