Lady Gaga é o novo David Bowie?

É claro que não, mas a comparação é bem mais justa do que a comum e preguiçosa afirmação que, com a morte de Michael Jackson, a menina seria a nova rainha do pop. Piada. Lady Gaga deve mais ao Bowie pelo impacto visual e esquisitice consciente do que o apelo pop total que exalava do saudoso Michael. A comparação com Bowie vem pelas mãos do mashupeiro Terry Urban, que topa fazer a comparação indo além dos próprios remixes – seu EP de tributo às duas figuras, Lady Stardust, abre com frases retiradas de programas de rádio e TV que falam do impacto dos dois em sua época, comparando o personagem Lady Gaga a Ziggy Stardust. Mas enquanto Bowie é um compositor de primeira linha, o melhor crooner de sua geração (Freddie Mercury? Bryan Ferry? Para com isso…) e um classudo vampiro de personalidades artísticas (como Caetano, no Brasil), Lady Gaga é uma voz fácil de ser lembrada, refrões repetitivos e muita promoção de gravadora (pra quem acha que elas não têm mais força…). Sua “Poker Face” (um mashup de base Eurhythmics com o refrão genérico de Cher) vem ganhando notoriedade basicamente devido à repetição insistente, mais do que sua qualidade musical propriamente dita. O EP não é grande coisa, o melhor mashup cruz “Just Dance” com “Let’s Dance”, que eu linko aí embaixo.


Terry Urban – “Lets Just Dance (Terry Urban & nVMe Remix)

Você pode gostar...