6 de novembro de 2010

Que tal uma pequena paranóia antes de dormir? Ah, conspiradores… Que personagens!

Você pode gostar...

5 Resultados

  1. Cardoso disse:

    Esse finalzinho dos Simpsons com uma música PERUANA sinsitra foi pra matar! Hahaha!

  2. Teoria conspiratória. O que faz dela uma “teoria” é a falta de evidências á sustentar a conspiração. Se não há evidências, a conspiração é teórica, é apenas uma suposição. Mas, se há evidências, ela deixa de ser uma teoria, e passa á ser uma possibilidade conspiratória. Se a possibilidade é confirmada, temos uma conspiração de fato.
    Um dos problemas é haver evidências ou não. Outro problema, o maior deles, é essas evidências existirem e serem aceitas ou não.
    Havendo evidências factuais e elas não sendo aceitas, daí não ocorre a possibilidade conspiratória, que uma vez existindo, leva á investigação, para que a possibilidade seja confirmada ou não.
    A “posição oficial”, sendo o argumento de descrédito á teoria, impede investigações e encobre a possibilidade. Logo, a posição de descrédito deve ser sempre resultado da investigação pessoal, e nunca aceita cegamente de terceiros, para não haver a manipulação.
    Tudo depende do quanto a pessoa se importa com a questão.

  3. Lucas disse:

    A única coisa inacreditável nesse momento é o Paul McCartney hospedado em Porto Alegre.

  4. Marcelo disse:

    Não foi dessa vez… =/

  5. YCK disse:

    É Marcelo, não vivemos numa sociedade cercada por câmeras, por Flanders e porcos fardados e uniformizados.

    E quem ainda assiste a Simpsons?!