Angel Olsen no universo Chromatics

angel-olsen-chromatics

O dono dos Chromatics, o produtor Johnny Jewel, foi convidado para remixar a faixa-título do melhor álbum do ano passado, All Mirrors, de Angel Olsen, mas embora este encontro onírico pudesse nos levar para um lado doce e anestesiado (afinal, o ponto de contato entre os dois artistas é o clima da série Twin Peeaks), mas ele estranhamente a transporta para um outro lugar, uma pista de dança em que o soul dos anos 80 encontra o maximalismo do fim da primeira década do século – e o que parece desconfortável à primeira audição ganha camadas de sutilezas à medida em que nos acostumamos com o remix, uma jóia.

Você pode gostar...