MetáMetá + Hurtmold + Bixiga70 + Rakta juntos no CCSP

bicho-4

Hoje começa o Bicho de Quatro Cabeças, projeto do Centro Cultural São Paulo dentro da programação do Mês da Cultura Independente que reúne quatro das principais bandas independentes da cidade para um encontro épico. Nesta quinta, as quatro bandas apresentam-se simultaneamente numa apresentação com quatro entradas: às 19h entra o Rakta, às 20h o Metá Metá, às 21h o Hurtmold e às 22h o Bixiga 70. Em cada uma das apresentações, as bandas receberão músicos das outras bandas para uma grande sessão de improviso coletivo. Os ingressos começam a ser distribuídos a partir das 17h e cada pessoa só tem direito a pegar dois ingressos (e escolher a entrada de qual banda quer ver). A ideia é fazer o público circular e ver as apresentações de diferentes ângulos, além de permitir que mais pessoas assistam a essa noite épica. Abaixo, o texto de apresentação que escrevi para o evento e os quatro cartazes feitos pelas próprias bandas (vamos ter cópias impressas destes, mas são poucas, quem chegar cedo leva). Não dê mole, que vai ser histórico!

Que bicho?

Um dos principais formatos musicais do século passado, a banda de rock vem aos poucos perdendo popularidade à medida em que o tempo individualista que vivemos reduz atrações e aglomeramentos culturais a carreiras solo. Há cada vez mais artistas procurando expressar-se individualmente que coletivamente e a formação reduzida em que poucos músicos gerem carreiras inteiras ao redor de um único grupamento parece estar em queda.

No entanto, este é o formato mais ágil e hábil para a autogestão. Dividir tarefas artísticas e profissionais num punhado de pessoas torna a carreira musical mais fácil de ser administrada bem como a estética que parte da troca como pressuposto criativo mais fluida. Este formato é a base deste mercado que chamamos de independente, que existe alheio às grandes gravadoras, às emissoras de rádio ou canais de TV. Ao mesmo tempo em que movimenta-se em um submundo midiático, cria seu universo musical que é tão fácil de ser controlado quanto desafiado. Uma banda é um único animal através do qual várias cabeças conseguem se manifestar de forma coletiva, uma utopia social em forma de projeto artístico.

Reunindo quatro das principais bandas independentes de São Paulo num mesmo projeto, Bicho de Quatro Cabeças é o evento de abertura do Mês da Cultura Independente, realizado pela Secretaria Municipal de Cultural, e mostra que a natureza colaborativa deste formato vai para muito além da estética. Metá Metá, Bixiga 70, Rakta e Hurtmold partem de pressupostos artísticos diversos, de sonoridades completamente distante em alguns casos, mas que fazem sentido mesmo quando contrapostas.

São bandas cujos integrantes passeiam por musicalidades que vão além dos universos de suas bandas, em projetos paralelos que existem principalmente para instigar estas pesquisas sonoras. Do punk rock à música eletrônica, do samba ao free jazz, da poesia a colagens sonoras, do passando por diferentes níveis de improviso e experimentação, por abordagens distintas do formato canção e formações convencionais e inusitadas, o universo destes quase trinta indivíduos se funde primeiro em uma grande sessão de improviso que leva o nome do evento no dia 5 de outubro para depois assistir a apresentações das próprias bandas e de seus projetos paralelos por toda a duração do mês.

Mais informações aqui.

Arte: Mario Cappi (Hurtmold)

Arte: Mario Cappi (Hurtmold)

Arte: Kiko Dinucci (Metá Metá)

Arte: Kiko Dinucci (Metá Metá)

Arte: Rakta

Arte: Rakta

Arte: MZK (Bixiga 70)

Arte: MZK (Bixiga 70)

Você pode gostar...