A reinvenção de Toro y Moi

ChazBundickMeetsTheMattson2_StarStuff

Chaz Bundick deixa o pseudônimo Toro y Moi em segundo plano e assume o próprio nome em novo projeto, um disco gravado ao lado dos irmãos Jared e Jonathan Mattson, que atendem por Mattson 2. É a primeira vez em que ele coloca o próprio nome num álbum, depois de anos brincando com pseudônimos como Toro y Moi (seu projeto de quarto que virou uma banda), ,Les Sins e Sides of Chaz, além de fazer remixes para outros artistas. “Star Stuff”, faixa-título do disco que já está em pré-venda e será lançado no final de março, segue o mesmo clima de funkzinho alto astral característico de seu projeto original.

Você pode gostar...

3 Resultados

  1. Finalmente ele corrigiu a rota. Passei batido por tudo que ele lançou a partir de 2011 porque começou a soar repetitivo demais. Talentoso ele é. Isso aí tá joia.

    • Alexandre Matias disse:

      Mas tu parou de ouvir o cara justamente quando ele começou a ir pro funk? Pega os discos deste período, são todos bons.

  2. Então, eu ouvi alguns discos posteriores. Antes disso, gostei do segundo álbum (“Underneath The Pine”) e mais ainda do EP que ele lançou logo em seguida (“Freaking Out”, onde ele apontou os sintetizadores pro electro-funk de gente como Mantronix e Cameo ), mas dali pra frente ele me soa como se tivesse perdido o foco (sabe-se lá que foco é esse), porque até indie rock ele tentou (o fraquinho “What For?”). Aí, deixei de lado. Mas esse projetim novo aí me interessou.