Rádio Trabalho Sujo: A fase Racional de Tim Maia

O Rádio Trabalho Sujo desta vez mergulha numa das maiores viagens da música brasileira, quando Tim Maia, no ápice de sua criatividade, lê o livro Universo em Desencanto e transforma aquele que seria sua obra-prima numa trip psicodélica às próprias custas, dedicando todas suas faixas àquela estranha seita que era a Cultura Racional. O disco foi um fracasso comercial e de critica e depois seria renegado por Tim Maia, apenas para ressurgir após sua morte como um dos maiores discos da história da música brasileira.

Aqui.  

Finalmente: Tim Maia Racional 3

Quem acompanha o Trabalho Sujo há mais tempo deve lembrar de quando o disco Tim Maia Racional 3, tido como mítico, começou a dar sinais de vida online – foi aqui que eu divulguei que o disco havia aparecido online e que fez Dudu Marote contar a história do achado, que repercutiu na mídia tradicional, que fez Kassin, que possuía as fitas originais, contar o acontecido. Mais de três anos depois e o disco finalmente aparece em versão finalizada, pra encerrar a boa coleção que a editora Abril tem lançado com (quase) toda a obra do mestre. É pouca coisa, mas é coisa limpa, é coisa pura.


Tim Maia – “Lendo o Livro” (MP3)

Mantrinha maneiro

Cante comigo:

“We are gonna rule the world
Don’t you know, don’t you know?
We are gonna rule the world
Don’t you know, don’t you know?
We gonna put it together
Gonna put it together
We gonna put it together
Gonna put it together”

E nesta quinta tem Instituto tocando Tim Maia Racional ali no Studio… Alguém anima?

“Um livro que estou lendo”

Tim Maia ainda estava lendo o livro, sendo convencido. Não havia sido convertido pelo Racional Superior (sua banda ainda não se vestia toda de branco), mas ele já era influenciado pela Cultura Racional – tanto que compôs a clássica “Que Beleza”, apresentada pela primeira vez ao vivo no dia 12 de agosto de 1974, no Teatro Bandeirantes. O vídeo acima é o equivalente de assistirmos George Clinton transformar sua banda de doo-wop, os Parliaments, num dos grupos que reinventou a música negra nos anos 70, o Parliament/Funkadelic. Coisa finíssima.

Já tinha visto? Nem eu – dica do JP via Bruno.

2006 em andamento

‘- Cecília reativou o blog;
– Pedro manda notícias sobre seu doc sobre o Rec Beat (com a minha participação especial entrevistando a Nação);
– Maceió começa a respirar o mesmo ar do resto do Brasil (depois eu conto direitinho, mas, por enquanto, dá uma sacada no podcast do Coelho);
Bruno aos poucos vira vidraça;
– China transforma uma comunidade de Orkut em algo útil;
– O Bonde do Rolê aparece na Rolling Stone;
Mateus é o garoto da capa do Link;
Imunização Racional pra download no UOL;
Arnaldo lança sua candidatura à presidência.
– O Eduf também aderiu ao podcast.

Alguém mais?

O ano tá só no começo.