Planeta Terra x Maquinária

E aí, já definiu pra qual dos dois festivais você vai? Planeta Terra ou Maquinária?

Eu já: vou pro Planeta Terra. Primeiro porque o festival vem provando há duas edições que dá pra fazer um festival decente, cobrando um único preço razoável para assistir a várias atrações na mesma e única noite. Segundo porque estou curioso pra saber como fazer funcionar um festival no Playcenter às vésperas do renascimento da Barra Funda. O bairro está passando por uma evolução imobiliária de larga escala e é questão de anos para vermos aquela região dos galpões transformar-se em um dos melhores lugares de São Paulo. E terceiro porque mesmo sem fechar as atrações principais (por enquanto, além do Maximo Park, do Metronomy e do Primal Scream, a especulação caía sobre a possibilidade de trazer Neil Young – imagina… -, Snow Patrol ou Sonic Youth – e acho que essa última leva), o festival ainda me parece mais interessante do que o Maquinária.

Esse, por sua vez, me parece acumular defeitos – quase todos vindo pela via pessoal. Não estou entre as viúvas do Faith No More, muito menos das do Jane’s Addiction, dois shows facilmente perdíveis (embora esteja cogitando pegar o FNM em outra praça), mas um festival que inclui estas duas bandas e ainda adiciona o Evanescence à mistura me parece o oposto de uma boa noite. Junte isso ao fato do evento acontecer na mesma Chácara do Jóquei que viu o fiasco de produção pós-show do Radiohead esse ano e já tenho ingredientes para deixá-lo fora da minha mira.

Há quem diga que um dos festivais vai dar com os burros n’água. Exagero. São Paulo é uma cidade grande o suficiente para comportar dois – ou mais – eventos de tais proporções no mesmo dia. Fora que eu acho que, além de não competir diretamente, os dois festivais ajudam a fazer uma separação que não diz respeito especificamente a gênero musical ou a faixa etária, mas a uma combinação dos dois misturada com o momento atual do pop no Brasil.

Não são dois festivais de música pop e pronto. Um soa mais pesado e tem apelo mais juvenil, o outro soa mais indie e tem um enfoque um pouco mais adulto. O problema é que, no Brasil, não existe a possibilidade de se encarar música pop e idade adulta ao mesmo tempo. Aqui ou você gosta da Alta Cultura ou é apenas um moleque. É uma piada de mau gosto que faz com que aconteça alguns absurdos que já nos acostumamos: a ausência de uma revista de música num país essencialmente musical, a insistência de artistas juvenis de outrora em continuar insistindo no mesmo hit do passado, a existência da MPB como gênero musical (e chancela instantânea de bom gosto), o melhor da cultura brasileira dos últimos 30, 40 anos sendo tratado como descartável e passageiro, até ser descoberto por algum gringo desavisado.

E você, vai em qual dos dois?

Você pode gostar...

20 Resultados

  1. Carlos Magno aka Carlitos disse:

    Fala Matias…Depois da confirmação do Sonic Youth nessa manhã de sábado,fiquei muito tentado em vê-los pela segunda vez, já que na época do Claro Que É Rock, não era um grande fã da banda.
    Mas depois dessa confirmação e de saber que existe a possibilidade da vinda do grande Deus – o Neil Young – já tenho mais que decretado.

    Planeta Terra,ai vou eu!!!heheeh
    Abraços e uma ótima semana de descanso!

  2. Daniel disse:

    Mandou bem nas colocações finais.

    Mas tenho minhas dúvidas sobre o sucesso de ambos os eventos.
    []’s

  3. Matias, existe mesmo essa possibilidade do Neil Young?

    Reunir Primal Scream, Sonic Youth e Neil Young – apenas o artista do rock com a melhor carreira da história – seria demais num dia só!

  4. flávia d. disse:

    é terra na cabeça, ainda mais se confirmarem mesmo o neilzão!!!

  5. lalai disse:

    terra com certeza..

  6. AceVentura disse:

    Nenhum dos dois, eu procuro ir mesmo, em festivais nacionais e principalmente em SC, pena que este ano, não terá o melhor dos festivais, o Tschumistock, falta de patrocínio é foda mesmo.

  7. acho q vc mandou mal nesse post ae.
    os porquês eu mando depois, agora eu não estou afim.

    ABRAS

  8. zenzi disse:

    o sonic youth confirmou a vinda pelo twitter, já estou de passagens compradas pra ir pro planeta terra.

  9. pablo fantoni disse:

    amigos …..

    fico feliz em saber que temos pessoas que entendem, e escrevem bem sobre música e comportamento !
    sou o diretor artistico do Planeeta Terra e não por isso (vcs favoráveis) achei a matéria interessante, pois pra mim tb existe espaço pros dois festivais e eles tem DNAs distintos !!

    parabéns …. passarei mais por aqui !

    abx

  10. Rodolfo disse:

    Nao vou em nenhum dos dois. As pessoas reclamam reclamam dos festivais: precos abusivos, tratamentos abusivos, que pegarma o moleque fumando maconha, etc etc..
    mas na hora do proximo festivalzinho de bandas hypes, todo mundo ta la de novo pra falar que é moderninho.
    Cada publico tem o tratamento que merece mesmo.

  11. Strato disse:

    Cara, é ridícula essa dissociação, assim como o fato de dois festivas bacanas acontecerem no mesmo dia e na mesma cidade, considerando-se um ano pobre de grandes eventos musicais. Porra, vamos fazer festivais em dias de micareta, de marcha pra cristo. Mas, porra, fazer essa distinção entre públicos-alvo tendo em vista a apreciação musical é definitivamente empobrecedor pra formação de público. VAMOS NEGOCIAR E TROCAR A DATA DE UM DOS FESTIVAIS, PORRA! EU QUERO IR NOS DOIS FESTIVAS!!

  12. Bruno disse:

    po matias, dizer que o terra é pra adultos e o maquinaria é juvenil é de chutar os bagos hein?
    voce nao gostar de coisas “mais pesadas” tudo bem. agora , o terra ta com uma programacao “indie 20 anos de idade” , salvo o sonic youth e primal scream, que ja estiveram no Brasil (o sonic youth é a terceira vez… ta quase um mudhoney) e faz sentido , ja que os fas de ting ting e maximo park provavelmente nao estavam nem no claro de 2005 ,e outra, sao tao 90s quanto faith no more e janes addiction. Esse papo de musica de adulto é coisa de velho querendo andar com jovem. Confesso que gostaria de ir nos dois e acho muito ruim o ano ter 365 dias e conseguirem colocar dois festivais fodas no mesmo dia.

  13. Tiago Carandina disse:

    Pô, Mathias, meu querildo!

    Não concordo com sua visão “indies adultos” e ” rock juvenil” do outro. Pelo contrário, a maioria das pessoas que conheço, faixa etária acima dos 25 está comprando ingressos para o Maquinaria. Se a recordação da juventude foi a sua associação, ok.
    Do outro lado, meus amigos mais novos, que nunca viram Primal Scream e SY, estão muito tendenciosos ao PT.

    Como produtor de shows, tenho certeza que nenhum dos produtores de ambos os festivais queriam este choque de datas.

    Se puder, viajarei pra outra cidade e não perderei nenhum dos shows – dificil, mas não custa tentar.

  14. Aldael disse:

    Concordo totalmente com você
    inclusive no que diz respeito ao público.
    Pelas ex-bandas que tocarão no Maquinaria, cheias de pose e idade, só vai ter moleque que ainda não teve tempo de explorar um pouco mais o universo rock e ouve os primeiros caras feios, de preto e tocando guitarras pesadas (aquela idéia de rock existente a decadas). Salvo esses, pode pintar por lá também adultos saudosistas e de cabeça mais fechada pro novo rock.
    E ah: que idéia foi essa de chamar Evanescence??? Só pra provar o que você disse aí com relação ao público?

    Planeta Terra eu vou!!

  15. Pizzariadofelix disse:

    1) Evanescence é no segundo dia do festival do Maquinaria
    2) A molecada que vai no Planeta Terra, Ting Tings, Maximo Park, essas outras bandinhas indies, coisa de ultrajovem alternativo.
    3) Faith No More rula tudo, se você não gosta, paciência, mas a maioria é das antigas, porque o auge foi no começo dos anos 90.
    4) Chácara do Jockey fede, o preço da pista vip do Maquinária é absurdo, desejo que os organizadores de tal festival se fodam e enfiem o dinheiro no

  16. Carlos disse:

    Desde quando as merdas indies como Ting Tings sao “Alta Cultura”
    Pelo amor de deus ! Vai estudar musica senhor jornalista ! PQP !

  17. Soh se vc aprender primeiro a interpretar texto – e perceber q eu nao tava mais nem falando sobre os festivais…

  18. zeduardo disse:

    ceis tem tempo mesmo pra ficar cacarejando aqui

  19. thiago disse:

    Meu, desculpa ai, mais o Show do faith e do jane`s facil mente perdivel foi foda! Quem foi na sua dançou ao som de igg pop, mais pop… porém perdeu um dos melhores show do ano se nao o melhor! Mais com certeza eram shows para publicos diferente!

  20. Lucas M disse:

    Pro nego dai de cima (Thiago)…
    CALA SUA BOCA… querer comparar uma lenda viva como o Iggy Pop com o FNM… pra puta que pariu né… vai aprender sobre musica explorar um pouco mais o rock n roll e acabar com essa mulecagem… Iggy Pop mais pop??? Num fala merda… ouvimos puro Raw Power… com direito a classicos mto bem feitos nipe Search And Destroy… Só quem subiu no palco e cantou Gimme Danger e Looser de la de cima sabe o qto foi foda…
    Fora o primal scream e o sonic youth piração total… pura psicodelia… sem palavras FODA