E essa vitrolinha do disco novo do Wilco?

schmilco-vitrola

Que belezinha… Já está à venda.

The Copan Connection: Bixiga 70 inna dub style

Print

Em comemoração ao Record Store Day, o grupo Bixiga 70 entregou algumas faixas de seu terceiro disco, lançado no ano passado, ao produtor Victor Rice para que ele desse aquele tratamento especial característicos de seus dubs. O resultado é o disco The Copan Connection, que será lançado neste sábado, na loja Patuá Discos, em tiragem limitada em vinil. A capa foi feita pelO MZK, que assina todas as capas do grupo, e que também estará discotecando no lançamento, que começa às 15h e vai até à noite. Além do Zk, também discotecam Magrão, Ramiro Z (da Patuá), Peba Tropikal e Maurício Fleury (do Veneno Soundsystem – e Maurício é tecladista e guitarrista do Bixiga). O evento é de graça e a Patuá fica na Rua Fidalga, 516, Vila Madalena (mais infos no 11-2306-1647). Ouça abaixo a versão que Rice fez para a faixa “Machado”.

E aproveito pra linkar os vídeos que fiz do Baile do Bixiga, no final do mês passado, quando o grupo apresentou-se do lado da Tulipa Ruiz e de seu irmão Gustavo. Foi quente!

Dentro da Vinil Brasil

vinilbrasil

Visitei a segunda fábrica de vinis da América Latina, que fica em São Paulo e começa a prensar discos no meio do ano para uma matéria que fiz para o UOL.

Quem quer ganhar o vinil do Barulho Feio do Rômulo Fróes?

RomuloFroes_

Rômulo Fróes está lançando seu disco de 2014 Barulho Feio em vinil em três shows gratuitos, quinta, sexta e sábado, no Teatro de Arena, em São Paulo, e descolou três unidades para serem sorteadas aqui no Trabalho Sujo. Basta responder nos comentários deste post qual é sua música favorita do disco e por quê, além de que dia você prefere ir no show (além de deixar seu email para que eu possa entrar em contato). Até o final da tarde de quinta eu anuncio os vencedores, que poderão retirar seu disco direto no show. Maiores informações na página do evento no Facebook. Valendo!

Lá vem o vinil do disco novo do Instituto

instituto-vinil-01

Eita, que o vinil do segundo disco do Instituto já está entre nós.

instituto-vinil-02

A versão LP de Violar será lançada em parceria com a Somatória do Barulho, onde o disco entra em pré-venda a partir desta segunda-feira, dia 7. O lançamento oficial acontece na loja Patuá Discos, do mesmo Ramiro que deu aquela aula sobre rap e black music com o KL Jay, ali na Vila Madalena, no dia 19, mas o disco já estará à venda semana que vem no Festival Batuque, no Sesc Santo André.

instituto-vinil-03

E aos poucos os grandes discos de 2015 começam a se materializar em vinil…

O A e o Z, dos Mutantes, finalmente será lançado em vinil

mutantes-oaeoz

E mais uma novidade sobre os Mutantes à vista: depois de lançar a caixa com toda a obra dos Mutantes ainda com Rita Lee, a parceria da Polysom e a Universal dão a luz pela primeira vez à versão em vinil do esquecido O A e o Z. O disco, de 1973, foi gravado após a saída de Rita Lee do grupo e é um mergulho de cabeça na onda progressiva para onde o grupo já estava se inclinando no último disco com Rita, o País dos Bauretz. Ele conta apenas com seis músicas, todas gigantescas, cheias de solos instrumentais e letras metidas a séria, longe do bom humor característico do grupo. Contudo, não foi lançado quando foi gravado e era referido como um disco perdido da banda, até que a discografia dos Mutantes foi relançada em CD em 1992, o que fez o disco finalmente vir à tona. A capa e o encarte é desta época e foram compostos com desenhos de Arnaldo Baptista feitos entre 1986 e 1992. Mas a principal diferença neste relançamento é a ordem das músicas – no CD original a disposição das faixas era a seguinte: “‘A’ e o ‘Z'”, “Rolling Stones”, “Você Sabe”, “Hey Joe”, “Uma Pessoa Só” e “Ainda Vou Transar com Você”, diferente da do vinil, que ficou “‘A’ e o ‘Z'”, “Uma Pessoa Só” e “Ainda Vou Transar com Você” no lado A e “Rolling Stone” (sem o “s” da versão original), “Você Sabe” e “Hey Joe” no lado B. É um bom disco de rock progressivo, embora seja um disco fraco à luz dos clássicos da banda. Chega às lojas dia 27 deste mês.

