Hurtmold e Panda Gianfratti no CCSP

hurtmold-panda-ccsp

O sexteto paulistano Hurtmold se encontra com o percussionista pioneiro na improvisação livre no país, Panda Gianfratti, com abertura da noite é de outro músico improvisador, o pianista Philip Somervell, no Centro Cultural São Paulo, a partir das 19h deste sábado (mais informações aqui).

CCSP: Fevereiro de 2019

ccsp-fevereiro-2019

A programação de fevereiro no Centro Cultural São Paulo está quente! Dá uma sacada:

2, às 19h – Young Lights + Oceania, duas bandas indies da nova cena mineira
3, às 18h – Phill Veras, lançando seu disco Alma
7, às 21h – Saulo Duarte, lançando seu disco Avante Delírio
9, às 19h – Hurtmold com o músico Panda Gianfratti e abertura de Philip Somervell
10, às 18h – Magnolia Orquestra, com Bruno Morais e Tika, cantando músicas dos anos 40 e 50
14, às 21h – Síntese e Lucio Maia, juntos no mesmo show
16, às 19h – Maurício Pereira, lançando seu disco Outono no Sudeste
17, às 18h – Mãeana, direto do Rio de Janeiro
21, às 21h – Ava Rocha, lança seu disco Trança com a participação de Tulipa e Gustavo Ruiz
23, às 19h – Karnak apresenta a ópera-rock Nicodemus
24, às 18h – Forgotten Boys, fazendo uma retrospectiva em sua carreira
28, às 21h – Holger e Raça, bandas paulistanas com novos trabalhos

Mais informações lá no site do Centro Cultural São Paulo

Vida Fodona #578: 23 anos do Trabalho Sujo

vf578

23 em quase sete horas.

Red Hot Chili Peppers – “One Hot Minute”
Linguachula – “Língua”
Karnak – “Cala A Boca Menina(o)”
Beck – “Novacane”
DJ Shadow – “What Does Your Soul Look Like, Pt. 4”
Olivia Tremor Control – “Define a Transparent Dream”
Legião Urbana – “Leila”
Blur – “Look Inside America”
Yo La Tengo – “Autumn Sweater”
Grenade – “Rubber Maid Heart”
Chemical Brothers – “Elektrobank”
Radiohead – “Electioneering”
Racionais MCs – “Tô Ouvindo Alguém Me Chamar”
Beastie Boys – “Three MCs and One DJ”
Massive Attack – “Exchange”
Pulp – “This is Hardcore”
Suede – “Everything Will Flow”
Flaming Lips – “The Spark That Bled”
Built to Spill – “Center of the Universe”
Planet Hemp – “12 Com Dezoito”
Mundo Livre S/A – “O Mistério do Samba”
Avalanches – “Since I Left You”
Wado – “Uma Raiz, Uma Flor”
Los Hermanos – “Retrato pra Iaiá”
Playgroup – “Number One”
N*E*R*D – “Run to the Sun”
Casino – “Samba-Dada”
Daft Punk – “Something About Us”
De Leve – “Essa é pros Amigos”
Marcelo D2 – “A Maldição do Samba”
BNegão + Seletores de Frequência – “V.V.”
Gabriel Muzak – “Estética Terceiro Mundo”
Danger Mouse – “My 1st Song”
Outkast – “Roses”
Curumin – “Solidão Gasolina”
Mombojó – “Absorva”
Hurtmold – “Chuva Negra”
Wilco – “At Least That’s What You Said”
Nação Zumbi – “Na Hora De Ir”
Supercordas – “3000 folhas”
Kassin + 2 – “Futurismo”
Gnarls Barkley – “Crazy”
Spoon – “Rhthm & Soul”
National – “Brainy”
Apples in Stereo – “Energy”
Vanguart – “Semáforo”
Benji Hughes – “You Stood Me Up”
Cut Copy – “Hearts on Fire”
Midnight Juggernauts – “Into the Galaxy”
Ladyhawke – “Paris is Burning”
Miami Horror – “Sometimes”
Xx – “Crystalised”
Cidadão Instigado – “Contando Estrelas”
Céu – “Bubuia”
Nina Becker – “Toc Toc”
Tulipa Ruiz – “A Ordem das Árvores”
Breakbot + Irfane – “Baby I’m Yours”
Metronomy – “The Bay”
Washed Out – “Eyes Be Closed”
Destroyer – “Kaputt”
Lana Del Rey – “Video Games”
Rapture – “Miss You”
Chromatics – “Lady”
Sexy Fi – “Looking Asa Sul, Feeling Asa Norte”
Frank Ocean – “Lost”
Poolside – “Harvest Moon”
Sambanzo – “Capadócia”
Arcade Fire – “Porno”
Glue Trip – “Elbow Pain”
My Bloody Valentine – “New You”
Unknown Mortal Orchestra – “So Good at Being in Trouble”
Lorde – “Royals”
Kendrick Lamar – “Bitch Don’t Kill My Vibe”
Sia – “Chandelier”
Criolo + Juçara Marçal – “Fio de Prumo (Padê Onã)”
Bixiga 70 – “100% 13”
Taylor Swift – “Blank Space”
Siba – “O Inimigo Dorme”
Ava Rocha – “Transeunte Coração”
Boogarins – “6000 Dias (Ou Mantra Dos 20 Anos)”
Tame Impala – “Let It Happen (Soulwax Remix)”
Emicida – “Mandume”
Beyoncé – “Formation”
Rihanna – “Needed Me”
Solange – “Cranes in the Sky”
BaianaSystem – “Cigano”
Otto – “Soprei”
Don L – “Eu Não Te Amo”
Flora Matos – “10:45”
Thundercat – “Friend Zone”
Angel Olsen – “Special”
Courtney Barnett – “Need a Little Time”
Stephen Malkmus + The Jicks – “Kite”
Karol Conká – “Fumacê”
Baco Exu do Blues + Tuyo – “Flamingos”
Luiza Lian – “Mira”

