A opinião de Alan Moore sobre Before Watchmen

Você já deve saber que a DC está lançando histórias bastardas de Watchmen em quadrinho – aproveitando o fato de que o filme reacendeu a importância da franquia e que Alan Moore não pode apitar em nada no produto final. Olha as capas que já foram liberadas.

Mas o que o velho bruxo pensa dessas novas edições?

“As for the readers, I have to say that if you are a reader that just wanted your favorite characters on tap forever, and never cared about the creators, then actually you’re probably not the kind of reader that I was looking for. I have a huge respect for my audience. On the occasions when I meet them, they seem, I like to think, to be intelligent and scrupulous people. If people do want to go out and buy these Watchmen prequels, they would be doing me an enormous favor if they would just stop buying my other books. When I think of my audience, I like to have good thoughts and think about how lucky I am to have one that is as intelligent as mine and as moral as mine.

So, I wouldn’t want to think that my readership were the kind of comic fans who are just addicted to a regular fix of their favorite character and, “Yeah well Jack Kirby he’s not as good as he used to be, is he?” And, “Who cares that he created almost everything that Marvel have built their line upon?” And note, Jack Kirby, I’m saying, created them. I’m not even saying “Lee and Kirby.” From my perspective, it looks like Jack did most of the work.

The kind of readers who are prepared to turn a blind eye when the people who create their favorite reading material, their favorite characters, are marginalized or put to the wall–that’s not the kind of readers I want. So, even if it means a huge drop in sales upon my other work, I would prefer it that way. I mean, there’s no way I can police this, of course. But, I would hope that you wouldn’t want to buy a book knowing that its author actually had complete contempt for you. So, I’m hoping that will be enough.”

Foi o que ele disse ao Kurt Amacker, em uma entrevista pinçada pelo Comic Book Resources.

Você pode gostar...

Sem Resultados

  1. José disse:

    Como putinha declarada do Moore, não me sinto a vontade para dizer minha opinião. Mas JURO que não tenho curiosidade de ler essas histórias.

    No mais, o cara é foda, cultua Glycon e escreveu Promethea.

  2. Daniel Araujo disse:

    Eu queria ler, mesmo sabendo que vai ser uma bosta.
    Será que se eu baixar pelo torrent o Alan Moore não briga comigo?

    • José disse:

      Acho que brigar, ele não briga.

      Vai só botar 72 pokemons da Goécia atrás de ti. Coisa pouca…

  3. Algumas dessas capas tem cara daquelas versões animadas do Super-homem e do Batman que passava no SBT quando eu era pequeno… Estranho!

  4. Raid disse:

    Cara, eu concordo com a batalha do Alan Moore pela posse dos personagens para o autor destes. Acho que é muito justo, quem é o pai da criança toma conta dela, e não as editoras como a DC e a Marvel faz. Ele briga tem décadas já, e sempre vou ser a favor dele.

    Mas isso que ele disse com relação a esses prequels é bobagem. Me lembra aquela história do Kurt Russell puto pq iriam fazer uma refilmagem de The Thing ou Fuga de Nova York, não me lembro qual, ao mesmo tempo que tinha acabado de refilmar Poseidon. Então ele pode refazer o filme do Gene Hackman mas os outros não podem refazer os que ele atuou?

    Alan Moore fez releituras de O Monstro do Pântano, Miracleman e outros, e pensou como os criadores dos personagens se sentiram? Não né.