O primeiro disco solo de Daniel Ganjaman

ganjaman

A Rebeca Oliveira, do Correio Braziliense, entrevistou o produtor Daniel Ganjaman na calada do ano e, no final de uma entrevista em que ele fala sobre o fim de ciclos, preconceitos, mercado independente, da situação da música brasileira atual e dos lançamentos de 2016 em que ele esteve envolvido (os discos novos do Criolo, Síntese, Rael, BaianaSystem e Sabotage), ele comentou sobre a possibilidade de finalmente materializar seu primeiro disco solo:

“Há uns cinco anos falo em fazer meu disco, mas está entre meus planos realizar meu projeto musical, não sei se algo solo, ou com vários convidados. Tenho alguns embriões, diários e coisas do tipo para pôr em prática. Estou decidindo se será um disco de produtor, compositor, colaborativo, ou uma mistura disso tudo. Gosto muito de trabalhar com diversos estilos diferentes porque gosto de ouvir música diferente. Tocar e cantar sem amarras de gênero. Isso, tenho sentido, acaba no DNA dos discos que produzo, faz parte do meu estilo. Não quero ter pressões. Minha vida é menos que isso. Prefiro respeitar o tempo das composições e esperá-las chegar. Bem intimista.”

A íntegra da entrevista pode ser lida aqui.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *