Noites Trabalho Sujo | 11.06.2016

noites11junho2016

Nosso encontro mensal de fricção audiófila tem um duplo desafio nesta edição junina, que acontece mais uma vez na torre de captação de boas vibrações localizado no centro do centro de São Paulo. A primeira missão é a convicção plena de que é possível elevar o astral psíquico através da conjunção de fatores que incluem frequências sonoras, movimento corporal, pálpebras semicerradas e espírito regozijado, sempre sob as condições ideias de temperatura e pressão, atingidas sempre consensualmente. Mas este mês especificamente temos um desafio metereológico e precisamos acelerar partículas psíquicas para provar que as baixas temperaturas que invadiram o mês, talvez reflexo da conjuntura baixo astral que paira sobre o país, estão associadas à desesperança que aos poucos se espalha por corações e mentes neste 2016. Por isso a solução encontrada – e o segundo desafio deste sábado – foi aquecer corpos e cérebros com registros sonoros que ativem áreas mentais apagadas pelos acontecimentos dos últimos meses. A programação do seminário mensal desta virada do sábado para o domingo conta, portanto, com a volta do doutor Luiz Pattoli, recém chegado de mais uma experiência paterna, que volta ao auditório azul com suas festejadas hipóteses sobre a vida nudista, completando o simpósio Noites Trabalho Sujo, que durará por toda a madrugada e ainda conta com a presença do ativista de moléculas do prazer Danilo Cabral e o cientista-sênior Alexandre Matias, idealizador do encontro periódico, que traz novas teorias discutidas em seminários recentes que esteve presente nos Países Baixos e na Catalunha. O auditório preto recebe a presença eminente de duas sumidades estudiosas da vida noturna e do impacto sônico no comportamento humano: o papa da eletrônica Camilo Rocha e a antropóloga orgânica Claudia Assef, que apresentam seu consagrado estudo Discology para os sócios de nosso experimento psíquico, uma aquisição que há muito sonhávamos em nossa programação e que calhou de surgir na melhor hora. E fechando o elenco desta noite, temos a volta do professor Wilson Farina, do instituito Heatwave de correção de convicções, que aproveita a data comercial que inicia-se na madrugada do domingo, para apresentar sua seleção de registros sobre o mais intenso dos sentimentos, a paixão, uma das energias básicas de nossos encontros. Contamos com a presença de todos que enviarem os nomes para o correio eletrônico noitestrabalhosujo@gmail.com até às 18h do dia do evento, pois esta é a única forma de garantir sua presença neste ritual de caráter estritamente científico. Uma amostra do que vos espera:

Noites Trabalho Sujo @ Trackers
Sábado, 11 de junho de 2016
A partir das 23h45
No som: Alexandre Matias, Luiz Pattoli, Danilo Cabral (Noites Trabalho Sujo), Wilson Farina (Heatwave), Camilo Rocha e Claudia Assef (Discology)
Trackertower: R. Dom José de Barros, 337, Centro, São Paulo
Entrada: R$ 30 só com nome na lista pelo email noitestrabalhosujo@gmail.com. O preço da entrada deve ser pago em dinheiro, toda a consumação na casa é feita com cartões. E chegue cedo – os 100 que chegarem primeiro na Trackers pagam R$ 20 pra entrar.

Você pode gostar...