NTS: Você tem vergonha de gostar de certas músicas?

Mais uma vez me reúno com meus compadres de Noites Trabalho Sujo – Luiz Pattoli e Danilo Cabral – para conversar sobre música. E desta vez puxamos papo sobre um tema que muitos se sentem desconfortáveis, mas que resolvemos atacar de frente: a vergonha de gostar de certos artistas ou músicas. Os chamados “guilty pleasures” não existem se você realmente gosta de música – e é sobre isso que conversamos nesta edição do programa.

Assista aqui.  

NTS: Sobre Roberto Carlos

A pedidos, discutimos o oitentão Roberto Carlos, ícone da música brasileira que, apesar da onipresença ainda massiva, não tem mais a importância popular que um dia já teve, embora ainda seja um dos principais autores da música brasileira contemporânea. E é por aí que eu, Danilo Cabral e Luiz Pattoli embarcamos em um longo papo sobre sua carreira, sua paranoia de controle, seus especiais na rede Globo, sua discografia e suas manias, numa grande homenagem a uma das maiores unanimidades do Brasil.

Assista aqui.  

NTS: O que a gente está ouvindo

Nesta edição do NTS, programa que faço com meus compadres de Noites Trabalho Sujo Luiz Pattoli e Danilo Cabral, resolvemos não ficar em um gênero específico para falar do que a gente está ouvindo, o que pode ser um tema recorrente no programa. Assim, puxamos tanto discos deste ano – o novo do BaianaSystem, o disco de estreia da Jadsa, o do Rico Dalasam, o do Pharaoh Sanders com o Floating Points, o da Sophia Chablau, o da Arlo Parks, do Madlib e o do Nick Cave com o Warren Ellis -, além de alguns do ano passado (Kali Uchis, Taylor Swift e Dua Lipa – haja coração) e clássicos desenterrados, como Fausto Fawcett e os Robôs Efêmeros, In the Aeroplane Over the Sea e pérolas do bregroove.

Assista aqui.  

NTS: Pop dos anos 80

Em mais uma reunião para falar sobre música com os meus irmãos das Noites Trabalho Sujo, eu, Danilo Cabral e Luiz Pattoli atravessamos os anos 80 em busca do pop perfeito. Década que fez parte de nossas infâncias e adolescências, é um período de experimentação musical e de consolidação de artistas completamente novos no panteão mundial. E assim passamos dos gigantes Madonna, Prince e Michael Jackson pelo rock brasileiro da década, a ascensão do U2, o heavy metal daquele período, o surgimento do rap e da música eletrônica e um monte de hits que não saem de nosso inconsciente. E a gente podia ficar falando horas sobre isso…

Assista aqui.  

NTS: Sobre Led Zeppelin

E mais uma vez me reúno com meus chapas de Noites Trabalho Sujo para conversar sobre música – e nesta edição do NTS, eu, Luiz Pattoli e Danilo Cabral escolhemos falar de um artista que foi importante em nossa formação – o grupo que inventou o hard rock e mudou a cara dos anos 70, Led Zeppelin. Mergulhamos nas memórias que o universo sonoro criado por Jimmy Page, John Bonham, John Paul Jones e Robert Plant em dez anos, além de comentar a biografia, ao mesmo tempo épica e trágica, e nosso encontro com a dupla que liderava o grupo em nossas adolescências.

Assista aqui.  

NTS: Sobre música brasileira

Mais uma vez, ao lado dos meus compadres de Noites Trabalho Sujo Luiz Pattoli e Danilo Cabral, puxo uma conversa sobre música neste querido encontro NTS – quando aproveitamos para falar sobre o preconceito que muitos brasileiros tem com música brasileira, mostrando como curá-lo e dando dicas de primeiros passos para quem quer se embrenhar por esta que é uma das principais fontes de inspiração musical do planeta. E, claro, lembramos de vários causos…

Assista aqui.  

NTS: Sobre trilhas sonoras

Mais um encontro com meus irmãos de Noites Trabalho Sujo, mais uma horinha de conversa sobre música e eu, Danilo Cabral e Luiz Pattoli puxamos trilhas sonoras como assunto. Trilhas que nos marcaram na infância, pérolas que nunca nos abandonaram, temas que todo mundo conhece e discos específicos feitos para filmes clássicos – ou não -, além de, claro, trilhas sonora de novelas. É papo que não acaba mais.

Assista aqui.  

NTS: E agora pra dançar?

Mais um programa pra conversar sobre música! NTS é batizado a partir das iniciais da festa Noites Trabalho Sujo, em que eu, Danilo Cabral e Luiz Pattoli celebramos a boa música e o alto astral sempre manuseando hits e expectativas. A cada quinze dias, nos reunimos para conversar sobre todo tipo de som, de lançamento a clássicos, passando por sucessos pessoais e favoritos da casa. Pra começar, propus conversarmos sobre música para dançar – em que momento soltamos nossos corpos na pista de dança.

Assista aqui.  

Vários Artistas: Luiz Pattoli e Danilo Cabral

Quem tem saudade de conversar sobre música? Eu não tenho porque é um assunto recorrente na minha vida. E não falar sobre mercado, métricas, mais vendidos e outras formalidades. Estou falando em conversar sobre discos, sobre músicas, sobre shows e o impacto disso em nossas vidas. E para estrear este novo programa em meu canal, convidei meus dois irmãos Danilo Cabral e Luiz Pattoli, que agitam as Noites Trabalho Sujo comigo há quase uma década, para falarmos sobre o que gostamos de ouvir, nosso passado musical comum e suas lembranças sonoras de diferentes épocas da vida.

#CliMatias: O que fazer nestes dias de quarentena

climatias

Uma das minhas primeiras decisões de ano novo foi matar o #CliMatias, hashtag que eu mantinha no Instagram como uma espécie de saudação do dia: uma foto do céu e uma frase que remetesse ao clima – seja interior ou exterior – do dia que começava. Matei a seção como parte da minha decisão de abandonar as redes sociais até o fim do ano, sacrificando o sacerdócio diário para me ver livre destas atualizações.

Mas veio a pandemia e com ela a necessidade de entrar em confinamento, uma autoquarentena voluntária para não esperar que as autoridades brasileiras comecem a tomar alguma providência. Aos poucos as pessoas têm se conscientizado que o problema é grave e resolvi criar um programa em vídeo – tanto no IGTV do Instagram quanto num segundo canal do YouTube – para dar dicas do que fazer nestes dias de isolamento social. As dicas vão desde livros, filmes, séries e discos para curtir no tempo livre como dicas para não enlouquecer ou cair em depressão uma vez recluso num mesmo ambiente. O programa é diário e vai ao ar sempre de manhã – e aqui neste mesmo post vou colocando as dicas do dia bem como os links para os itens que indico – além das sugestões dos convidados, que sempre tento trazer.

Assista a todos aqui.