Brexit: hoje é um dia triste para o Reino Unido

brexit

Nesta quarta-feira o Reino Unido desliga-se oficialmente da Comunidade Europeia e a capa do Guardian de hoje (que está acompanhando ao vivo a transição “rumo ao desconhecido” em seu site) resume o sentimento de amargura em relação a este período da história britânica.

Tom Gauld no Guardian

gaud-short

Quando você está sem ter o que fazer na internet, largue o newsfeed do Facebook por um instante e viaje num site de algum ilustrador ou quadrinhista. Faço isso com frequência no site do Tom Gauld e descobri essa série de cartuns que ele fez pra sessão de literatura saturnina do jornal inglês Guardian:

gaud-obstacles

gaud-robotbully

gaud-worship

gaud-tomwaits

Tem outras lá no site dele.

Courtney Barnett 2015: "Give me all your money and I'll make some origami honey"

barnett

Courtneyzinha mandando ver no azedo primeiro single de seu aguardado álbum de estréia, pras sessões do Guardian. É dos discos que eu mais espero de 2015.

Joe Sacco sobre os limites do humor

joe-sacco-on-satire

O ataque à redação do Charlie Hebdo também foi motivo para o jornalista e quadrinista Joe Sacco defender falar de limites quando o assunto é humor, neste comentário ácido feito para o Guardian. Se alguém se dispuser a traduzir, basta postar a tradução nos comentários que eu colo aqui.

O britpop foi uma conspiração do governo britânico?

britpop-conspiracy

É o que diz Kevin Shields, o homem-My Bloody Valentine, em entrevista ao Guardian:

“Britpop foi massivamente forçado pelo governo. Algum dia será interessante ler todos os arquivos do MI5 (o serviço secreto britânico) sobre o britpop. Fizeram tudo bem debaixo do nosso nariz.”

É uma teoria que corre há um bom tempo – e finalmente alguém resolveu falar. Parece estranho, mas se você parar pra pensar…

Alimentando à força presos que fazem greve de fome na Baía de Guantânamo

yasiin-bey-guantanamo

O rapper e ator Mos Def – que agora assina Yasiin Bey) se submeteu a uma demonstração armada pelo jornal inglês Guardian do método utilizado pelos EUA para alimentar presos que fazem greve de fome na prisão de Guantânamo, em Cuba. Não custa avisar que as cenas podem impressionar pessoas mais sensíveis (e deixar qualquer um que não seja um sociopata bem tenso…):




Para nos lembrar do 5 de novembro, Alan Moore canta: “The Decline of English Murder”

Foi só falar no mestre dos magos que ele apareceu com força total. Nesta segunda-feira ele lança seu primeiro single, com a faixa “The Decline of English Murder”, com rendas revertidas para o pessoal do Occupy Wall Street – não custa lembrar que o 5 de novembro (além de aniversário do Fred) também é a data-chave do V de Vingança, obra de Moore celebrada tanto pelos Occupy quanto pelos Anonymous. O Guardian fez um vídeo com a música, usando cenas do grupo em ação – e o Bleeding Cool providenciou as letras, ambos abaixo:

Continue

Vazou a ópera de Damon Albarn

Dr. Dee é muito mais do que você pode esperar de uma ópera escrita por um compositor pop sobre um conselheiro da coroa britânica que recebeu um chamado dos anjos para procurar Deus nos números…

Os três porquinhos e o jornalismo no século 21

O Guardian é o melhor jornal do mundo hoje, alguém tem alguma dúvida?

Jornal entrevista cachorro

Que jornal esse Guardian, viu…

Dica da Fabiana.