Dance

dualipa-fever

Dua Lipa não para! Depois de lançar um dos melhores discos do ano e um (fraco) disco de remixes, a popstar inglesa puxa um dueto com a belga Angèle em mais um single, a irresistível “Fever”.

bomsaber-026

Helder Aragão saiu do interior do Sergipe rumo ao Recife e ajudou a moldar a cena que reinventou a música do norte do país a partir dos anos 90. Seguiu sua carreira adotando o pseudônimo DJ Dolores a partir de seu apreço pela linguagem eletrônica e trilhou caminhos que o levaram para o exterior e para o cinema, sempre cruzando fronteiras de linguagem e investigando possíveis novas conexões, como a que está começando a fazer com a África lusófona. Falamos sobre sua trajetória e também sobre a perspectiva de futuro para o país do ponto de vista da produção artística.

ceu-kexp

As vantagens da quarentena: Céu pode participar de uma apresentação na rádio norte-americana KEXP, a partir de casa, sem precisar viajar para os EUA. E gravou uma entrevista e um show exclusivo para a rádio acompanhada de seu marido e produtor Pupilo na bateria e de seu fiel escudeiro Lucas Martins no baixo.

“Arrastar-te-ei”
“Pardo”
“Forçar o verão”
“Lenda”
“Coreto”

outkast-1999

Prestes a lançar uma reedição de Stankonia, seu clássico disco do ano 2000, os dois Outkast incluíram no pacote uma versão que o vocalista do Rage Against the Machine, Zack de La Rocha, fez para o clássico “B.O.B. (Bombs Over Baghdad)”, entupindo o hit de guitarras e elevando-o a outra estratosfera.

Pesado!

chromatics-2020

Prontos para mais uma dose de house com glam rock, de indie rock com ambient, de shoegaze com eletro? Pois aumenta o som que o selo Italians Do It Better, do mestre Johnny Jewell, lançou mais o terceiro volume de sua série de coletâneas After Dark, com Chromatics, Desire, Orion, entre outros projetos noturnos, estilosos e sussurrados.

Sempre um prazer…

italians-do-it-better-after-dark-3

Desire — “Boy”
Orion — “Higher”
Johnny Jewel feat. Glüme — “Surgery”
Double Mixte feat. Desire — “Chambre 48”
Farah — “Boyz R Bad”
Chromatics, ATRIP — “TOY (ATRIP Remix)”
Love Object — “Holodnoe Solnce”
JOON – “Cruel Summer”
Glüme — “Don’t @ Me”
MOTHERMARY — “Resurrection”
Orion — “Space Girl”
Guy Gerber — “Cameo”
Causeway — “We Were Never Lost”
Club Intl — “Crush”
Double Mixte — “Tirage En Croix”
JOON — “Worse Things Than Feeling Lonely”
Pink Gloves — “Fading Stars (Johnny Jewel Remix)”
Chromatics — “Endless Sleep”

presidente-ariana-grande

Depois de muito mistério, Ariana Grande começa a revelar Positions, o sucessor do ótimo Thank U, Next ao mostrar o clipe da ótima faixa-título, revelar sua capa e o nome das músicas (abaixo), além da data de lançamento, no próximo dia 30. Com participações de Doja Cat, Ty Dolla $ign e The Weeknd, Positions parece almejar a um patamar ainda mais alto rumo ao topo do pop – e ela não mede escala ao se colocar na cadeira de presidente dos Estados Unidos – enchendo seu gabinete com parentes e amigos – na semana da eleição norte-americana.

Começou bem.

positions

“Shut Up”
“34+35”
“Motive” (com Doja Cat)
“Just like Magic”
“Off the Table” (com The Weeknd)
“Six Thirty”
“Safety Net” (com Ty Dolla $ign)
“My Hair”
“Nasty”
“West Side”
“Love Language”
“Positions”
“Obvious”
“POV”

hot-chip-jarvis-cocker

O quinteto inglês Hot Chip lança “Straight To The Morning”, single gravado poucos dias antes do mundo entrar em quarentena, quando recebeu o vocalista do Pulp Jarvis Cocker para gravar um hino disco music inspirado em Dua Lipa. E a música é tão divertida quanto seu conceito – e o delicioso clipe que acabaram de lançar:

No mês passado, o grupo lançou a coletânea Late Night Tales que trazia uma versão para “Candy Says”, do Velvet Underground.

Que banda!

jornalismo-arte-03-claudia-assef

Sigo reconstituindo a história do jornalismo que cobre música no Brasil chamando uma das desbravadoras da música eletrônica no país, que, com seu trabalho, ressignificou o papel do DJ na cultura brasileira e ultimamente vem discutindo a participação da mulher no mercado da música. Claudia Assef começou no jornalismo diário e aos poucos foi se especializando em determinadas áreas, bem como flertando com diferentes formatos de jornalismo, indo da curadoria ao livro (e ela já escreveu três!), passando por revistas, blogs, festas e conferências. Nesta terceira edição do Jornalismo-Arte, ela também se lembra de sua entrada no mundo da música e especificamente da música eletrônica, sua estada em Paris, sobre a falta de mulheres neste meio e como ela descobriu o primeiro DJ da história do país.

the-knife

Em 2014, o grupo sueco The Knife fez a trilha sonora para o espetáculo de dança Europa Europa, apresentado pelo conterrâneo grupo FUL, um protesto grandioso contra as políticas antiimigração e contra a xenofobia que, se já era uma realidade no velho continente há seis anos, estão ainda mais presentes neste tenso 2020. Justamente por isso, o grupo resolveu abrir as fronteiras digitais do clipe da canção “För Alla Namn Vi Inte Får Använda” (que pode ser traduzido livremente como “Pelos nomes que não podemos usar”), que estava antes restrito ao YouTube sueco. Cantada no idioma do grupo, é mais uma bordoada ao mesmo tempo pop e estranha, como é característico da dupla dos irmãos Karin e Olof Dreijer.

Toda Sade

sade

A banda inglesa Sade, liderada pela vocalista Sade Adu, revisita seu passado ao reunir toda sua discografia em versões em vinil, remasterizados e empacotados como deveriam ser. A caixa This Far só peca por não trazer nenhum extra, mas reúne os seis discos que compõem estes 35 primeiros anos de carreira num tratamento físico merecido –
Diamond Life (1984), Promise (1985), Stronger Than Pride (1988), Love Deluxe (1992), Lovers Rock (2000) e Soldier of Love (2010). A caixa já está à venda em seu site oficial.

sade-box