Lobão: “Você acha que é fácil ser eu?”

O autor do vídeo batizou o trecho dessa entrevista como se o Lobão estivesse achincalhando essas bandinhas novas pós-emo, os tais “coloridos”, mas perceba que o alvo de sua entrevista é o meio rádio e que os entrevistadores vão desviando a conversa pra falar mal das bandas teens à medida em que percebem que são os criticados pelo velho cantor. Lobão sempre fala demais e isso às vezes dá preguiça de seu discurso (“Lula times”, diria um amigo meu), mas suas observações sobre rádio e internet valem e independente de ele puxar a sardinha para o seu lado (normal, quem não?), fala umas boas verdades sobre o estado das coisas no Brasil e no mundo.

Você pode gostar...

Sem Resultados

  1. leo disse:

    o melhor é o radialista: “quando eu sair daqui eu vou falar o mesmo!”

  2. leo disse:

    o melhor do radialista: “quando eu sair daqui eu vou falar o mesmo!”
    o melhor do lobão: “roqueiro não é sinônimo de burro não!”

  3. Glauco disse:

    Queria saber o nome dos entrevistadores…

  4. Paulo Diógenes disse:

    “mas é claro que não, o artista nunca se adequou ao público, o artista não é entretenedor, não lambe o saco do público, o artista se põe à frente do público”. KKKKKK, Lobão acaba com o idiota do interlocutor, querendo dizer que o artista tem que se render aos “esquemas”. É lobão, é duro pensar no meio de tanta pobreza e miséria intelectual… Mas alguém tem que fazer uma parte desse trabalho sujo (com o perdão do tracadilho).

  5. Juliana Coelho disse:

    Creio que o que o radialista quis falar é que babaquisse É nossa época. Palhaçada. Crianças e adolescentes continuarão em branco.