Vida Fodona #713: 15 anos de Vida Fodona

Uma década e meia fazendo sua trilha sonora… e esse tem uma inspiração especial.

Ouça aqui. Continue

Vida Fodona #691: Festa-Solo (15.11.2020)

vf691

Começando a discotecar ao vivo em pleno domingo à tarde, para acompanhar a apuração enquanto ponho um som… Cola lá no twitch.tv/trabalhosujo.

Cidadão Instigado – “Contando Estrelas”
Pink Floyd – “Free Four”
Carabobina – “Deixar de Rodear”
Nightmares on Wax – “Les Nuits”
Massive Attack – “Group Four (Mad Professor Remix)”
Baianasystem – “Jah Jah Revolta (Adubada por Buguinha Dub)”
Primal Scream – “Higher Than The Sun (A Dub Symphony In Two Parts)”
Gregory Isaacs – “Night Nurse (Dub 2)”
Augustus Pablo – “Frozen Dub”
DJ Cleiton Rasta – “Cabeça de Gelo”
Lee Perry – “Dub Revolution”
Céu – “Roda (Bombay Dub Orchestra’s Grateful Dub Mix)”
Paralamas do Sucesso – “Marujo Dub”
Anelis Assumpção e os Amigos Imaginários – “Eu Gosto Assim Dub”
EMYND – “Ain’t No Mountain High Enough Shaky Dub”
Bixiga 70 – “Dub di Malaika”
Beastie Boys – “Dub the Mic (Instrumental)”
Quinto Andar – “Queima Dub”
De Leve – “Pode Queimar (Dubrilla Remix)”
Black Sabbath – “Planet Caravan (Poolside Re-work)”
Carole King – “It’s Too Late”
Isaac Hayes – “Never Can Say Goodbye”
Célia – “Para Lennon e McCartney”
João Bosco – “Cobra Criada”
Childish Gambino + Ariana Grande – “Time”
Arnaldo Baptista – “Corta Jaca”
Nação Zumbi – “Nebulosa”
Kinks – “Waterloo Sunset”
Pulp – “Bar Italia”
Syd Barrett – “No Good Trying”
Rita Lee + Tutti Frutti – “Cartão Postal”
Chico Buarque + A Cor do Som – “Hino do Duran”
Funkadelic – “Groovallegiance”
Tulipa Ruiz – “Às Vezes”
Letrux – “Hypnotized”
R.E.M. – “Near Wild Heaven”
Legião Urbana – “Só Por Hoje”
Gal Costa – “Cultura e Civilização”
Andy Clockwise – “Open Relationship”
Air – “People in the City”
Radiohead – “Climbing Up the Walls”
Tame Impala – “Say It Right”
Carly Rae Jepsen – “Run Away With Me”
M83 – “Midnight City”
Spoon – “Hot Thoughts”
Lykke Li – “I Follow Rivers (The Magician Remix)”
Britney Spears + Madonna – “Me Against The Music”
Justice – “D.A.N.C.E.”
Michael Jackson – “Off the Wall”
Missy Elliot – “Gossip Folks”
Modjo – “Lady (Hear Me Tonight)”
Mano Brown + Seu Jorge – “Dance, Dance, Dance”
Will Smith – “Gettin’ Jiggy With It”
Sister Sledge – “He’s The Greatest Dancer”

Vida Fodona #642: Festa-Solo (18.5.2020)

vf642

Este programa foi gravado ao vivo na segunda passada.

Rita Lee & Tutti Fruti – “O Toque”
Mangalarga – “A Merda Que Você Fez”
Stevie Wonder – “I Wish”
Funkadelic – “One Nation Under a Groove”
BNegão & Os Seletores de Frequência – “V.V.”
De Leve – “Eu Rimo na Direita”
Lorde – “Royals”
Joy Division – “She’s Lost Control”
Pere Ubu – “Navvy”
Gang of Four – “Damaged Goods”
Plebe Rude – “A Minha Renda”
Devo – “Whip It”
Talking Heads – “Cities”
David Bowie – “Let’s Dance”
Christina Aguillera – “Genie In a Bottle”
Shaggy – “It Wasn’t Me”
TLC – “Waterfalls”
Nelly Furtado + Timbaland – “Promiscuous”
Hot Chip – “Ready For The Floor”
Tame Impala – “Let It Happen (Soulwax Remix)”
Sarah Love – “Lets Get Physical”
Dua Lipa – “Break My Heart”
Daft Punk + Giorgio Moroder – “Giorgio by Moroder”
Sade – “Paradise”
Letrux + Lovefoxx- “Fora da Foda”
Portishead – “All Mine”
Rihanna – “Kiss It Better”

Vida Fodona #210: Tudo quanto é lado

Beastie Boys – “Pow”
Dave Brubeck Quartet – “Take Five”
Medeski Martin & Wood – “We’re All Connected”
João Gilberto – “É Luxo Só”
Juan Garcia Esquivel – “Bikina”
LCD Soundsystem – “Never As Tired As When I’m Waking Up”
Outkast – “Behold a Lady”
Scissor Sisters – “Invisible Light”
Happy Mondays – “Dennis and Lois”
Rolling Stones – “Memphis, Tennessee”
Apples in Stereo – “Hey Elevator”
Rita Lee & Tutti Frutti – “Cartão Postal”
Olivia Tremor Control – “No Growing (Exegesis)”
Beach Boys – “Let’s Go Away for a While”
Kassin + 2 – “Futurismo”
Mussum – “Chiclete de Hortelã”
Paul McCartney – “Momma Miss America”
Neutral Milk Hotel – “In the Aeroplane Over the Sea”
Sebadoh – “Two Years, Two Days”

Lean on me.

