Novos clássicos





Bruno entrevistou o Mauro A, que faz o Wagner & Beethoven, o Cearenses Internacionais de que eu falei outro dia e o Coisa de Idiota, do qual eu vou falar já, já. Como diria Caetano, a tira começou como uma brincadeira e foi crescendo, crescendo e hoje já lhe paga uns frilas na Playboy e na Bravo. No papo, ele fala do humor como aspiração profissional:

É hobby, é hobby – meu emprego é uma coisa muito mais chata. Sou formado em jornalismo, tenho 30 anos, nasci em São Paulo. Uso só o nome “Mauro A.” porque acho que ia pegar mal no meu trabalho se soubessem que perco meu tempo fazendo HQs – mas posso garantir que só uso meu tempo livre.

Mas pelo andar da carruagem, a fama de Mauro pode crescer o suficiente a ponto de largar seu emprego e viver só disso. Ou será que não compensa? Ou será que perde a graça? Ou será que seu patrão, quem sabe, poderia publicá-lo? Façam suas apostas – eu aposto que compensa, afinal, sou fã do sujeito.

Você pode gostar...