O que já se sabe sobre o novo Episódio de Guerra nas Estrelas

luke-r2

Reuni as informações que já saíram sobre o próximo filme do Guerra nas Estrelas lá no meu blog do UOL: http://matias.blogosfera.uol.com.br/2015/04/21/tudo-que-ja-sabemos-sobre-o-novo-episodio-vii-de-guerra-nas-estrelas/

luke-skywalker

Desde a súbita aparição do segundo teaser do Episódio VII de Guerra nas Estrelas na quinta-feira passada à confirmação do roteiro, título e data de lançamento de um novo filme da saga que não está na nova trilogia, no domingo, aprendemos uma série de novidades sobre o que esperar dos próximos capítulos da saga idealizada por George Lucas. A convenção Star Wars Celebration, que aconteceu durante o fim de semana na cidade de Anaheim, na Califórnia, trouxe uma série de novidades sobre o futuro dos filmes.

Sabemos que, como a trilogia original, a nova também deve basear-se em um trio de personagens: o ex-Stormtrooper Finn (vivido pelo inglês John Boyega), a catadora de lixo Rey (vivida pela inglesa Daisy Ridley) e o piloto Poe Dameron (vivido pelo norte-americano Oscar Isaac). Reunindo as poucas imagens e informações que foram reveladas sobre o início do filme, o Episódio VII deve começar em um novo planeta chamado Jakku (“vodu é pra jacu”, já nos dizia o Picapau). Deserto como Tatooine, o novo cenário é onde estão os dois enormes cruzadores abatidos revelados no teaser mais recente. Sim, são dois: o que vemos no início do trailer caiu com casco para baixo, enquanto o segundo, que aparece mais ao final, se você reparar está virado com o casco para cima.

Uma cena do novo teaser também mostra um TIE fighter, o caça do Império, atirando contra Stormtroopers, os guardas do mesmo Império. Tudo indica que essa cena está bem no início do filme e pode estar ligada ao fato de que quem pilota o caça TIE é Finn, que apareceu vestido como Stormtrooper, desorientado no deserto no primeiro teaser, lançado ainda no ano passado. Alguma coisa aconteceu com Finn que ele optou por desertar a guarda imperial, roubando um caça e fugindo para longe do Império. De alguma forma seu caça cai no novo planeta e ele encontra-se com Rey, que parece viver coletando sucata das naves imperiais caídas em seu planeta.

Há uma forte especulação que Rey seja não apenas a verdadeira protagonista da nova série, como também a descendente dos Skywalker, que carrega a Força em sua genética. Talvez como Luke Skywalker no Episódio IV, ela não saiba nada sobre sua nobre descendência e tenha passado o início da vida se virando por conta própria. O novo Episódo mostraria como ela descobre que pode ser uma Jedi, ao mesmo tempo que poderia iniciar um romance com Finn… ou Poe.

dameron

Poe Dameron é o piloto que grita a bordo de uma nave no novo teaser. Oscar Isaac, protagonista do filme mais recente dos irmãos Coen (Inside Llewyn Davis: Balada de um Homem Comum), vive o que parece ser o equivalente de Han Solo nos próximos três filmes. Dameron foi apresentado na convenção do fim de semana descrito por seu próprio ator como sendo “o melhor piloto da galáxia”, o que poderia indicar que o “estamos em casa” dito por Han Solo (Harrison Ford) no final do teaser esteja mais relacionado ao fim de sua aposentadoria do que a chegada em algum planeta (como seu próprio planeta-natal, Corellia) ou à Falcão Milênio. Repare que quando Han Solo e Chewbacca aparecem, eles estão de armas em mãos, prontos para atirar, mesmo que Han sorria como se nada estivesse ocorrendo (típico dele, aliás). Algo aconteceu e o nosso querido Han felizmente saiu de sua reclusão como um velho caubói e possivelmente vai se incomodar ao saber quem alguém lhe tirou o título de melhor piloto por aquelas bandas.

han-solo-chewbacca

Luke Skywalker (Mark Hammill) também parece ter sumido de cena, o que explicaria o fato de sua mão biônica, colocada no lugar da que foi decepada no clássico duelo em que Darth Vader revelou ser seu pai, estar sem a pele artificial exibida em todo o Episódio VI.

first-order

A celebração ao final do Retorno de Jedi também não significou o fim do Império. A queda de Darth Vader e do Imperador Palpatine foram uma importante vitória, mas não derrubou a força política que dominava as galáxias. Agora rebatizado de Primeira Ordem, o novo Império apresenta uma nova insígnia e novo desenho tanto para suas naves quanto para os Stormtroppers. A Aliança Rebelde também mudou de nome e agora chama-se Resistência, embora não haja a menor notícia sobre o que poderia ter causado as duas mudanças de nomenclatura.

kylo-ren

O vilão do sabre de luz em cruz que apareceu no primeiro teaser é mostrado de frente neste teaser mais recente. Kylo Ren a princípio foi especulado como sendo um mero caçador de recompensas (o que explicaria o capacete de Darth Vader mostrado no teaser mais recente), mas quando o novo vilão olha para a câmera, ele ergue sua mão como se pudesse usar a Força. Talvez ele não seja apenas um mercenário e sim um sobrevivente da dinastia Sith.

O sabre de luz que vemos trocando de mãos no teaser mais recente é o mesmo que despencou junto com a mão de Luke na melhor cena do Episódio V e poderia ser um dos motivos da aventura ser retomada naquele momento específico. Aparentemente são duas mulheres que trocam a arma: uma delas seria a Princesa Leia (Carrie Fischer) e a outra poderia ser Ren, se não fosse o fato de que nenhuma das duas parece estar usando o traje de Ren nas cenas que já foram exibidas, o que indicaria a participação de uma terceira personagem feminina.

O novo filme ocorre cerca de 30 anos após os acontecimentos de Retorno de Jedi e é meticuloso ao basear-se em detalhes específicos da trilogia favorita dos fãs para que eles sobrevivam e façam sentido nos novos filmes.

Além do Episódio VII, que estreia em todo o mundo no próximo mês de dezembro, a saga ainda terá um novo filme, parte de uma nova série de aventuras chamada Star Wars Anthology. No primeiro destes filmes, Rogue One, que estreará no primeiro semestre do ano que vem, acompanharemos a Aliança Rebelde se infiltrando na Estrela da Morte para roubar os segredos militares da principal arma do Império, em acontecimentos que ocorreriam antes do Episódio IV, que nos apresenta a Luke Skywalker. Mas este seria apenas o primeiro filme de uma série que poderia mostrar vários outros personagens da série clássica em contextos passados ou futuros: a adolescência de Han Solo, o treinamento de Yoda, o destino de Bobba Fett, batalhas específicas das Guerras Clônicas, etc.

Star Wars Celebration também nos apresentou ao Grupo de História, da Lucasfilm, uma divisão criada inteiramente para manter a coesão entre os diferentes aspectos de toda a saga, criando coesão entre filmes, games, livros, quadrinhos, séries de TV (é…) e desenhos animados. A partir disso não é difícil imaginar que além dos quatro filmes já anunciados (os próximos três Episódios e o primeiro Anthology), o time montado por George Lucas já está cogitando um assalto aos cinemas em longo prazo, que pode incluir novos formatos e títulos, como Marvel, DC e tantos outros produtores de conteúdo vêm fazendo – expandindo seu universo para que ele faça sentido em todas as plataformas possíveis.

Aquela história de transmídia que eu vinha falando…

Você pode gostar...