Noites Trabalho Sujo | 18.3.2017

NTS_marco2017_poster

Em tempos de aquecimento global, vamos evitar o esfriamento espiritual. Enquanto a pele e a superfície do planeta vão esquentando e suando às bicas, almas, mentes e corações vão tornando-se mais frios, distantes e vazios, em busca de um sentido para a própria existência e dos seres em que habitam. A uniformidade inóqua e a polarização cinzenta de um pensamento robótico e maquíneo avesso à natureza animal do ser humano aos poucos calcificam emoções, sentimentos e sensações, mesmo que a temperatura exterior amoleça moleiras e moléstias. Mais do que nunca, às vésperas de mais uma mudança de estação, é preciso aprofundar-se na infinitude do eu em busca da chama da vida, o sol interior que propulsiona a translação e a rotação da consciência de cada indivíduo e que conecta-o com seus pares em um transe psicoativo febril. Por isso, horas antes da entrada no outono do hemisfério sul, mais uma celebração em laboratório acontece no pilar de paredes de concreto localizado em uma esquina da Avenida São João da grande megalópole do sul latino, rede de neurônios que habita o períneo entre os baixos instintos e as altas aspirações. Em um dos auditórios, o psicoexplorador Alexandre Matias, o pesquisador sócio-quântico Luiz Pattoli e o acelerador de partículas Danilo Cabral se reúnem numa discussão que levanta registros sonoros de épocas e locais diferentes, contrapondo narrativas para extrair o êxtase coletivo em mais uma apresentação da comitiva científica Noites Trabalho Sujo. No outro lado do mesmo andar, a dupla de colisores de prótons Roots Rock Revolution, formada pelo maximizador de efeitos Mexicano e o antropólogo psíquico Fabio Smieli, cruzam frequências e ondas sônicas em explosões de libido e catarse. O trânsito entre estes dois ambientes requer o envio do nome do voluntário – e seus possíveis convidados – para o endereço eletrônico noitestrabalhosujo@gmail.com até às 18h do dia do experimento. E tenho dito.

Noites Trabalho Sujo @ Trackers
Sabado, 18 de março de 2017
A partir das 23h45
No som: Alexandre Matias, Luiz Pattoli e Danilo Cabral (Noites Trabalho Sujo); Mexicano e Fabio Smieli (Roots Rock Revolution)
Trackers: R. Dom José de Barros, 337, Centro, São Paulo
Entrada: R$ 35 só com nome na lista pelo email noitestrabalhosujo@gmail.com. Os cem primeiros a chegar pagam apenas R$ 25. O preço da entrada deve ser pago em dinheiro, toda a consumação na casa é feita com cartões. Chegue cedo para evitar filas.

Você pode gostar...