Noites Trabalho Sujo | 13.5.2017

NTS_MAIO_2017

Há uma parte do processo de captura do êxtase coletivo em um ambiente controlado hermeticamente que diz respeito especificamente à memória de curto e longo prazo. Por isso, sazonalmente nós, do instituto Noites Trabalho Sujo, experimentamos exercitar a glândula pineal a partir da narrativa cronológica, submetendo voluntários ao acompanhamento da evolução estética dos últimos setenta anos a partir de amostras sonoras de poucos minutos de duração. O pesquisador de ressonâncias mórficas orgônicas Alexandre Matias, o explorador de movimentos pélvicos Luiz Pattoli e o psicoantropólogo Danilo Cabral convidam os convidados para um transe conjunto de ativação de neurônios por meio de uma contextualização lógica. No outro auditório da torre de transmissão de bons fluidos Trackertower, dois grupos de pesquisadores (a cientista Nathalia Capistrano do centro de pesquisas Girls Bite Back ao lado do professor Rodrigo Giordano do núcleo de estudos Dope e a dupla de exploradores psíquicos Gemini, formada pela doutora Karen Ercolin e o mestrando Acácio Mendes) mantém os pés firmes em 2017 para embalar os presentes com memórias de curto prazo, provocando o choque que inevitavelmente aflora a química de atração que buscamos nestes eventos mensais. Para garantir a presença, é necessário que os voluntários enviem seus nomes para o endereço de correio eletrônico noitestrabalhosujo@gmail.com até às 20h.

Noites Trabalho Sujo @ Trackers
Sabado, 13 de maio de 2017
A partir das 23h45
No som: Alexandre Matias, Luiz Pattoli e Danilo Cabral (Noites Trabalho Sujo contando a história da música pop em ordem cronológica), Karen Ercolin e Acácio Mendes (Gemini), Nath Capistrano (Girls Bite Back) e Rodrigo Giordano (Dope)
Trackers: R. Dom José de Barros, 337, Centro, São Paulo
Entrada: R$ 40, só com nome na lista pelo email noitestrabalhosujo@gmail.com. Aniversariantes da semana não pagam para entrar (avise quando enviar o nome no email, por favor). Os cem primeiros a chegar pagam apenas R$ 25. O preço da entrada deve ser pago em dinheiro, toda a consumação na casa é feita com cartões. Chegue cedo para evitar filas.

Você pode gostar...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *