Vida Fodona #693: Festa-Solo (27.11.2020)

vf693

Sexta-feira é dia de Festa-Solo, a versão ao vivo do Vida Fodona lá no twitch.tv/trabalhosujo – a partir das 23h45 – e segue a discotecagem dessa sexta…

Billie Eilish – “Therefore I Am”
Angel Olsen – “New Love Cassette (Mark Ronson Remix)”
Chromeo – “6 Feet Away”
Doja Cat – “Say So”
Solange – “Losing You”
Prince – “1999”
Neneh Cherry – “Buffalo Stance”
Chemical Brothers – “Galvanize”
Radiohead – “Reckoner (James Holden Remix)”
Dua Lipa – “Future Nostalgia”
Jessie Ware – “Ooh La La”
Kyle Minogue – “Magic”
Miley Cyrus + Joan Jett – “Bad Karma”
Black Kids – “I’m Not Gonna Teach Your Boyfriend How to Dance with You (The Twelves Remix)”
Midnight Juggernauts – “Into the Galaxy”
Digitalism – “Digitalism In Cairo”
Rapture – “How Deep Is Your Love?”
Cut Copy – “Lights & Music”
Whitest Boy Alive – “Timebomb”
Rihanna – “Same Ol Mistakes”
Jennifer Lopez – “If You Had My Love”
Lisa Stansfield – “All Around the World”
Daft Punk – “Around the World”
LCD Soundsystem – “Yeah”
Hot Chip – “Over And Over”
Beastie Boys – “Triple Trouble”
Isley Brothers – “That Lady (Parts 1 And 2)”
Funkadelic – “One Nation Under A Groove”
Tim Maia – “A Fim de Voltar”
Lincoln Olivetti – “Baila Comigo”
Di Melo – “Kilariô”
Jorge Ben – “Menina Mulher da Pele Preta”
Paulinho da Viola – “Quatorze Anos”
Instituto + Sabotage – “Cabeça de Nêgo”
Racionais MCs – “Fim de Semana no Parque”
A Tribe Called Quest – “Bonita Applebum”
Daryl Hall & John Oates – “I Can’t Go For That (No Can Do)”
Erasmo Carlos – “Mané Joao”
Escort – “If You Say So”
Run-DMC – “It’s Tricky”
Shaggy – “It Wasn’t Me”
Dumbo Gets Mad – “Future Sun”
Domenico Modugno – “Volare”
Gipsy Kings – “Hotel California”
Tom Zé – “Mã”
Talking Heads – “Air”
Moby – “Natural Blues”
Massive Attack – “Unfinished Sympathy”
David Bowie – “Fashion”
Def – “Alarmes de Incêndio”
Napalm Death – “White Kross”
Knife – “We Share Our Mothers Health”
Nicolas Jaar – “Keep Me There”
Björk – “Hunter”
Luiza Lian – “Sou Yabá”
Metá Metá – “Três Amigos”
Michael Kiwanuka – “You Ain’t The Problem”
Lorde – “Team”
Alanis Morissette – “Hand In My Pocket”
Anelis Assumpção – “Receita Rápida”
Douglas Germano – “Valhacouto”
Gui Amabis – “Miopía”
Kali Uchis – “Ángel Sin Cielo”
Negro Leo – “O Pato Vai ao Brics”
Beat Happening – “Indian Summer”
Ariana Grande – “Thank U, Next”
Weyes Blood – “Wild Time”
George Harrison – “All Things Must Pass (Demo)”

Miley Cyrus e… Dua Lipa?!

dua-miley

Miley Cyrus começa a mostrar seu próximo álbum, batizado Plastic Hearts, que entre seus produtores traz Mark Ronson e traz participações especiais de nomes como Billy Idol, Joan Jett e, acredite, Angel Olsen. E a música que ela escolheu para iniciar os trabalhos do disco foi “Prisoner”, em que divide os holofotes com uma das estrelas de 2020, a inglesa Dua Lipa. O single, grudento, mistura uma sonoridade rock de boutique, que parece ser a tônica do disco, pelos convidados, com um groove dance robótico que não deixa ninguém parado.

Ao comentar sobre a inusitada participação de Olsen no disco de Cyrus, Ronson twittou que “‘Bad Karma’ (a música em que Olsen participa) foi escrita como uma jam session no Max’s Kansas City em 1976 com Ace Frehley e Joan Jett – não foi isso, mas vocês entenderam, uma parada rock’n’roll pura e crua. As guitarras de Angel Olsen cortam como arame farpado”. Será que nossa musa vai participar apenas como guitarrista? Tomara que não. Plastic Hearts sai na semana que vem, está em pré-venda, e sua capa e ordem das músicas seguem abaixo:

“WTF Do I Know”
“Plastic Hearts”
“Angels like You”
“Prisoner” (com Dua Lipa)
“Gimme What I Want”
“Night Crawling” (com Billy Idol)
“Midnight Sky”
“High”
“Hate Me”
“Bad Karma” (com Joan Jett e Angel Olsen)
“Never Be Me”
“Golden G String”

Três é demais

Quando foi anunciado que Lana Del Rey, Ariana Grande e Miley Cyrus fariam uma colaboração para a trilha sonora do remake de As Panteras, havia uma enorme sensação de balaio de gatos, algo como se a faixa fosse apenas uma desculpa para colocar três cantoras que são propriamente semelhantes num mesmo patamar.

