Lou Reed (1942-2013)

Lou-Reed

Lou Reed, o homem que salvou o rock’n’roll de sua primeira grande crise ao fundar o Velvet Underground ao lado de John Cale, morreu neste domingo. A causa da morte ainda não foi revelada, embora ele tenha sofrido um transplante de figado no semestre passado. Um dos nomes mais influentes da história da cultura pop no século passado, ele também foi responsável por aproximar a música pop da cultura erudita, tanto por ter sido apadrinhado por Andy Warhol quanto por aspirar elevar as letras da música pop à alta literatura. Foi o pai do punk nova-iorquino e um dos avós da Nova York que conhecemos hoje, que em nada lembra a cidade decadente em que nasceu e cresceu – além de ser o padrinho da áurea cool da era moderna, que mistura ruído, arte, poesia e design. Bukowski evoluído, Woody Allen da sarjeta – ele era um dos poucos do primeiro escalão do século passado que ainda habitava entre nós. Se você é indie, hipster, rocker, artsy, beat ou gay pode fazer sua homenagem ao velho Lou – seu mundo seria bem diferente – e pior – sem ele. Fará falta.

Qual sua principal lembrança relacionada à carreira dele?

Você pode gostar...

9 Resultados

  1. kika disse:

    Eu fui ver o show dele no ano 2000.
    Fiquei colada no palco, bem embaixo dele.

  2. Fernanda disse:

    Do show dele no Credicard Hall. Eu dormi, fui a trabalho, estava cansada demais, rs Mas ouvir clássicos abraçada à mochila foi inesquecível. Pareceu um sonho, literalmente. rs

  3. jean boechat disse:

    esses caras não morrem. são como nossos pais, irmãos, melhores amigos. aquelas pessoas que passam na nossa vida e injetam alguma coisinha. a bolinha branca ou a preta do yin ou do yang…. e isso fica. pra sempre. nossos ancestrais. nossos códigos, bits. podem vir com a gente de fábrica, podem crescer dentro da gente com emoção, dor, farpa, amor, tristeza. não morrem. simples como isso.

  4. Fra tura disse:

    Lembrei do disco com o Metalica, que você adora!!!!
    O canto do cisne do grande Lou!!!!!!!!!!

  5. conam disse:

    meu deus os genios estao morrendo estamos condenados a ouvir arctic monkeys e arcade fires como se fossem coisa fina. vou correr pra ver os que ainda estao vivos.

  6. Marcus Marçal disse:

    A melhor lembrança que eu tenho dele é da aparição dele no filme “Get Crazy”, onde ele interpreta a si mesmo. É muito engraçado.

    Ver ele de pertinho do palco tb é uma ótima lembrança. RIP!

    http://www.youtube.com/watch?v=zrIRmMNi800

  7. andre guedes disse:

    tenho uma ótima lembrança, na primeira vez que o roberto, dono do bar retrô, ligou pela primeira vez convidando o killing para tocar, estávamos escutando o VU, naquela noite, esse disco deve ter tocado umas 3x, lado A e lado b…

  8. Paulo Diógenes disse:

    Todo meu respeito ao velho Lou, esteja em que quebrada estiver… Valeu, chapa.

  9. Vanessa Virginia disse:

    Perfect Day numa das cenas de Trainspotting, o filme. Já conhecia o Velvet e o Lou de muito antes. Mas naquele momento, onde o Mark Renton desce para sua sepultura, minha pós adolescência anos noventa chegava ao fim.
    Lou, seu legado musical vai te deixar vivo por muito tempo.