Pavement x Smashing Pumpkins

Out on tour with the Smashing Pumpkins
Nature kids, i, they don’t have no function
I don’t understand what they mean
And i could really give a FUCK.

E o Terra 2010 revive o clássico embate dos anos 90 entre Pavement e Smashing Pumpkins, quando o primeiro citou o segundo na letra de “Range Life” citada acima. Stephen Malkmus, vocalista do Pavement e autor da letra, disse que só citou a banda como se fosse um velho falando de uma banda nova de rock, que não tinha intenção de brigar com a banda de Billy Corgan, mas Corgan não gostou da brincadeira e até ameaçou abandonar um Lollapalooza (o de 94, acho, quando eles eram o principal nome do festival e, acreditem, “o novo Nirvana”) caso o Pavement fosse escolhido para tocar no evento. Numa entrevista ao OregonLive há dois anos, Malkmus comentou o caso, que parece aporrinhar Billy Corgan até hoje:

I read that Billy Corgan is still ticked off that you dissed him 13 years ago with “Range Life.”
It was a tribute to their (Smashing Pumpkins) relevance at that time. It was like reading the headlines. I don’t think he should be that upset. It’s a backhanded compliment. They were significant. They made some good songs in their time.

Mas, fora essas bobagens, os Pumpkins têm uma chance de fazer um show fodaço caso assuma que é praticamente um show revival e que os fãs não querem ouvir as músicas novas. Porque se eles tocarem só as boas, vai ser fodaço também…

Você pode gostar...

Sem Resultados

  1. Bruno disse:

    muito bem lembrado! MAS essa semana mesmo o Billy Corgan brincou com esse caso, fez mímica imitando um “fantoche” como se estivesse enforcando “the guy from pavement”, durante um show FODASSO no terminal 5 em New York… aliás não tem nada do “gish” mas o setlist está muito bom, inclusive com boas músicas novas… eles passaram 10 anos sendo um lixo sim, mas agora a formação atual do Smashing Pumpkins é a melhor desde a original… abs!

  2. ulisses disse:

    é, e só de pensar que se não fosse pela ganancia da caroline records seria o drop nineteens aí…

  3. Jigu disse:

    Como comentei no Twitter, é o conflito final, o alt-ragnarök 😛

  4. Pra mim nao tem nem comparação. Principalmente se for levar em conta o momento atual das bandas, uma é o Pavement outra é a banda do Billy Corgan, da ate pena…

  5. Pablo Rezende disse:

    Billy Corgan é xiliquento.

  6. gustavo cortazzo disse:

    só que o pavement é infinitamente melhor q smashing pumpkins….. (se é que tivesse compraração)

  7. Luiz disse:

    Os Pumpkins estão cada vez melhores e a nova formação anda fazendo muito barulho.

    Diferente do Pavement, Billy Corgan reviveu a banda para fazer música nova, não viver do caça-níquel ou do saudosismo dos fãs. Pavement nunca foi uma banda boa, menos ainda relevante, e Malkmus volta com sua banda (também) sem membros originais e apenas para tocar ao vivo músicas antigas. Aí está a diferença entre os 2, é muito mais fácil você aceitar e preencher o desejo dos fãs quando você recebe em troca um cheque gordo, difícil é você tentar seguir em frente sem se prender a nostalgia.

    Pumpkins foram revividos para serem uma banda dos anos 00 e 10, não para fazerem um tributo ao que foram nos anos 90. Pavement foi revivido para arrecadar moedas daqueles que querem o caminho mais fácil e ouvir só suas músicas preferidas.

    Tirando isso, o setlist dos pumpkins está bem equilibrado. Grandes hits, como Today, Cherub Rock, Tonight Tonight, Ava Adore estão sendo tocados, junto com alguns b-sides e músicas preferidas de alguns fãs mais hardcore, como Eye, Hummer e Drown, sem deixar de lado as músicas novas, tanto do Zeitgeist quanto do novo projeto Teargarden by Kaleidyscope.

    Acho que assim, agradará bastante a maior parte das pessoas, mesmo sendo difícil, tendo em vista o longo catálogo de músicas que os pumpkins têm.

  8. gustavo cortazzo disse:

    smashing pumpkins é bonzinho, até…. mas é muito “mais do mesmo”… igual a um monte de coisa que a gente já cansou de ouvir…. medíocre e banal.

    pavement é original, criativo….
    independentemente se voltaram apenas para ganhar grana, enquanto estavam na ativa, fizeram coisas excelentes…. stephen malkmus continua fazendo coisas ótimas em sua carreira solo…

    Luiz, vc precisa comer muito arroz-feijão ainda….
    não sabe nada de música….

  1. 29/07/2010

    […] esse papo que eu falei é sério: os caras tocaram “Disarm” seis vezes nesse ano e “1979″ só duas vezes, […]

  2. 17/11/2010

    […] brabo. Pra quem tá por fora da “batalha das bandas”, escrevi sobre isso há um tempo. « Oh não! Disco novo do Girl Talk! | 4:20 » Por Alexandre Matias às 0:47 | | […]