Vida Fodona #139: Podemos falar em melhores discos de 2009 com alguma propriedade

Levante-se daí!

Rita Lee & Tutti Frutti – “O Toque”
Vampire Weekend – “Cape Cod Kwassa Kwassa (Radioclit Mix)”
Presets – “My People”
Metronomy – “On Dancefloors”
MGMT – “Time to Pretend (Diplo Mix)”
Department of Eagles – “Classical Records”
Of Montreal – “An Eluardian Stance”
3 na Massa e Nina Becker – “O Objeto”
Rafael Castro – “Me Chama pra Dançar”
Kosmos – “Vegetable Man”
Pavement – “We Are Underused”
Blur – “End of the Century”
Supercordas – “Fotossíntese”
Late of the Pier – “Random Firl”
Franz Ferdinand – “Lucid Dreams”

Vamo!

Cilibrinas do Éden

Falando em Rita Lee anos 70, muita gente já ouviu falar mas pouca gente ouviu o disco do primeiro projeto solo de Rita logo que saiu dos Mutantes. Enquanto os meninos brincavam de rock progressivo nos idos de 72, Rita, entediada, procurava o que fazer – e a idéia original de seu projeto paralelo era uma banda formada apenas por mulheres. Sem conseguir concretizar a idéia, ela juntou-se com a amiga Lúcia Turnbull e juntas formaram a dupla Cilibrinas do Éden, cuja estréia foi agendada para o dia da inauguração do palácio de convenções do Anhembi e o show foi um desastre, graças ao fato do público ser basicamente dos Mutantes (que tocavam rock pesado, longe do som light da dupla) e porque Lúcia, ao ver a multidão, travou de medo no palco.

Mesmo com o fiasco do show de estréia, a dupla gravou um disco que, depois de pronto, foi engavetado. O disco não é um primor como tudo que vinha com o selo de qualidade Mutantes da época e parece mais uma brincadeira de meninas com rock’n’roll do que propriamente um disco de verdade. O grande momento é, de longe, “Mamãe Natureza”, que Rita regravaria discos mais tarde, com o Tutti Frutti – banda que, aliás, é quem toca com as Cilibrinas em seu único álbum. Entre o glam rock, experimentalismo de araque (dá-lhe theremin!), musicalidade beatle e simpatia juvenil, Cilibrinas do Éden é um disco simpático e divertido, como deve ser um projeto paralelo. A lenda diz que o disco foi suspenso pelo próprio André Midani – o que levou Rita a juntar-se com outro recém-desafeto do produtor sírio-francês, Tim Maia, e destruir o escritório do executivo da gravadora. Mas boa parte do repertório do disco foi aproveitado por Rita em outras situações: “Nessa Altura dos Acontecimentos” apareceu em uma coletânea no início dos anos 80, “Bad Trip” virou “Shangri-lá” anos depois, “Mamãe Natureza” foi a única música aproveitada no disco seguinte de Rita, Atrás do Porto tem uma Cidade, “Gente Fina é Outra Coisa” virou “Locomotivas”.

Essa faixa, inclusive, tem uma história engraçada com a censura da época. Sua letra (“Não vá se misturar/ Com esses meninos cabeludos que só pensam em tocar/ E você escuta o papai dizendo/ Que gente fina é outra coisa… Hoje mesmo te vi/ pensei que fosse seu pai/ Não, não, não, mas que decepção/ Eu fiquei triste de ver/ A sua vida começando pelo lado errado”) foi interpretada da segunte forma pelo censor José do Carmo Andrade num documento de 30 de agosto de 1973: “Na letra em exame, uma jovem insurge-se contra o pátrio-poder, ao tentar persuadir um amigo a desacreditar de seu pai para juntar-se a um grupo juvenil de comportamento duvidoso. A mensagem é negativa e induz aos maus costumes”.

Mas não ter sido lançado oficialmente fez com que o disco ganhasse aspectos de culto e ares mitológicos, que não fazem jus à qualidade nada épica do disco – que foi relançado ano passado na Europa em vinil e em CD, graças à iniciativa de um grupo de brasileiros morando no exterior. O mesmo grupo também montou um MySpace para o disco, que ainda conta com informações sobre a banda Persona, o grupo de Lee Marcucci e Luís Carlini que depois se tornaria o Tutti-Frutti. O versão européia do disco das Cilibrinas ainda conta com duas faixas extra: uma demo para “Hoje é o Primeiro Dia do Resto de sua Vida”, do último disco que Rita gravaria com os Mutantes, e “Mande um Abraço para Velha”, da fase final do grupo, que só saiu em compacto.


Cilibrinas do Éden – “Gente Fina é Outra Coisa

Palavras para o domingo XXIX: “O Toque”

Rita Lee anos 70 é muito foda…

Abri a janela
Um som diferente entrou
Meus olhos mudaram, eu sei
Ou foi o sol que mudou, babe

O som das nuvens
A conversa do vento
A voz dos astros
A história do tempo

O som das estrelas
A música do luar
Contando em segredo, eu sei
Contando todo o meu medo, babe,

O som das flores
O murmúrio do céu
Me deram um toque
Quem tem ouvidos que ouça

Você é uma criança do universo
E tem tanto o direito de estar aqui
Quanto as árvores e as estrelas
Mesmo que isto não esteja claro para você
Não há dúvidas
Que o universo segue o rumo
Que todos nós escolhemos


Rita Lee & Tutti Frutti – “O Toque