Agora só faltam ressurgirem os dois últimos discos da banda em sua fase totalmente prog, com apenas Sergio Dias da formação original: Tudo Foi Feito Pelo Sol (1974) e Ao Vivo (1976). E, claro, abrir de verdade o baú do grupo, resgatando faixas que nunca viram a luz do dia. Porque o que tem de coisa inédita por aí…

Sopranos em vinil

sopranos-vinyl

A trilha sonora da série Sopranos é um dos pontos altos de sua narrativa – não apenas da produção, já que seu criador, David Chase, que escolhia pessoalmente as músicas, resolveu reservar parte do orçamento para conseguir os direitos de músicas que custariam caro para uma simples série de TV – coisa que Sopranos está longe de ser. São muitos os momentos em que a musica certa invade uma cena completando-a perfeitamente, como esta, logo no início da segunda temporada:

Por isso imagino o desafio da loja canadense SCR Vinyl em selecionar apenas 14 músicas para compor uma versão em vinil duplo com a trilha sonora da série, que ela começou a vender no fim do mês passado. Eis as músicas que entraram:

Lado A

Alabama 3 – “Woke Up This Morning”
R.L. Burnside – “It’s Bad You Know”
Frank Sinatra – “It Was A Very Good Year”

Lado B

Bob Dylan – “Gotta Serve Somebody”
Little Steven & The Disciples Of Soul – “Inside Of Me”
Cream – “I Feel Free”
Them – “Mystic Eyes”

Lado C

Bruce Springsteen – “State Trooper”
Bo Diddley – “I’m A Man”
Elvis Costello & The Attractions – “Complicated Shadows”
Nick Lowe – “The Beast In Me”

Lado D

Los Lobos – “Viking”
Wyclef Jean – “Blood Is Thicker Than Water”
Eurythmics – “I’ve Tried Everything”

E das tantas músicas boas que ficaram de fora (“Goin’ Down Slow” do Howlin’ Wolf, “Blur” do Aphex Twin, “Moonlight Mile” dos Stones, “One of These Days” do Pink Floyd, “The Blues is My Business” da Etta James, “I (Who Have Nothing)” do Ben E. King, “I’m Not Like Everybody Else” dos Kinks, “Kid A” do Radiohead, “My Lover’s Prayer” do Otis Redding e “Don’t Stop Believing” do Journey – como é que não entrou?) a ausência que mais sinto é a de “You Can’t Put Your Arms Around a Memory”, do Johnny Thunders.

Que música. Que série.

De Volta para o Futuro em vinil

bttf-vinil-

E prepare-se para ouvir falar pacas de De Volta para o Futuro nos próximos dias – pois dia 21 de outubro deste ano é o dia em que teoricamente Marty McFly chega, pela primeira vez, ao futuro, na primeira continuação do filme. E entre as novidades está essa incrível caixa de vinis, com as trilhas sonoras dos três filmes pela primeira vez empacotadas num box organizado por uma loja de camisetas online, a Mondo Tees. A caixa reúne os três discos com as trilhas escritas por Alan Silvestri e foram reunidas como o plutônio que o Doutor Brown roubou para conseguir viajar no tempo.

bttf-vinil-00

Na caixa, os discos têm essas capas:

bttf-vinil-01

bttf-vinil-02

bttf-vinil-03

Dá pra comprar também os discos em versão individual – aí eles têm capas diferentes, mas igualmente estilosas.

bttf-vinil-a

bttf-vinil-b

bttf-vinil-c

As artes são do ilustrador inglês Matt Taylor e dá pra fazer a pré-venda a partir do dia 21 no site da Mondo Tees.

Encarnado em vinil

encarnado-vinil

Um dos melhores discos do ano passado (quarto colocado, na minha contagem), o Encarnado de Juçara Marçal vai ser lançado em vinil pela Goma Gringa, em versão que inclui uma sobrecapa que estica a arte original feita por Kiko Dinucci – já está em pré-venda. O selo também está lançando um dos grandes discos deste ano em vinil, o R.A.N., do Space Charanga, a versão Sun Ra da Charanga de Thiago França, parceiro de Juçara no Metá Metá.

A segunda vinda de Frank Zappa

zappa

A viúva de Frank Zappa, Gail, passou o bastão da administração do espólio do mestre falecido em 1993 para o filho Ahmet e agora ele fechou um acordo com a gravadora Universal para abrir o baú do velho Frank e começar uma nova safra de múltiplos lançamentos.

“Os fãs de Frank Zappa terão mais música e mais acesso – quando eles quiserem e do jeito que eles quiserem”, disse o filho do músico à revista Rolling Stone. “Com a Universal como parceria, quero trazer à vida projetos como o musical Joe’s Garage, o lançamento do filme The Roxy Movie e da performance de 200 Motels no Disney Hall sob a batuta de Esa-Pekka Salonen e outros tantos projetos desse calibre. Não poderia estar mais excitado em relação ao futuro”.

O primeiro lançamento é a reedição masterizada em vinil do clássico de Zappa e dos Mothers of Invention de 1974, One Size Fits All. Será o primeiro relançamento em vinil supervisionado pela família do músico, que desde 2012 conseguiu ter de volta todas as fitas maters de Zappa e vem trabalhando nesses novos lançamentos. O primeiro vinil segue o centésimo lançamento oficial de Frank Zappa, o disco Dance Me This em que ele trabalhava na época de sua mmorte e que foi lançado no mês passado. Além disso, há um documentário sobre Zappa, dirigido por Alex Winter, programado para 2017.