17 de 2017: 16) Bicho de 4 Cabeças

162017-bichodequatrocabecas

O encontro da quatro principais bandas independentes de São Paulo foi sem dúvida meu salto mais ousado na curadoria do CCSP este ano. E quando Hurtmold, Bixiga 70, Rakta e Metá Metá estavam todos juntos tocando ao mesmo tempo eu tive a certeza de que tudo é possível. Melhor show nacional que vi este ano – o ano que mais vi shows na vida.

Hurtmold de graça no Centro Cultural São Paulo

hurtmold

O Bicho de Quatro Cabeças vai chegando ao final e sábado é dia do show do Hurtmold no Centro Cultural São Paulo, a partir das 19h, de graça (mais informações aqui).

Bicho de Quatro Cabeças, por Hannah Carvalho

A fotógrafa recifense Hannah Carvalho, do selo PWR, esteve no mítico encontro Bicho de Quatro Cabeças, que reuniu Bixiga 70, Metá Metá, Rakta e Hurtmold num mesmo palco no início do mês, e registrou a apresentação. Separo aqui algumas fotos que ela fez – tem mais no site dela.

Bicho de Quatro Cabeças capturado

bicho-quatro-pirata

A sensação de arrebatamento sônico presenciada por quem esteve no encontro das bandas Rakta, Bixiga 70, Metá Metá e Hurtmold na quinta-feira passada no Centro Cultural São Paulo é impossível de ser registrada. A energia e a intensidade da comunhão musical dos vinte e quatro integrantes que se reuniram em quatro etapas (cada uma regida por uma banda) é algo que ficará apenas nas memórias das centenas de pessoas que circularam pela Sala Adoniran Barbosa naquela já histórica noite de lua cheia. No entanto, é inevitável que surjam os registros deste Bicho de Quatro Cabeças, como os vídeos e fotos que já começaram a aparecer nas redes sociais, e embora eles não capturem o intenso ritual musical daquela noite, dão uma amostra do que ocorreu quando uma vocalista, três disparadores de efeitos, um tecladista, três percussionistas, três bateristas, três baixistas, cinco guitarristas e cinco metais se encontraram naquele momento. E o primeiro destes registros – embora não-oficial – acaba de aparecer, quando o pirateiro Olvécio Estava Lá lançou o que conseguiu capturar dessa noite. Boa viagem.

MetáMetá + Hurtmold + Bixiga70 + Rakta juntos no CCSP

bicho-4

Hoje começa o Bicho de Quatro Cabeças, projeto do Centro Cultural São Paulo dentro da programação do Mês da Cultura Independente que reúne quatro das principais bandas independentes da cidade para um encontro épico. Nesta quinta, as quatro bandas apresentam-se simultaneamente numa apresentação com quatro entradas: às 19h entra o Rakta, às 20h o Metá Metá, às 21h o Hurtmold e às 22h o Bixiga 70. Em cada uma das apresentações, as bandas receberão músicos das outras bandas para uma grande sessão de improviso coletivo. Os ingressos começam a ser distribuídos a partir das 17h e cada pessoa só tem direito a pegar dois ingressos (e escolher a entrada de qual banda quer ver). A ideia é fazer o público circular e ver as apresentações de diferentes ângulos, além de permitir que mais pessoas assistam a essa noite épica. Abaixo, o texto de apresentação que escrevi para o evento e os quatro cartazes feitos pelas próprias bandas (vamos ter cópias impressas destes, mas são poucas, quem chegar cedo leva). Não dê mole, que vai ser histórico!

Que bicho?

Um dos principais formatos musicais do século passado, a banda de rock vem aos poucos perdendo popularidade à medida em que o tempo individualista que vivemos reduz atrações e aglomeramentos culturais a carreiras solo. Há cada vez mais artistas procurando expressar-se individualmente que coletivamente e a formação reduzida em que poucos músicos gerem carreiras inteiras ao redor de um único grupamento parece estar em queda.

