Pecado original

mordidanaapple.jpg

Que o RZA se garante, ninguém duvida (fez trilha sonora prum filme do Tarantino e pro Afro Samurai, dispensou atuar num filme do Scorsese por causa da agenda cheia, atuou num filme do Jim Jamursch ao lado do Bill Murray, é broder do Dave Chappelle). Mas o cara teve a manha de entrar pra história com estilo – é do Wu-Tang Clan o título de primeiro sample autorizado pelos Beatles a aparecer num disco. A idéia original era chamar o John Frusciante, do Red Hot (segunda a MTV brasileira, “a banda internacional de 2007”), e o filho de George Harrison, o Dhani, numa música que utilizava a base de “While My Guitar Gently Weeps”, uma das quatro do George no Álbum Branco. Mas Dhani e a Erykah Badu deram uma mão, segundo o grupo admite em seu blog no MySpace. A notícia fez com que o disco do grupo, o primeiro desde Iron Flag de 2001, adiasse o lançamento do próximo álbum, 8 Diagrams, em um mês – e agora ele sai no começo de dezembro, não em novembro, como anunciado antes. E a faixa em questão, “My People Gently Weeping”, sim, contará com o Frusciante e o Dhani, mesmo com o sample.

A briga dos Beatles com quem os sampleia é velha e acompanha a história do grupo. Os casos mais clássicos são dos Beatles tretando com o Steve Jobs pelo uso da maçã como símbolo de uma empresa (um acordo que teve de ser revisto algumas vezes, porque a primeira vez que ele foi fechado, a empresa do Jobs garantia que não iria se envolver com música – veja você as voltas que o mundo dá) e, claro, dos Beatles processando o Dangermouse quando ele fez o Grey Album. Aliás, falando nisso: agora pode?

Você pode gostar...