Un poco más de Nueva York

Olha a música com que a Lily Allen fechou seu último show da turnê deste ano nos EUA:

E a menina é uma popstar nata: além de boa compositora pop fica o tempo todo fazendo brincadeiras com o público, falando besteira sem se preocupar com pose, fumando cigarros e bebendo vinho, enquanto escancara suas relações pessoais em canções. Seus dois primeiros discos são mais importantes do que os últimos quinze anos da carreira de Madonna e ela prova isso no palco.

Tem mais vídeos lá na TV Trabalho Sujo, pra quem estiver a fim de ver.

Já o Sonic Youth com o John Paul Jones e Takehisa Kosugi fazendo barulho como trilha sonora para a apresentação de noventa anos da sumidade da dança moderna Merce Cunningham eu não pude filmar (afinal, foi no Opera Hall do BAM e o público era tão metido a sisudo quanto o lugar). Mas, tudo bem – você não perdeu muita coisa – essa menina, filmou o que ela conseguiu, sente o drama. O espetáculo de dança em si só serviu para eu ter certeza de que dança contemporânea não é a minha praia mesmo – embora o bom e velho SY tenha feito o ruído necessário para valer o preço do espetáculo. A Kim até cantou…


Agradecendo o público: os bailarinos, o coreógrafo (na cadeira de rodas), o Sonic Youth (vestidos que nem gente), Kosugi (à esquerda, de suspensórios) e John Paul Jones (à direita, de suspensórios)

Enquanto não volto à ativa (4 de maio, hein…), fiquem com a cobertura que o Bruno está fazendo do Coachella, com os cartuns que o Arnaldo fez pro G1 e que pouca gente viu e com a carta que o Mini escreveu para os anos 90. E você já baixou o disco do Dodô? Que achou, hein?

Você pode gostar...

19 Resultados

  1. tatiana rosa disse:

    sem o Cunningham e o Cage, o Sonic Youth não estaria fazendo a sua parte hoje em dia.
    http://www.youtube.com/watch?v=NLOWy3ys8Ag&feature=related

  2. Em momento algum eu falei mal do Cage, perceba.
    Sem o Cage, o SY seria soh uma banda de rock. Sem o Cunningham, continuaria sendo influenciado pelo Cage.

    E outra: sem Elvis, Dylan e os Beatles nao existiriam. Mas isso nao torna o Elvis mais importante q os dois…

  3. tatiana rosa disse:

    também não falei mal do que você escreveu. Foi só um complemento que achei interrssante.

  4. Ah tah… Pensei q tu tava querendo dizer q um era melhor q o outro pq o um veio primeiro (ce deve tar ligada q tem gente q usa esse tipo de argumento…). Nao rola, neh? Senao, Adao eh o cara mais importante de todos os tempos, hahahahaha

  5. Paula disse:

    Como a Lily Allen faz melhor que a Britney, não?

    Tudo bem, vá, descanse. Haha Mas não são meus olhos!
    Sua nerdice é muito bem-vinda e os nerds são os melhores, não há como discutir. 🙂

  6. Helio disse:

    1) Sem falar que a moça tá em forma, hein?!
    2) Nunca tinha pensado nessa comparação com a Madonna, mas não é que vc tem razão?
    3) (e última) Reparei que a câmera tava bem estável.. vc não tava dançando, não?

  7. Nah, raramente danço em shows… Jah na pista… 😛

  8. Alicia Melo disse:

    Tá eu achei muito a frase “Seus dois primeiros discos são mais importantes do que os últimos quinze anos da carreira de Madonna”.
    Mas entendo pq tb sou passional. hahahaha
    E acho ótimo quando as pessoas super se divertem. =)
    =**

  9. tiago disse:

    “Seus dois primeiros discos são mais importantes do que os últimos quinze anos da carreira de Madonna”
    achei um exagero…
    tah certo: o 1º da lily eh muito bom.excelente.
    mas o segundo eh bem regular

  10. Pode ate ser irregular (eu nao acho), mas mesmo assim, melhor q a Madonna desde 1994…

  11. Marina disse:

    falando em lilly allen, cadê você?

  12. “Voltei, Recife”

  13. tati disse:

    dias sem receber os posts do sujo no google reader, vim até ver se não tava com pau. de férias?

  14. vixe,acho que eu prefiro o Merce Cunnigham à Lily Allen, mas aí é gosto. Aliás, tive a oportunidade de ver uma apresentação de parte do seu corpo de baile dançar uma composição lindíssima do George Lewis.

  15. Alexandre, sabe quem fez a cenografia do espetáculo?

  16. Jairo disse:

    Vê se não traz a porra da gripe aqui para são paulo. Hehehehe

  17. Oi Tiago, o cenario da apresentacao era da Benedetta Tagliabue.
    E pode ficar tranquilo, Jairo, jah cheguei tem quase uma semana, hehehehehe

  18. Cadu Simões disse:

    Ae Matias, vc tem que voltar de férias pra comentar os episódios de Lost, cara. Teus comentários já se tornaram pra mim mais importantes do que os próprios episódios em si. =)

  19. Muito obrigado e bem vindo