On the run #148: Jonny Greenwood and London Contemporary Orchestra @ Boiler Room

greenwood-lco

O guitarrista do Radiohead, Jonny Greenwood, segue sua missão de tornar a música erudita mais acessível, rompendo as barreiras entre o clássico e o popular (como eram as coisas antes da música gravada). Desta vez ele topou gravar um episódio do programa Boiler Room – dedicado a sets de DJs e produtores transmitidos ao vivo via internet – com solistas da London Contemporary Orchestra, interpretando composições próprias e outras obras de Messiaen, Steve Reich, Edmund Finnis e Ysaÿe durante a apresentação no Albert Hall de Manchester, na Inglaterra. Ao contrário da maioria das apresentações erudita, o público foi convidado a trocar de lugares durante a apresentação, bater palmas, conversar e até mesmo usar seus celulares (especificamente em “Self Portrait with Seven Fingers” do próprio Jonny) – justamente para romper a aura de sofisticação que hoje repousa sobre a música clássica. “Quando ela se tornou clássica, já não era mais popular. Ao mesmo tempo, as atitudes em relação a ela mudaram: você não pode tossir, você tem de estar sempre no mesmo assento. Isso é bem diferente de como eram as apresentações do passado. Nelas, as pessoas gritavam e a música de câmera era apresentada em bares, com as pessoas bebendo e batendo palmas mesmo antes do final”, conta o cofundador da LCO, Robert Ames. É uma apresentação de tirar o fôlego – mas não do jeito que estamos acostumados…

Jonny Greenwood – “Prospectors Arrive” (da trilha de Sangue Negro)
Jonny Greenwood – “There Will Be Blood” (da trilha de Sangue Negro)
Messiaen – “Vocalise-Étude”
Michael Gordon – “Industry”
Jonny Greenwood – “Self-Portrait with Seven Fingers”
Steve Reich – “Electric Counterpoint”
Jonny Greenwood – “Application 45 Version 1” (da trilha de O Mestre)
Jonny Greenwood – “Miniature”
Edmund Finnis – “Brother”
Jonny Greenwood – “”Sweetness of Freddie” (da trilha de O Mestre)
Ysaÿe – “Sonata No.2: I. Obsession ”
Jonny Greenwood – “Loop”

Você pode gostar...

1 Resultado

  1. 08/03/2015

    […] lembrar que, além do disco novo do Radiohead, Greenwood ainda encontra tempo pra trabalhar com a London Contemporary Orchestra e fazer trilhas pro amigo Paul Thomas […]