No entanto, este é o formato mais ágil e hábil para a autogestão. Dividir tarefas artísticas e profissionais num punhado de pessoas torna a carreira musical mais fácil de ser administrada bem como a estética que parte da troca como pressuposto criativo mais fluida. Este formato é a base deste mercado que chamamos de independente, que existe alheio às grandes gravadoras, às emissoras de rádio ou canais de TV. Ao mesmo tempo em que movimenta-se em um submundo midiático, cria seu universo musical que é tão fácil de ser controlado quanto desafiado. Uma banda é um único animal através do qual várias cabeças conseguem se manifestar de forma coletiva, uma utopia social em forma de projeto artístico.

Reunindo quatro das principais bandas independentes de São Paulo num mesmo projeto, Bicho de Quatro Cabeças é o evento de abertura do Mês da Cultura Independente, realizado pela Secretaria Municipal de Cultural, e mostra que a natureza colaborativa deste formato vai para muito além da estética. Metá Metá, Bixiga 70, Rakta e Hurtmold partem de pressupostos artísticos diversos, de sonoridades completamente distante em alguns casos, mas que fazem sentido mesmo quando contrapostas.

São bandas cujos integrantes passeiam por musicalidades que vão além dos universos de suas bandas, em projetos paralelos que existem principalmente para instigar estas pesquisas sonoras. Do punk rock à música eletrônica, do samba ao free jazz, da poesia a colagens sonoras, do passando por diferentes níveis de improviso e experimentação, por abordagens distintas do formato canção e formações convencionais e inusitadas, o universo destes quase trinta indivíduos se funde primeiro em uma grande sessão de improviso que leva o nome do evento no dia 5 de outubro para depois assistir a apresentações das próprias bandas e de seus projetos paralelos por toda a duração do mês.

Mais informações aqui.

Arte: Mario Cappi (Hurtmold)

Arte: Mario Cappi (Hurtmold)

Arte: Kiko Dinucci (Metá Metá)

Arte: Kiko Dinucci (Metá Metá)

Arte: Rakta

Arte: Rakta

Arte: MZK (Bixiga 70)

Arte: MZK (Bixiga 70)

Bicho de Quatro Cabeças

bicho-de-quatro-cabecas-adoniran-]

O Mês da Cultura Independente realizado pela Secretaria Municipal de Cultura acontece no mês de agosto e o Centro Cultural São Paulo abre as portas para o encontro de quatro das principais bandas independentes da cidade. O evento Bicho de Quatro Cabeças reúne Rakta, Hurtmold, Bixiga 70 e Metá Metá durante o mês no CCSP, trazendo apresentações dos quatro grupos, de seus projetos paralelos e um grande evento que reunirá os quatro simultaneamente. Eu falei com a Roberta Martinelli sobre este experimento, cuja descrição e programação seguem abaixo e nas redes do Centro Cultural São Paulo.

Bicho de Quatro Cabeças

Quatro das principais bandas independentes de São Paulo, Rakta, Bixiga 70, Metá Metá e Hurtmold em atividade têm vários pontos em comum que tornam suas carreiras semelhantes, embora cada uma delas busque uma sonoridade completamente diversa umas das outras. Em comum, elas têm o fato de que, além de prezarem pela própria sonoridade em detrimento de qualquer aspiração comercial, também gerenciarem as próprias carreiras, terem projetos paralelos, transitarem entre diferentes públicos e artistas e serem autossusentáveis.

Bicho de Quatro Cabeças é o encontro entre estas quatro bandas e seus públicos no Centro Cultural São Paulo e acontece durante todo o Mês da Cultura Independente, em outubro de 2017. O evento começa com uma grande apresentação em quatro entradas em que integrantes das quatro bandas realizam uma sessão de improviso inédita, trocando de formações e cada hora indo para uma direção musical. Serão quatro entradas que permitem a troca de públicos durante estas entradas – e quem ficar de fora pode acompanhar as outras entradas através de um telão afixado na área externa da Sala Adoniran Barbosa.

O evento também conta com shows das bandas separadamente, além de apresentações que reúnem diferentes projetos paralelos dos quatro coletivos, permitindo inclusive novas colaborações entre integrantes dos diferentes projetos definidos durante o percurso. O evento terá também quatro pôsteres produzidos pelas próprias bandas, que também são responsáveis pela comunicação visual dos próprios trabalhos.

Todas as atrações são gratuitas.

5.10 – Bicho de Quatro Cabeças
6.10 – Acavernus / Carla Borega
8.10 – Rakta
13.10 – A Espetacular Charanga do França
14.10 – Metá Metá
15.10 – Anganga / MdM Duo
19.10 – Décio & Held / Sambas do Absurdo
20.10 – Atonito / Sambanzo
22.10 – Kiko Dinucci / Plim
26.10 – Naxxtro / Bode Holofonico
27.10 – Corte / M. Takara
28.10 – Hurtmold
29.10 – Bixiga 70

Hurtmold no CCSP

hurtmold-ccsp

A principal atração musical deste fim de semana no Centro Cultural São Paulo é a apresentação do Hurtmold, tradicional banda paulistana de rock instrumental, que divide o palco com o novo projeto do Farofa, ex-vocalista do Garage Fuzz, o Acruz Sesper Trio, que lançou o clipe para a música “Modern Affair” esta semana. O show começa pontualmente às sete e você encontra mais informações sobre a noite aqui.

Bem legal.