Cine Ensaio: A importância de Matrix para 2021

Matrix 4 está vindo aí e funcionou como gancho para que eu e André Graciotti voltássemos no tempo na edição desta semana do Cine Ensaio para rever como o filme dos irmãos – hoje irmãs – Wachowski parece mais importante hoje do que quando foi lançado há vinte anos. Na época, imaginávamos que iríamos entrar em um ambiente cibernético a partir de conexões neurológicas, mas o que vimos foi este mundo digital invadindo o que nos referimos como realidade, misturando conceitos e nos fazendo pensar ainda mais no tal deserto do real.

Assista aqui. Continue

O fim do futuro

o_fim_do_futuro

A partir dos anos 1980, a ficção científica determinou que o futuro havia chegado. A partir deste período, as histórias do gênero passaram a abordar questões como compulsão tecnocientífica, cataclismo ecológico, realidade virtual, ultracapitalismo e rebeldia política, para vislumbrar um futuro distópico que parecia ser o estágio final da humanidade. Filmes como Blade Runner, Akira, 12 macacos, Matrix, Wall-E, A.I., Exterminador do futuro e Gattaca, entre outros, estabeleceram que o futuro seria necessariamente opressor e pessimista. As características comuns a essas produções, entre outras, serão analisadas no curso, a fim de mostrar como elas contribuíram para uma ideia cínica e pessimista de futuro. Este é mais um curso que eu e o André Graciotti ministramos, a partir do próximo dia 3, na Casa Guilherme de Almeida. Ele acontece online durante todas as segundas de agosto e as inscrições, gratuitas, podem ser feitas no site da Casa Guilherme.

Pára tudo: Matrix 4 é uma realidade

matrix

Uma bola que venho cantando faz tempo se torna realidade: com o aniversário de vinte anos do filme Matrix, os principais nomes envolvidos com a franquia cinematográfica lançada em 1999 concordaram em voltar ao universo digital pós-apocalíptico que moldou a ficção científica e o cinema de ação do século 21. “Muitas ideias que eu e Lilly exploramos há 20 anos são ainda mais relevantes agora”, explicou, em entrevista à revista Variety, uma das irmãs diretoras da série original, Lana Wachowski, que na época dos três primeiros filmes assinava como Larry. Lilly, que na época dos primeiros filmes, era Andy, como sua irmã, também mudou de sexo após a realização dos três filmes.

“Eu estou muito feliz de ter estes personagens de volta à minha vida e agradecida por ter mais uma chance de trabalhar com meus amigos brilhantes.” Além das diretoras (que também reescreverão o quarto volume da saga), o novo filme contará com Keanu Reeves e Carrie-Anne Moss nos papéis que os consagraram (Neo e Trinity), mas não há previsões sobre o que será feito com o personagem Morpheus, vivido por Laurence Fishburne, embora a especulação seja que ele tenha seu passado explorado e seja vivido por um ator mais jovem. Fishburne e Reeves atuaram juntos no filme John Wick, que aumentou a especulação sobre a possibilidade de um quarto filme da série.

A equipe ainda está sendo escolhida e o novo filme deverá começar a ser produzido só em 2020, com previsão para lançamento no ano seguinte. Só assim pra consertar o desanimador final do terceiro filme…

Matrix voltando…

Matrix_Vinil

Tudo indica pra que as irmãs Wachowski voltem ao cânone de seu Matrix – desta vez é a trilha sonora do filme sair em vinil – falo deste lançamento no meu blog no UOL.

A história de Morpheus

morpheus

Talvez o Matrix 4 seja um prequel contando como o guru de Neo, Morpheus, vivido por Lawrence Fishburne, descobriu a fábrica da realidade em que habitava – falei mais disso no meu blog no UOL.

E a especulação se confirmou nesta quarta-feira: a Warner vai realmente mexer na trilogia Matrix em um novo filme. O que a princípio era apenas uma vaga possibilidade cogitada a Keanu Reeves como um exercício de imaginação confirmou-se quando o site Hollywood Reporter noticiou que o estúdio Warner irá voltar a usar os personagens da trilogia criada pelos irmãos – hoje irmãs – Wachowski.

A notícia, no entanto, é vaga: o estúdio não disse se o novo filme seria uma continuação, um prequel ou uma reinvenção da saga adaptada para os dias de hoje. Não a menor menção sobre qualquer um dos integrantes do elenco original ou das próprias Wachowski (condição básica para Reeves voltar ao papel de Neo). As únicas referências ditas até agora colocam nomes como o escritor Zak Penn (que escreveu o segundo X-Men e a primeira versão de Os Vingadores) e ator Michael B. Jordan (de Creed) como potencialmente envolvidos com o novo filme.

