Machado de Assis branco!

Ué… O cara não era mulato?

Você pode gostar...

Sem Resultados

  1. Bruno disse:

    Vitiligo? Quem nem o Michael Jackson?

  2. Ian. disse:

    aposto que 99% das pessoas envolvidas nesse comercial não sabiam desse detalhe, ou acharam que isso não era tão importante.

  3. Aposto na primeira opção.

  4. Fabio disse:

    Simplesmente Ridículo tem q saber qual foi a agencia q fez deve ter sido a mesma q fez o cartaz do vestibular de verão da UEPG sem noção.

  5. isabella disse:

    alem de tudo, machado era gago. por que ao retrata-lo de forma natural?

  6. Rafael disse:

    Pode crê, Isabella.

  7. Sempre pensei nele bem mais casmurro…

  8. guilherme disse:

    Para escrever bem como escrevia, MA só podia mesmo ser branco. Obrigado, Caixa.

  9. heto disse:

    a regra é clara, va ao google images e procure pelos retratos de Machado de Assis. surpreendente… como este: http://www.quarterlyconversation.com/images/machado-de-assis-portrait.jpg

  10. YCK disse:

    Era mais fácil na época da TV preto-e-branco.

  11. Mitridates disse:

    A Caixa está certíssima. Machado de Assis era branco, ou quase.

    Henrique Bernardelli, um dos grandes pintores que o país já teve, produziu um belo retrato de Machado de Assis em 1905, e lá está o grande escritor: branco. Procurem no Google. No atestado de óbito de Machado consta: “branco”.

    Vejam o que disse Joaquim Nabuco, seu contemporâneo: “O Machado para mim era um branco e creio que por tal se tomava; quando houvesse sangue estranho isso nada alterava a sua perfeita caracterização caucásica. Eu pelo menos só via nele o grego.”

    “Perfeita caracterização caucásica”. Alguém ainda tem dúvidas?

  12. Cássio disse:

    Mitridates, a Caixa e você estão equivocados:

    “Joaquim Maria Machado de Assis é o escritor e pensador brasileiro mais respeitado desde o século XIX. Esse respeito foi conquistado ainda em vida, com obra de regularidade e qualidade impressionantes. Todavia, Machado nasceu mulato e pobre em plena vigência da escravidão no Brasil. A contradição entre a fama e o respeito, de um lado, e a condição de afro-descendente de origem humilde, de outro, tem submetido a imagem do escritor a um processo de canonização curioso, composto pelo embranquecimento da sua figura e pela denegação do caráter subversivo da sua ficção. Identifica-se o embranquecimento da sua figura nas fotografias retocadas, nas estátuas e nos retratos, em que os pêlos da sua barba são alisados e os traços do rosto, ‘suavizados’. […]

    A insistência no embranquecimento do escritor explica o espanto que muitos sentiram com a declaração recente de Harold Bloom, considerando Machado de Assis ‘o maior literato negro surgido até o presente’. E o crítico americano não se referia apenas ao Brasil, mas sim ao mundo inteiro em todos os tempos. O espanto provém tanto de representantes do establishment branco quanto de intelectuais do movimento negro, como Lima Barreto, no passado, e Ironides Rodrigues, recentemente.”

    KRAUSE, Gustavo Bernardo. A reação do cético à violência: o caso Machado de Assis. In: Crônicas da antiga corte: literatura e memória em Machado de Assis. Marli Fantini (org.). Belo Horizonte: Editora UFMG, 2008, p. 93-94.

  13. Wilson Simão disse:

    Agradeceria se apontassem, no Google, uma imagem do Machado de Assis negro.

  14. bazem disse:

    O fato é que sempre que você procurar por fotos dele vai encontrar na maioria das vezes aquela clássica, em preto e branco, com o contraste estourando e que não dá pra se dizer a cor da pele. Eu confesso que, aos 29 anos de idade, e de não me considerar uma pessoa ignorente, descobri somente hoje que ele era mulato só por causa da polêmica, pelo simples motivo de que na escola, quando criança, isso nunca ter sido me passado. Ou se foi passado em algum momento (improvável), deve ter ficado despercebido por eu nunca ter considerarado o tom de pele de uma pessoa um aspecto relevante. Com certeza a agência contratada pela Caixa tinha publicitários que tiveram a mesma experiência que eu. Por fim, resta pesquisar Machado de Assis no Google Images e ver o reflexo disso nos resultados.

  1. 15/09/2011

    […] por falar nisso, não sei se vocês estão acompanhando a recente ressaca antiCriolo – que até já lhe rendeu o […]