Um Anthology só para Get Back

Get Back - The Beatles

Tido com o período mais desgastante da história dos Beatles, janeiro de 1969 não apenas acompanhou a primeira gravação de um disco da banda longe de Abbey Road, o familiar estúdio da gravadora EMI em que gravaram todos seus discos, como culminou com a última apresentação ao vivo da banda, quando tocam músicas destas gravações no topo do prédio de sua gravadora Apple. Mas o diretor Peter Jackson, contratado para afundar-se no material registrado neste período – centenas de horas de áudio e vídeo que pouquíssimos puderam ter contato -, afirma textualmente que irá mudar a cara que este período tem na história dos Beatles, ao apresentar o documentário The Beatles: Get Back, cujo lançamento foi adiado para agosto do ano que vem.

getback

A novidade é que junto com o filme, o grupo lançará seu primeiro livro desde que resumiram sua história na Bíblia oficial do grupo que acompanhou o projeto audiovisual Anthology. O livro The Beatles: Get Back tem 240 páginas, capa dura e traz a transcrição de diálogos tirados das mais de 120 horas do grupo no estúdio, primeiro no Twickenham Film Studios e depois no novíssimo Apple Studio do próprio grupo, centenas de fotos inéditas, tiradas por Ethan A. Russell e Linda McCartney, introdução escrita pelo romancista Hanif Kureishi e prefácio assinado pelo diretor do filme. Escreve Kureishi reafirmando a impressão de Jackson: “Na verdade, este foi um momento produtivo para eles, quando criaram alguns de seus melhores trabalhos. E é aqui que temos o privilégio de testemunhar seus primeiros rascunhos, os erros, as derrapagens e digressões, o tédio, a empolgação, a interferência alegre e as descobertas repentinas que levaram ao trabalho que agora conhecemos e admiramos.”

O livro já está em pré-venda, mesmo que chegue apenas em agosto do ano que vem.

Você pode gostar...