Mídia Tática Brasil






Falando nisso, lembrei do Mídia Tática Brasil, que foi um dos eventos mais importantes da década passada. Num momento em que a cultura digital brasileira começava a engatinhar, o Ricardo, a Gi e a Tati pegaram a idéia do festival holandês Next Five Minutes e misturaram arte de vanguarda, cultura eletrônica, manifestações de rua, comunicação digital e política 2.0 em uma semana de eventos na Paulista em a, entre a Casa das Rosas e a unidade do Sesc ao lado, em março de 2003 (falei bastante sobre a importância do evento quando Ricardo morreu, subitamente, em 2007 – vale passar pelo link pois há vários links para obras dele mesmo). Nele, pela primeira vez, várias gerações e turmas diferentes, mas de mesma mentalidade, tiveram seu primeiro contato umas com as outras, lançando as sementes para movimentações que hoje mostram-se maduros em áreas tão diferentes quanto política, arte e mídia. Desenterro aqui três textos que escrevi sobre o festival na época: um comentário sobre a noite de abertura do evento (uma referência que reverbera até hoje, vide o reencontro de Gil e Barlow no Fórum de Cultura Digital deste ano) e duas entrevistas, uma com Derek Holzer, criador do Next Five Minutes, e outra com Al Giordano, editor do Narco News. Bora lá.

Você pode gostar...

2 Resultados

  1. Daniel disse:

    Esse evento foi legal demais.
    Lembrei bastante dele com essa história do wikileaks.

  2. gibr disse:

    Matias, fico imensamente grata por esse review sincero e generoso…é emocionante a lembrança das pessoas que compartilharam isso por lá! Legal esse resgate das notícias, to meio que fazendo o mesmo pra celebrar uma década dum Brasil se espreguiçando na criatividade e quase restabelecido do amordaçamento de décadas atrás. Só não espero um futuro resignado/comportado/acomodado ao país novo-rico, colorido e desejado. Um abraço forte — axé!