O julgamento dos piratas

Começa hoje, na Suécia, o julgamento contra o Pirate Bay, principal ícone da dita pirataria digital. O grupo, representado por seu fundador, o ativista Peter Sunde, é um dos maiores entusiastas do direito ao livre download, independente de isso acarretar ou não danos para os donos dos direitos autorais. Advogando pela liberdade de expressão, Sunde conseguiu que seu julgamento fosse transmitido ao vivo para todo mundo – mesmo que apenas o áudio – e o Pirate Bay está disposto a transformar a sessão de hoje em um evento assistido em todo o planeta. Para começar, vão traduzir a transmissão em um saite dedicado à cobertura do evento. E, para esquentar, eles relegendaram trechos de Die Dritte Generation, do Fassbinder, do Atrocity Exhibition, do Weiss, e do Teorema, de Pasolini, para explicitar sua causa:

Você pode gostar...