Na prática, é exatamente isso o que acontece, mas tudo tem uma função específica aí. O principal recorte da música – que é boa, mas esquecível – é que Ariana Grande seria a principal cantora pop da atualidade, uma vez que ela é a figura central do clipe, que canta o refrão e que carrega o comunicador com o qual As Panteras ficam sabendo de suas missões. Miley Cyrus entra mais uma vez para mexer em sua marca pública – depois de passar um ano se fazendo de boa moça, ela volta agora fantasiada de boxer, esmurrando agressividade. Mas o que me chamou a atenção foi a inclusão de Lana Del Rey neste time (bem como todo o alarde ao redor de seu novo álbum, como se ele não fosse exatamente o que Lana tem feito nos últimos anos). Em vez de ela surgir diva do pop botando todo mundo pra dançar – o que seria bem estranho da parte dela -, sua parte desacelera o tempo da música para encaixar-se em seu universo hipnótico em câmera lenta. É a única parte da música realmente interessante – pena que é quase no fim e que logo acaba.

Mark Ronson 2019: “I’ll try to pass the night away with somebody new”

markronson

Ao convidar Camila Cabello para cantar o terceiro single de seu próximo álbum, “Find U Again”, composto com Mark Ronson, do Tame Impala, o produtor Mark Ronson mostra que não está pra brincadeira.

Seu próximo disco, Late Night Feelings, já teve outros singles apresentados, como “Nothing Breaks Like a Heart”, com Miley Cyrus…

…e a faixa-título, com Lykke Li.

A capa é esta abaixo e vem seguida da ordem das músicas – que ainda trazem outras convidadas do produtor:

late-night-feelings

“Late Night Prelude”
“Late Night Feelings”, com Lykke Li
“Find U Again”, com Camila Cabello
“Pieces of Us”, com King Princess
“Knock Knock Knock”
“Don’t Leave Me Lonely”, com Yebba
“When U Went Away”
“Truth”, com Alicia Keys
“Nothing Breaks Like a Heart”, com Miley Cyrus
“True Blue”
“Why Hide”
“2 AM”
“Spinning”

Late Night Feelings já está em pré-venda – e promete.

Máquina do Tempo: 1° a 31 de dezembro

filth-fury
1° de dezembro – Os Sex Pistols falam “fuck” pela primeira vez na TV, Neil Young é processado pela gravadora por mudar seu som e Kenny G segura uma nota por 45 minutos

jjorgeben70
2 de dezembro – Rod Stewart chega ao topo plagiando Jorge Ben, Bowie lança seu primeiro single e o porco inflável do Pink Floyd escapa

brianepstein
3 de dezembro – Os Beatles conhecem Brian Epstein, é exibido o 1968 Comeback Special de Elvis e Bono recupera seu laptop perdido – com o disco novo do U2

deeppurple
4 de dezembro – Um incêndio inspira a faixa-símbolo do Deep Purple, o Led Zepellin anuncia seu fim e morre Frank Zappa

bobmarley
5 de dezembro – Bob Marley faz show dois dias depois de ser vítima de um atentado, Black Flag lança o primeiro disco e Adele ultrapassa Amy Winehouse

altamont
6 de dezembro – O festival de Altamont encerra os anos 60 de forma trágica, morre Leadbelly e Elvis Costello se casa com Diana Krall

otisredding
7 de dezembro – Otis Redding finaliza sua faixa-símbolo, os Beatles fecham sua Apple Store e Bowie aparece em público pela última vez

sargentelli
8 de dezembro – Nasce Sargentelli, morre John Lennon e o Metallica toca na Antártida

charlie-brown-natal
9 de dezembro – Vince Guaraldi põe jazz na trilha de Charlie Brown, o Chic chega ao topo das paradas e Ozzy sofre um acidente

cbgb
10 de dezembro – A fundação do CBGB’s, a morte de Otis Redding e a queda que quase matou Frank Zappa

velvet-underground-
11 de dezembro – O primeiro show do Velvet Underground, Jerry Lee Lewis casa-se com prima de 13 anos e Mariah Carey leva o ringtone de ouro

thedoors
12 de dezembro – O último show dos Doors, Ace Frehley quase morre eletrocutado num show e Mick Jagger vira Sir

pattismith
13 de dezembro – Patti Smith lança Horses, o semanário inglês Melody Maker acaba e Beyoncé lança um disco-surpresa

clash
14 de dezembro</strong> – O Clash lança London Calling, Os Embalos de Sábado à Noite estreia no cinema e morre Ahmet Ertegun


15 de dezembro – Dr. Dre lança The Chronic, morre Glenn Miller e Taylor Swift chega ao topo com seu 1989


16 de dezembro – O fim do The Who, o hit de Billy Paul e o seguro na língua de Miley Cyrus


17 de dezembro – Elvis Costello é banido do Saturday Night Live, Dylan chega à Inglaterra pela primeira vez e morre Captain Beefheart

keith-richards
18 de dezembro – Nasce Keith Richards, os Beatles iniciam sua última temporada em Hamburgo e Rod Stewart toca para 35 milhões de pessoas

madonna
19 de dezembro – Madonna ultrapassa Coldplay, Lady Gaga, Jay-Z e Kanye West, o roadie de Henry Rollins morre assassinado e Elton John emplaca seu primeiro hit nos EUA

adele
20 de dezembro – Adele chega ao topo de 2012, Joan Baez é presa por protestar contra a guerra e morre Reginaldo Rossi

psy
21 de dezembro – “Gangnam Style” é o primeiro clipe a bater um bilhão de views no YouTube, Elvis se encontra com Nixon e morre Júpiter Maçã

almirante
22 de dezembro – Morre o sambista e pesquisador Almirante, o pensamento vivo de Ronald Reagan em disco e a quase morte de um Motley Crue


23 de dezembro – É inaugurada a rádio pirata mais conhecida da história, Brian Wilson sofre um colapso nervoso e Ice Cube é expulso do N.W.A.


24 de dezembro – O último show dos Sex Pistols na Inglaterra, o primeiro show dos New York Dolls e o Nirvana começa a gravar seu primeiro disco

whitechristmas
25 de dezembro – “White Christmas”, o single mais vendido de todos os tempos volta ao topo das paradas e morrem Dean Martin, James Brown e George Michael


26 de dezembro – Paul McCartney “morre” em um acidente de carro e os Beatles o trocam por um sósia, The Wall chega ao topo das paradas de discos e morre Curtis Mayfield

showboat
27 de dezembro – Show Boat inaugura o musical moderno, Leonard Cohen lança seu primeiro álbum e o Led Zeppelin, seu segundo


28 de dezembro – Dennis Wilson, dos Beach Boys, morre afogado no mar, Elvis Presley toma LSD e um câncer violento mata Lemmy

cassia
29 de dezembro – Morre Cássia Eller, o casal do Jefferson Airplane se separa e Aimee Mann casa-se com Michael Penn

frank-sinatra
30 de dezembro – Sinatra torna-se o primeiro ícone adolescente do mundo, o fim do Emerson Lake & Palmer e George Harrison é esfaqueado

rodstewart
31 de dezembro – Rod Stewart faz o maior show ao ar livre do mundo, o fim do Max’s Kansas City e Paul McCartney torna-se Sir

A nova Miley Cyrus

mileycyrus2017

Culpe a volta do namoro com o ator Liam Hemsworth ou a derrota de Hillary Clinton nas eleições norte-americanas do ano passado, mas o fato é que Miley Cyrus abandonou a persona porra louca que havia encarnado nos últimos anos e voltou a posar de garota bem comportada em seu novo single, “Malibu”:

Em entrevista à Billboard, ela disse ter se retraído para atingir um público maior: “Eu tenho de me perguntar: ‘Como vou fazer uma mudança real? E não apenas pregar para os convertidos? Eu gosto da forma como eu penso agora. Mas os eleitores de Trump também não gostam de como eles pensam? Então tenho de estar aberta à forma que abordo as pessoas com as minhas opiniões. É a única forma de provocar uma mudança de verdade.”

Tudo bem, mas a música é uma merda. Não que a fase twerk fosse boa, mas ela ao menos rendeu a parceria com os Flaming Lips, que foi bom para ambos. Mas será que nesta nova fase ela ainda é amiga de Wayne Coyne? E será que grava algo com sua banda num futuro próximo?

As 75 melhores músicas de 2015: 60) Miley Cyrus + Flaming Lips – “Karen Don’t Be Sad”

60-miley-cyrus

“Don’t let them make the rules”

Os 75 melhores discos de 2015: 50) Miley Cyrus – Miley Cyrus And Her Dead Petz

50-miley

Dois extremos em rota de colisão evitam o pior graças à psicodelia.

Vida Fodona #509: Rejuvenescimento espiritual

vf509

Fui a Brasília, passei pelo Rio e voltei.

Tame Impala – “Nangs”
Miley Cyrus + Flaming Lips – “Karen Don’t Be Sad”
Boogarins – “Avalanche”
Letuce – “Aristoteles Laugh”
BNegão & Os Seletores de Frequência – “Dias da Serpente”
Toro y Moi + Washed Out – “Want”
Modjo – “Lady (Hear Me Tonight)”
Major Lazer + MØ – “Lost”
Boss in Drama + Karol Conká – “Lista VIP”
Weeknd – “Can’t Feel My Face”
Max Romeo – “Chase the Devil”
Sinkane – “Yacha (Peaking Lights Dub Mix)”
Massive Attack – “Group Four”
Guilherme Arantes – “O Melhor Vai Começar”

Vem aqui.

E esse disco da Miley Cyrus com os Flaming Lips?

miley-cyrus-flaming-lips

É uma obra-prima da psicodelia deste século, um senhor golpe de marketing ou as duas coisas? Vale ouvir (e reouvir e reouvir…) pra ver se é possível chegar a alguma conclusão.

2015 tem sido um grande ano pro rock psicodélico, hein.