Por que as pessoas odeiam tantos os fãs dos Los Hermanos?

Lorena Calabria investiga este fenômeno moderno

Sexta feira passada, Espaço da Américas, a turnê Los Hermanos chega a São Paulo. Cerca de 8 mil pessoas na plateia. O show começa e, adivinha, começa o karaokê coletivo.

Esperei um pouco e fui furando a multidão. Ninguém dificultou, passei tranquila e fiquei bem no miolo. Ao lado, quatro amigas cantavam se olhando no olho. Dois casais abraçadinhos. Um menina chorava. Três amigos gritavam todas as letras. Esses, confesso, quase me fizeram mudar de lugar.

Um momento do show me chamou atenção em especial: o coro final de “Conversa de Botas batidas”. 8 mil pessoas na plateia cantando sem aumentar o tom. Tão certinho, como se fosse ensaiado. É bonito. Como o som crescente da torcida na hora do gol.

Aquela felicidade coletiva deve irritar também. Como essas pessoas podem delirar por uma banda que nem tá mais na ativa? Talvez seja isso: saber que pode ser a última chance de ver Los Hermanos ao vivo provoca uma comoção maior.

Lembrei dos outros shows que vi no mesmo Espaço das Américas: Morrissey e Noel Gallagher. Na boa, os fãs mais ardorosos dos gringos se comportam do mesmo modo que os do LH. Qualquer fã, de qualquer bandinha, se comporta assim.

Continua lá no blog dela

Você pode gostar...

Sem Resultados

  1. Paulo Diógenes disse:

    Poizé, acho que a histeria é que enche o saco mesmo. Fui no show do los hermanos abrindo pro radiohead no rio e, no show de ambas as bandas, tinha sempre os histéricos berrando e se descabelando por qualquer coisa. Eu ADORO radiohead, mas acho muito tosca histeria tipo fã da xuxa. Não que haja muita coisa errada nisso, neguinho tem o direito de se descabelar e soltar a franga (catarse???), só não combina mesmo com minha personalidade, acho… Prefiro um aplauso aqui, um grito acolá (quando toca “aquele” som) e tals… Mas histeria é foda…

  2. Gente, acho um saco essa histeria coletiva! Ainda mais pelo fato de o Los Hermanos não ser uma banda que, digamos, lota nenhum estádio! Acho que eles são muito ‘certinhos’, querem soar ‘indie’ sem ser, não tem a rebeldia que toda banda de rock precisa! Até os Strokes, que soam indies, têm um certo lado de rebeldia! O LH, acham que a ‘poesia’ basta! Acho muita calmaria no som deles, e ao mesmo tempo, os fãs histércos os vêem como a redenção, a salvação do rock nacional! Acho muito pretensioso! Nem de longe eles se mostram suficientemente competentes para “salvar” o rock. E o fato de poder ser a última aparição deles, não é motivo para tanto alarde, já que a banda não é nenhum Rolling Stones. Pode ser uma comparação meio absurda, e é, mas acho que cabe a analogia nesse caso. Muita gente poderá dizer: “gosto não se discute”. Mas eu acho que se discute, sim!

  3. joana barata disse:

    sempre que leio essas resenhas só me lembro dessa “fabula do adolar:
    http://adolargangorra.blogspot.com.br/2008/11/como-me-fudi-no-show-do-los-hermanos.html
    acho a descricao mais perfeita (pelo menos ha 10 anos atras, quando eu ainda ia aos shows deles)

  4. Gederson disse:

    Comentei um dia desses no twitter a mesma coisa. Até gosto do som dos Los Hermanos, mas o fãs são um saco. Como são os fãs de qualquer outra banda. E na maioria os mais malas são de bandas que eu acho um saco.

  5. Jolly disse:

    Acho que as pessoas odeiam os fãs dos Los Hermandos por outros motivos. Mas meu, se vc quer ouvir o cara cantando direitinho, escuta no CD. É como ir ao cinema e querer que as pessoas fiquem quietas. Se é assim, assiste em casa, cacete!

  6. Marcelo disse:

    É tipo fã do Legião Urbana.

  7. Carlos Meneghetti disse:

    Tem que ir no show dos caras e ficar com cara de intelectual com uma abobrinha na bunda? é isso?

  8. Tainá disse:

    Cara, odeio os fãs do Legião Urbana e o odeio os fãs dos LH, mas no show da Amy Winehouse, me comportei como um deles! hahahaha 🙂

  9. Paulo Diógenes disse:

    Carlos, faça como preferir… De repente, cara de intelectual e abobrinha no cu te caem bem….

  10. Yan disse:

    Haters gonna hate como sempre.

  11. arlen disse:

    preconceito grande ai, parece coisa de branco preto, hetero e homo e por ai vai. Cada um curte como quer, respeitando os outros, não o gosto dos outros. Ruim é ir num show e ter pessoas conversando sobre outras coisas, alto, interferindo no show, se tem alguém cantando desafinado paciência, a pessoa tá curtindo e todo mundo tem direito de desafinar, até porque tem muito cara cantando desafinado e ganhando dinheiro com shows por ae.

  12. Cassiano disse:

    O texto da Lorena gerou mais repercussão aqui do que no próprio blog dela. Que é ótimo, um texto melhor que o outro. Só falta prestarem a devida atenção.