O nono disco do Radiohead já está entre nós

radiohead-moon-pool

O novo disco do Radiohead chama-se A Moon Shaped Pool e já está disponível para donwload – desta vez pago através do site da banda. O grupo lançou o disco em quatro versões diferentes: além da versão digital, ainda há a versão em CD, a em vinil e uma versão de acabamento luxuoso inspirada nos discos de cera de 78 rotações armazenados na biblioteca francesa La Fabrique, com dois 12 polegadas com a íntegra do novo disco, dois CDs, um com o disco e outro com duas músicas extras, encarte com 32 páginas e um pedaço de fita incluindo um trecho de uma gravação original do grupo desde o disco Kid A.

radiohead-special

Como o disco anterior, The King of Limbs, A Moon Shaped Pool traz algumas músicas já conhecidas do público de shows e gravações pirata, como “Identikit” e “True Love Waits” e suas faixas estão organizadas em ordem alfabética, assim o disco começa com “Burn the Witch” e segue com “Daydreaming“, as duas músicas reveladas na semana passada. A ordem das faixas vem a seguir.

“Burn the Witch”
“Daydreaming”
“Decks Dark”
“Desert Island Disk”
“Ful stop”
“Glass Eyes”
“Identikit”
“The Numbers”
“Present Tense”
“Tinker Tailor Soldier Sailor Rich Man Poor Man Beggar Man Thief”
“True Love Waits”

À primeira audição é um disco melancólico e pouco eletrônico, ao contrário de seu disco mais recente, com as cordas características da carreira solo de Jonny Greenwood tomando conta de parte do álbum, repleto de baladas e canções mais introspectivas. Mas em se tratando de Radiohead, a primeira audição é só a primeira camada. Um disco triste e bonito, mas… E esse título? E essa capa? E por que lançá-lo assim? No dia das mães? O que dizem as letras?

Vamos lá…

Você pode gostar...

4 Resultados

  1. Helio Lima disse:

    Já ouvi o disco do Radiohead.
    Não é um disco fácil, o que cai na mesma se olhar para toda a carreira de uma banda que não faz a menor questão de ser acessível.
    O fato é que, o último trabalho, anterior a esse, era um difícil realmente chato. Um disco que tinha tanta bateria, que Foram necessários 2 bateristas tocando simultaneamente pra reproduzir o disco ao vivo. E o barulho não levava a lugar algum.
    Esse é mais voltado ao trabalho de cordas. Ainda bastante sensorial, lento, de difícil absorção, mas melhor, Muito melhor.
    Se tiver a paciência que exige, é um ótimo disco.
    Nota 7.

  2. Diana disse:

    Pra quem não quiser/puder pagar os 13 dolares: dá pra ouvir o disco todo nesse ‘listening party’ da BBC Radio 6Music: http://www.bbc.co.uk/programmes/p03tk6ll

  3. Roger Lima disse:

    Valeu Diana (: