São Paulo: Capital Tropicalista

sp-capital-tropicalista

O Centro Cultural São Paulo celebra os 50 anos da Tropicália com o evento São Paulo: Capital Tropicalista, uma exposição sobre o aniversário do movimento que chacoalhou a música brasileira há meio século, que tem dois eventos em sua abertura, nessa sexta: o músico e historiador Cacá Machado fala sobre o clássico Tropicália ou Panis et Circensis, disco-manifesto que colocou o tropicalismo no mapa de nossa música, na Praça das Bibliotecas, às 18h, e em seguida, o diretor do CCSP, Cadão Volpato, conversa com o mestre Tom Zé sobre a São Paulo que viu o movimento nascer e crescer em 1968. Todas as atividades são gratuitas (mais informações aqui).

Concertos de Discos: A História do Rock Brasileiro

CONCERTOS-rock-br

Depois do mês de apresentação da série Concertos de Discos, em que cada disco clássico de 1967 foi analisado por um especialista, a partir de julho, o programa continua com um professor por mês. E como o tema do mês é rock – por causa do Centro do Rock -, convidei o Ricardo Alexandre para dissecar a história do rock brasileiro a partir de oito discos, que não são os melhores nem os mais importantes, mas que sintetizam a história do gênero a partir de diferentes épocas. Outra mudança é que iremos testar os concertos semanalmente todo sábado, a partir das 15h30, dentro da Discoteca Oneyda Alvarenga e gratuitos, como sempre. A primeira aula, neste dia 8, é sobre a trilha sonora da novela Estúpido Cupido e o disco Jovem Guarda de Roberto Carlos. A segunda, sábado 15, é sobre o disco-manifesto Tropicália ou Panis et Circensis e o Krig-Ha Bandolo de Raul Seixas. A terceira aula, no sábado 22, é sobre Seu Espião do grupo Kid Abelha e os Abóboras Selvagens e Selvagem?, do grupo Paralamas do Sucesso. E a última, no dia 29, é sobre o disco de estreia dos Raimundos e o terceiro disco dos Los Hermanos, Ventura. Vai ser demais.