Polimatias

polimatias-05

Quando você descobriu que não era mais criança? Eu e Polly cogitamos a possibilidade desta revelação poder acontecer por livros,discos, filmes, programas de TV, por isso dedicamos essa edição do Polimatias para descer rumo à alameda das lembranças, vasculhando o fim de nossas infâncias para pinçar o momento em que a cultura nos fisgou – e como isso foi crucial para que nos tornássemos quem somos, mantendo sempre nossa curiosidade cultural alerta.

polimatias5

Em tempos de quarentena, eu e Polly Sjobon resolvemos falar sobre arte, cultura, solidão e reclusão, cutucando questões que são sempre associadas a grandes nomes da nossa história. Por que se retirar da vida pública? A solidão é amiga da criatividade? A popularidade é inimiga da inspiração? E falamos sobre Stanley Kubrick, Dalton Trevisan, Thomas Pynchon, Greta Garbo. Rubem Fonseca e J.D. Salinger, na edição desta semana do Polimatias.

polimatias-04

Nativos do cerrado, eu e Polly Sjobon conhecemos São Paulo primeiro por livros, filmes, discos, programas de TV e outros ícones culturais antes de morarmos na megalópole e nos dedicamos nesta edição do Polimatias a falar sobre como um produto cultural pode influenciar na ideia que se tem sobre um lugar. São impressões da cidade a partir de grandes ícones paulistanos: da democracia corintiana à semana de 22, passando pelo rap e pelo rock, por Fausto Silva, o Castelo Rá-Tim-Bum, Luiz Gê, Marcelo Rubens Paiva e muito mais.

Polimatias_03

E o Polimatias desta semana é uma aula sobre o fenômeno Elena Ferrante. Fiz como todo mundo que não sabe tem de fazer: escutei e perguntei à querida Polly Sjobon porque esta autora italiana não é só um fenômeno de vendas como um clássico literário moderno. E ela vai muito além da tetralogia Amiga Genial, devidamente dissecada, e fala também sobre os livros anteriores, dá a dica por onde começar a lê-la, sobre sua personalidade misteriosa (sem entregar nada, claro), a série feita pela HBO e muito mais.

polimatias-02

Mais uma ótima conversa com minha querida amiga Polly Sjobon – e desta vez focamos em crônicas, estas impressionais informais e subjetivas por escrito que acabam sintetizando o período em que foram escritas. Ou será que elas precisam ser escritas para serem crônicas? Falamos do Chuck Klosterman, do Machado de Assis, da Clarice Lispector, do Woody Allen, do Bob Dylan, do Luís Fernando Veríssimo e tantos outros que registram o cotidiano como história.

polimatias-01

Um livro que puxa um filme que puxa um disco que puxa um ensaio que… Juntos, eu e a querida Polly Sjobon atravessamos diferentes obras de arte traçando conexões e atiçando curiosidades em mais um novo programa semanal – o Polimatias que, em sua primeira edição, lista dois documentários (um sobre o vocalista do INXS, Michael Hutchence, e outro sobre os Beastie Boys) e o livro O Perfume, de Patrick Süskind.