Stones chamando os Killers

stones-killers

Os Stones segue sua saga de avisar para todos que a caixa do Goat’s Head Soup, o disco da banda de 1973, está para sair e entre as novidades, há “Scarlet”, faixa perdida que o grupo inglês havia gravado com Jimmy Page e que já ganhou clipe com um ator da moda, remix do War on Drugs e agora ganha outro retrabalho a cargo grupo Killers, que chamou o francês Jacques Lu Cont para dar um tapa na faixa.

Não ficou bom nem ruim… Ficou passável.

Weyes Blood dá notícias em 2020…

tim-heidecker-weyes-blood

Dona de um dos melhores discos do ano passado, o deslumbrante Titanic Rising, a deusa Natalie Mering, também conhecida por Weyes Blood, começa a mostrar colaborações com outros artistas para marcar presença neste bizarro 2020, e acaba de revelar um dueto que fez com o comediante Tim Heidecker, da dupla norte-americana Tim & Eric, que está prestes a lançar um disco de humor negro, Fear of Death, que será lançado no fim de setembro. A colaboração dos dois, o belo dueto “Nothing”, resume, em seu título, o que acontece após a morte, tema do álbum:

Outra parceria, bem menos feliz, foi revelada com o novo disco do Killers, Imploding The Mirage, lançado na semana passada, quando ela divide os vocais da feia “My God” (que soa como um jingle de olimpíada de tão sem noção), se tornando quase imperceptível ao lado do vocalista Brandon Flowers. Desperdício de talento.

4:20

Achtung Baby Covered

E por falar na revista Q, vocês viram o tributo que ela fez ao Achtung Baby? Felizmente o disco de 91 vem sendo cada vez mais celebrado como sendo o grande disco do U2, deixando clássicos anteriores como Joshua Tree ou Unforgettable Fire na poeira messiânica do passado. No disco-tributo, que acompanha a edição de dezembro, a revista reuniu nomes como Patti Smith, Jack White, Killers, Depeche Mode, Garbage e Nine Inch Nails, entre outros, para celebrar o primeiro disco europeu do grupo irlandês. O resultado, infelizmente, paira entre a pasmaceira e o horror. Os vídeos (e meus comentários) para cada uma das músicas do tributo seguem abaixo, como eu vi no Scream & Yell.

Continue

Mashupmania

Segura! Esse Madeon não é fácil…

E a música de natal do Killers?

Uma coisa há de se admirar nesses caras: sua coerência na própria breguice. E olha que essa música, mesmo brega, não é ruim não…

Tributo ao Joy Division


Galaxie 500 – “Ceremony”


Atoms for Peace – “Love Will Tear Us Apart”


Killers – “Shadowplay”


New Order – “Ceremony”


LCD Soundsystem – “No Love Lost”


Nine Inch Nails – “Dead Souls”


Jose Gonzalez – “Love Will Tear Us Apart”


Girls Against Boys – “She’s Lost Control”


Radiohead – “Ceremony”

As 300 melhores músicas dos anos 00: 215) Killers – “Mr. Brightside”

As 300 melhores músicas dos anos 00: 249) Killers – “Somebody Told Me”

Vida Fodona #188: Esquenta pra última Gente Bonita do ano

Tudo pronto pra hoje à noite? Por aqui, tudo no jeito!

Feist – “My Moon My Man”
Jamie Lidell – “Multiply”
Gorillaz – “Feel Good Inc.”
Chemical Brothers – “The Salmon Dance”
Eminem – “Without Me”
Chromeo – “Fancy Footwork”
Datarock – “Fa Fa Fa”
Gnarls Barkley – “Crazy”
Strokes – “Reptilia”
Queens of the Stone Age – “No One Knows”
Killers – “Mr. Brightside”
Friendly Fires – “Paris”
Franz Ferdinand – “Outsiders”
Justice – “D.A.N.C.E.”
Juior Senior – “Move Your Feet”
LCD Soundsystem – “Tribulations”
MGMT – “Kids”
Of Montreal – “Disconnect the Dots”
Postal Service – “Such Great Heights”

Vambora?