O fato de Jordan estar envolvido com o filme deu origem a especulações que o novo filme contaria a história de Morpheus, o personagem vivido por Laurence Fishburne, sobre como ele poderia ter descoberto a Matrix e se tornado o guru do futuro escolhido, Neo. Esta especulação, no entanto, mexe com o centro da escolha da Warner em voltar à franquia. Talvez o interesse do estúdio não seja apenas continuar a história da trilogia que no mês que vem completa 18 anos (faz tempo, né? Telefones fixos e orelhões ainda eram utilizados normalmente), mas de criar todo um multiverso a partir da história original, imitando o sucesso da nova fase de Guerra nas Estrelas, dos heróis da Marvel ou do mundo de Harry Potter, que renderão filmes, livros, desenhos e parques temáticos por muitos anos ainda.

O problema é que a Warner é o mesmo estúdio que aos poucos vem assassinando a reputação da DC justamente na tentativa de criar um multiverso desta natureza, portanto resta saber se Matrix pode ressuscitar ou virar só um produto multimilionário sem alma.

Matrix… 4?

reeves-moss-fishburne

Keanu Reeves tirou o gênio da lâmpada ao cogitar voltar a viver Neo – com algumas condições… Escrevi sobre isso no meu blog no UOL.

John Wick é fácil fácil um dos melhores filmes de ação da década e sua continuação – que ainda está em cartaz nos cinemas – consegue manter bem o ritmo do original. Parte do mérito vem do fato de seu diretor, Chad Stahelski, haver sido dublê e saber tanto coreografar cenas de luta como filmá-las. A outra parte é culpa de Keanu Reeves, que não tem o physique du role apropriado para um matador de aluguel temido pela simples menção de seu nome, mas que funciona bem e não compromete o filme em nenhum momento, saindo-se melhor do que o previsto nos dois filmes feitos até agora.

Stahelski e Reeves já haviam trabalhado juntos anos atrás, quando o primeiro foi o dublê do segundo no papel do mítico Neo da trilogia Matrix – aquela que começa com o filme brilhante de 1999 e termina com o vergonhoso filme de 2003. Mas a parceria da dupla, além de um ótimo e inesperado easter egg no decorrer do segundo filme e a sanha atual de indústria de entretenimento norte-americana por continuações, remakes e revivals, tornava inevitável a possibilidade da série original ser ressuscitada e o primeiro passo foi dado por Keanu Reeves, em entrevista à sucursal inglesa do site Yahoo Movies.

“As Wachowskis teriam de estar envolvidas”, cravou o ator sem pestanejar logo que o repórter lhe cogita a possibilidade de um Matrix 4, mencionando as autoras da saga, os antigos irmãos Larry e Paul Wachowski, que mudaram de gênero e agora atendem por Lana e Lilly Wachowski. “Elas teriam que escrever e dirigir. E aí veríamos qual seria a história, mas, sei lá, seria estranho, mas, por que não? As pessoas morrem, as histórias não. As pessoas nas histórias não”, empolgou-se o ator.

Não custa lembrar que o terceiro filme termina em aberto, com a possibilidade de um novo capítulo, que poderia materializar-se mais rápido que imaginamos. Afinal os três atores que protagonizaram a trilogia, Reeves, Carrie Anne Moss e Laurence Fishburne, se reencontraram em público em uma das sessões de lançamento do novo filme de Stahelski, no início do ano.

Mas será que Matrix 4 é uma boa ideia? Isso também é uma questão deixada em aberto – vamos ver como isso se desenrola…

Matrix feito de Lego

legomatrix-

Apareceu mais uma cena clássica de Matrix recriada com peças de Lego e eu acabei fazendo uma compilação de outras recriações clássicas desse filme nesse formato lá no meu blog do UOL: http://matias.blogosfera.uol.com.br/2015/03/25/matrix-em-versao-lego/

Filmes redondos

circulos-2001

O designer australiano Nick Barclay reduziu alguns filmes a círculos minimais e criou uma série de cartazes de filmes redondos.

circulos-totalrecall

circulos-matrix

circulos-trainspotting

circulos-pulpfiction

circulos-harrypotter

circulos-caesdealuguel

Tem outros lá no Behance dele.

A Matrix vem aí

agent-smith

Não é estranho que o Agente Smith seja o protagonista de um comercial como este?

Já se passaram dez anos desde 2003

2003-lost-in-translation

E não é só o Johnathan pai que nos lembra da velocidade dos anos passam. Outro dia comentando o single novo do Yeah Yeah Yeahs percebi que já tinham se passado 10 anos desde que a banda deu as caras. E agora vem esse post do Buzzfeed que compila vários filmes que foram lançados em 2003 – e que parecem que acabaram de sair de cartaz… Veja abaixo:

Continue