Artejornalismo: Isadora Almeida

Em mais uma edição do Artejornalismo, quando converso com novos nomes do jornalismo que cobre música no Brasil, converso com a querida Isadora Almeida, que depois de passar por duas gerações da MTV agora trabalha em dois podcasts distintos – o Popcast, ao lado de Lúcio Ribeiro (http://www.popload.com.br/tag/popcast/), e o Vamos Falar Sobre Música (http://vamosfalarsobremusica.com.br/). Aproveitei para voltar no tempo e repassar sua trajetória antes mesmo de vir para São Paulo.

Assista aqui.  

Artejornalismo: Guilherme Guedes

Mais um programa sobre jornalismo e música, desta vez convido o grande Guilherme Guedes, que conta como ele saiu da cobertura da política em Brasília para acompanhar artistas, shows e festivais, primeiro no blog Tenho Mais Discos Que Amigos, para depois chegar ao Multishow, onde apresenta o programa Experimente e ainda toca, por conta própria, o podcast Queijo Quente e uma série de entrevistas Quarta às Nove em sua conta pessoal no Instagram.

Assista aqui.  

Artejornalismo: Isabela Yu

Mais um programa sobre o jornalismo que cobre música neste século e converso com a Isabela Yu, que além de colaborar com o MonkeyBuzz e com a Elle, também edita a edição impressa da revista Balaclava, que ganhará seu próprio site a partir da próxima edição. Aproveito para conversar sobre suas passagens pela MTV e discutir como o jornalismo cultural independente vem se transformando nos últimos anos.

Assista aqui.  

Artejornalismo: Pedro Antunes

Em mais um Artejornalismo, converso sobre a prática e o ofício com o grande Pedro Antunes, que passou pelo Estadão e pela Rolling Stone antes de lançar seu Tem Um Gato na Vitrola e assumir uma coluna autoral no UOL. E aproveitamos para conversar sobre pautas, equipes, leads, entrevistados e outros percalços da profissão.

Assista aqui.  

Artejornalismo: Joyce Guillarducci (Cansei do Mainstream)

Mais um programa para falar sobre jornalismo que cobre música neste século e desta vez convidei a Joyce Guillarducci, do Cansei do Mainstream, para uma conversa sobre como ela conseguiu estabelecer seu site num modo de publicação lento e falando de artistas completamente fora dos padrões comerciais. Ela nega ser jornalista – prefere se rotular como blogueira, mesmo sabendo que o termo tornou-se pejorativo – e conta como foi aos poucos aprendendo a lidar com artistas, público e pautas sem nunca ter passado por uma faculdade de jornalismo.

Assista aqui.  

Artejornalismo: Bruno Nogueira

Em mais um programa sobre jornalismo e música, mais uma vez conecto-me com o Recife e desta vez chamo o velho compadre Bruno Nogueira, que começou fazendo fanzines eletrônicos no início do século, passou pelas redações de alguns dos jornais da cidade, criou o clássico blog Popup e passou a ajudar na curadoria do Abril Pro Rock, um dos principais festivais da cidade. Mas sua trajetória também é uma forma de repassar os caminhos do jornalismo que cobre música no início deste século, além de fazer a ponte com a academia, já que ele acaba de ser promovido a diretor de comunicação da UFPE, onde leciona há anos.

Assista aqui.  

Artejornalismo: Rafael Chioccarello (Hits Perdidos)

Em mais um programa sobre jornalismo e música, chamei o Rafael Chioccarello, do site Hits Perdidos, para contar sua trajetória junto à cobertura de música, como ele aos poucos criou seu próprio site e como o utiliza para travar diálogos – tanto no site quanto nas redes sociais – com seu público e também com artistas, aos quais dedica uma especial atenção inclusive fora de seus domínios. Ele conta como fez teste para ser VJ da MTV, como a pandemia mexeu com seu trabalho e quais são os novos desafios para 2021.

Assista aqui.  

Artejornalismo: Bento Araújo (Poeirazine)

Conversando sobre jornalismo e música praticados neste século, desta vez chamei Bento Araújo, o senhor Poeirazine, para contar sua trajetória e falar sobre este pequeno império pessoal que ele criou no começo do século, como um fanzine impresso. Entre 2003 e 2016, a publicação pagou as contas de Bento, que embarcou em seguida em um projeto mais ousado: um livro bilíngüe sobre os 100 discos psicodélicos mais importantes do país. Lindo Sonho Delirante chega à sua terceira edição e funciona como gancho para falarmos sobre jornalismo independente, como sustentar um negócio desta natureza, a comunidade que ele criou ao seu redor, turnês pela Europa, o Poeiracast e, claro, sobre sua paixão pela música.

Assista aqui.  

Artejornalismo: Cleber Facchi (Miojo Indie)

Há dez anos resenhando dezenas de lançamentos por mês, Cleber Facchi e seu Miojo Indie estão às vésperas de uma mudança radical. Ele prefere só deixar o futuro próximo no ar, mas aproveito a oportunidade para voltar aos seus anos de formação, tanto como fã de música quanto como jornalista no interior do Paraná, para recapitular o início de seu site e como ele aos poucos se tornou uma das principais referências na cena independente brasileira. Aproveitamos para conversar sobre jornalismo, internet, discotecar, fazer podcasts e as transformações que a quarentena impôs ao mundo da música. Assista aqui.  

Artejornalismo: Diego Pessoa (Hominis Canidae)

Na primeira edição do ano do Artejornalismo, programa dedicado a falar sobre profissionais que cobrem música já na época da internet, converso com Diego Pessoa, pernambucano que nem mesmo se considera jornalista, mesmo que seu trabalho esteja entre as principais referências online deste século, seja antecipando lançamentos ou fazendo registros não-oficiais no site Hominis Canidae. Também falamos sobre seu interesse original por música e como ele começou no jornalismo, ainda no tempo dos fanzines, sua atuação na revista Mi, a mudança de Recife para Teresina e os planos futuros do site, que agora também é um selo.

Assista aqui: