Para nos lembrar do 5 de novembro, Alan Moore canta: “The Decline of English Murder”

, por Alexandre Matias

Foi só falar no mestre dos magos que ele apareceu com força total. Nesta segunda-feira ele lança seu primeiro single, com a faixa “The Decline of English Murder”, com rendas revertidas para o pessoal do Occupy Wall Street – não custa lembrar que o 5 de novembro (além de aniversário do Fred) também é a data-chave do V de Vingança, obra de Moore celebrada tanto pelos Occupy quanto pelos Anonymous. O Guardian fez um vídeo com a música, usando cenas do grupo em ação – e o Bleeding Cool providenciou as letras, ambos abaixo:




She sorts out her hair in the washroom at Preston Services
Dries her hands under a notice that reads have you seen this child
And she nurses one tea for an hour in the cafeteria
Watching the truck drivers blind their fried eggs with the cutlery
And English Murder. It’s all over her face.

Just waiting until the right time the wrong light boy
There’ll be a photograph
With a bad 1970′s fringe and a look of uncertainty
Years later you’ll know the name but not where you know it from
And they’ve emptied the terraced row with compulsory purchases
Reasoning that they’d make more from the ground with the people gone
So he shuffles the half a mile to the nearest post office
When lads push into the queue he pretends he’s not noticed them
And English murder. It’s all over his face.

A low enough cold snap, a high enough gas bill
You’ll skim the epitaph
And you’ll possibly notice his name like somebodies you knew from school
There’ll be an off the peg verse where sad has been rhymed with dad
And the houses in which they’ve invested their City bonuses
Have increased the property prices and therefore the homelessness
And the scabby grey anti-climb paint and withdrawn amenities
In case socialising promotes anti-social behaviour
And English murder. It’s all over the place.

The bunches of flowers in pedestrian precincts
Your average psychopath, at least kills with a hammer or brick
and not with greed and incompetence
And after two or three years maybe they’ll express remorse.

Alguém se dispõe a traduzir?

Tags: , , , , ,

2 thoughts on “Para nos lembrar do 5 de novembro, Alan Moore canta: “The Decline of English Murder”

  1. YCK disse:

    Não deve ser só coincidência que o Orwell tem um artigo com o mesmo nome, mostrando as mudanças no pensamento e comportamento inglês.

  2. - disse:

    só revisei uma vez.

    Ajeita seus cabelos no lavabo da Preston Services
    Enxuga suas mãos sob um aviso que diz Você viu essa criança?
    E ela enrola com seu chá por uma hora na cafeteria
    Assistindo os caminhoneiros comendo seus ovos fritos com os talheres
    E assassinato ingles. Está na cara dela.

    Esperando até a hora certo o leve garoto errado
    Haverá uma fotografia
    Com um ar ruim de 1970 e um clima de incertezas
    Anos depois você saberá o nome mas não de onde você lembra
    E eles esvaziaram os quarteirões com ordens de despejo
    Argumentando que eles tinham que lucrar com os espaços com gente indo embora
    então caminha um quilômetro até os correios
    Quando meninos empurram na fila ele finge não perceber
    E assassinato inglês. Está na cara dele.
    uma tremida de frio já basta, uma conta de gás alta
    Você vai esculpir seu epitáfio
    E você possivelmente achara que o nome dele é de alguém da época escolar
    Haverá um verso excêntrico que rimará aborrecedor com progenitor
    E as casas em que vivem, investiram em bonus municipais
    Aumentaram o preço dos terrenos e portanto eles não tem mais casas
    E as feridas cinzas, paredes escorregadias e construções reclusas
    No caso de socialização promover comportamento anti-social
    E assassinato inglês. Está em todo lugar.

    Os montes de flores nas calçadas e passagens
    Seu psicopata médio, pelo menos mata com um martelo ou tijolo
    E não com ganância e imcompetência
    E depois de dois out três anos talvez expresse remorso

Comentários fechados.