Aparelho: Incontinência militar e nabo sincronizado

Não tem CPI, mas nem por isso, eu, Vladimir Cunha e Emerson “Tomate” Gasperin deixamos o Aparelho parar – afinal temos ameaça de golpe & olimpíada! Nesta semana, nos dedicamos aos arreganhos da milicada que promete fazer o país voltar ao tempo dos abomináveis homens das casernas. Haja espírito (de porco) esportivo!

Assista aqui.  

Aparelho: As desventuras intestinais do Macaco Guariba no reino do rabo preso

Nesta semana, Alexandre Matias, Emerson Gasperin e Vladimir Cunha exploram a flora intestinal e a fauna não menos esdrúxula de um governo literalmente fisiológico liderado por um motoqueiro que excreta por todos os buracos desobstruídos que lhe sobraram.

Assista aqui.  

Aparelho: Plunkt Plact Pum e outros fedores federais

Antes de começarmos a falar sobre a semana da CPI, elencamos os melhores assobios da história do rock (além do überbio do Klaus Meine) e Vlad cogita a possibilidade de David Bowie ser essencialmente conceitual, mas chegamos aos intestinos da produção fecal da presidência da república e à velocidade das informações que a internet impõe à Comissão Parlamentar, mostrando como isso atordoa nossos dias regidos por uma pessoa desonesta, falsa, incompetente, despreparada, indecisa, autoritária e pouco inteligente.

Assista aqui.  

Aparelho: Brasil ROLEIRO

Na semana mais surreal da CPI da Covid, eu, Vlad e Tomate entramos em mais um vórtex de assuntos aleatórios para cravar que o cerne deste governo Bolsonaro é o ROLEIRO, personagem que já havia sido invocado na semana passada com a aparição do Miranda USA e que apareceu encarnado em uma quinta-feira com tantas reviravoltas que a frase “chapéu de otário é marreta” parece uma definição zen dos acontecimentos. Comentamos também o silêncio de Wizard, além de detectar o momento em que o Iron virou Maiden e visitar – por algumas vezes – um trauma da infância de nosso aparelher paraense.

Assiste aqui.  

Aparelho: Operação Baratavoa

A aparição dos irmãos Miranda virou a CPI do avesso e jogou o governo na fogueira de vez por todas e assim soltaram as baratas voadoras no Brasil 2021 – e eu, Vladimir Cunha e Emerson “Tomate” Gasperin aproveitamos essa semana incendiária (que ainda teve a suspeição oficial do Moro, a exoneração de Ricardo Salles, a fuga de Daniel Silveira, entre outros desdobramentos) para tacar gasolina no incêndio. “This is fine”, dissemos um pro outro, assustados.

Assista aqui.  

Aparelho: Creedence, Pink Floyd, U2 e Creedence

Mais uma reunião do Aparelho: Jornalismo-Fumaça em que eu, Tomate e Vlad resvalamos no assunto CPI da Covid para ampliar a discussão para além do Witzel deixando o microfone cair pra deixar os bolsonaristas falando sozinhos – e falamos sobre o senso de espetáculo no pop brasileiro pós-Rock in Rio, roleiros cult, o porta-voz do homocore, a subversão de Fausto Silva, Iron Maiden na janela do Vlad, cultura pop de segunda mão e como conhecer hits radiofônicos em festas de gangue.

Assista aqui.  

Aparelho: 100% Couro Total sobre tela

Entre vaias para Bolsonaro em pleno vôo, um desanimado ressurrecto Magno Malta e quadros da Lucy Borne, começamos mais um Aparelho misturando os acontecimentos da CPI da Covid desta semana com a obsessão por couro dos motobroxas que desfilam ao lado do presidente da república.

Assista aqui.  

Aparelho: Como se a CPI fosse o Hollywood Rock

Em mais um programa dedicado à CPI do genocídio, eu, Vladimir Cunha e Emerson “Tomate” Gasperin nos debruçamos sobre dois extremos bolsonaristas – a visão negacionista e a científica (que, justamente por isso, durou dez meses no governo) -, também comentando sobre o anúncio da Copa América em plena pandemia e o pífio e mentiroso pronunciamento do presidente sobre vacinação.

Assista aqui.  

Aparelho: A maldade do banal e um olhar de criança

Em mais uma edição extra do nosso Aparelho: Jornalismo Fumaça, eu, Emerson Gasperin e Vladimir Cunha deschavamos mais uma semana da CPI do genocídio, aquela em que viu-se pirocas em todos os lugares – até na cidade-velha em Belém -, passando por opções bolsonaristas e amazônicas para sublimar a cloroquina, saltos de tecnológicos de transmissões de grandes eventos e uma inversão da conclusão de Hannah Arendt a respeito do tribunal de Nuremberg que pode muito bem explicar o Brasil de 2021 – a partir de uma pureza vil.

Assista aqui.  

Aparelho: Não é mentira se você acreditar que é verdade

Mais um Aparelho em que eu, Tomate e Vlad conversamos sobre a CPI da Covid, desta vez nos debruçamos sobre os depoimentos mentirosos de Ernesto Araújo e Eduardo Pazuello para falar sobre como esta comissão está escancarando as entranhas do bolsonarismo em cadeia nacional. E aproveitamos para invadir nossa primeira rede social – siga-nos no Twitter: https://twitter.com/aquieaparelho

Assista aqui.