James Murphy remixando partidas de tênis

james-murphy

A IBM propôs um desafio ao senhor James Murphy, que até outro dia era o líder do LCD Soundsystem: compor música usando horas de dados extraídos de partidas de tênis do US Open. Foram 400 horas de partidas jogadas que foram decupadas em dados específicos sobre cada jogo, criando algoritmos e padrões que Murphy pudesse transformar em música.

O resultado é o disco Remixes Made With Tennis Data, que reúne doze partidas vertidas em som, que receberam um tratamento musical posterior, tanto na parte de timbres quanto no acréscimo de outros instrumentos. Por vezes o disco parece uma instalação sonora, por outras lembra os efeitos sonoros em uma partida de algum game velho, sempre soando de alguma forma parente do Kraftwerk e de Brian Eno. Saca só:

Você pode gostar...