Na boca, não, pô!

Neguinho se empolga…

Se você acha que a blogosfera daqui é ruim…

…Imagina a do Peru.

(“Ryan started the fire…”)

Quequéisso…

O excesso de bizarrice no clipe dessa menina Wendy Sulca não supera esse agudo surreal que ela dá quando canta – e olha que não é pouca coisa: o tema, a letra, a ambientação, esses gritos de apresentação meio funk carioca meio rodeio, os instrumentos, a melodia, as cenas… Esse clipe tem todos elementos pra ser uma obra de ficção, mas duvido que alguém imaginasse algo tão impensável quanto isso tudo aí em cima.